Pessoas com elevado nível de condicionamento físico têm menor probabilidade de morrer em decorrência de um ataque cardíaco. Este é o resultado de um estudo norte-americano publicado na revista “Mayo Clinic Proceedings”. O risco de mortalidade diminuiu com cada ponto adicional na pontuação de condicionamento físico.

condicionamento físicoCientistas da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore (Maryland, EUA), e do Henry Ford Hospital, em Detroit (Michigan, EUA), analisaram dados de 2.061 pessoas que tinham sofrido um ataque cardíaco e feito uma avaliação do condicionamento físico em uma esteira ergométrica antes do evento cardíaco. O equivalente metabólico (MET) delas foi avaliado durante a realização da avaliação.

Quanto mais elevada a pontuação na escala MET (em outras palavras, quanto melhor o condicionamento físico do participante), menor o risco de morte. Os 634 indivíduos que alcançaram pontuações de pelo menos 10 na escala MET apresentaram um risco 40 por cento menor de morte após um ataque cardíaco. Contudo, dos 754 pacientes que apresentaram pontuações abaixo de seis na escala MET, um terço morreu em até um ano após o primeiro ataque cardíaco. No geral, para cada número inteiro de elevação na escala MET, o risco de morte diminuiu em 8 por cento.

Mas não se sabia se elevar o nível de condicionamento físico pode reduzir o risco de morte, disse o autor do estudo, Michael Blaha, da Universidade Johns Hopkins. Além disso, também não se sabia se pessoas com melhor condicionamento físico sofrem ataques cardíacos menos agressivos, com consequente aumento da probabilidade de sobrevivência delas.

 

Confira a Tabela de METs e Atividades Diárias:

mets e atividades diárias

Fonte da Figura

Confira a Tabela de METs e Atividades Físicas:

condicionamento físico

Fonte da Figura.

Publicado originalmente em Univadis.

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!