ADRV – Alterações da repolarização ventricular é uma das alterações mais comuns encontradas no eletrocardiograma. É uma alteração no eletrocardiograma e pode significar quase todo tipo de doença, mas ao mesmo tempo, pode não significar absolutamente nada.

Veja como o seu médico analisa as  Alterações difusas da repolarização ventricular.

Alterações da repolarização ventricularQuê nome é este: Alterações da repolarização ventricular

O nome que foi dado a esta alteração assusta o paciente que lê, pois parece que o ventrículo (“a parte mais importante do coração”) está difusamente doente (“todo doente”). Mas não é isso.

Quê significa? 

Vamos explicar detalhadamente:

– Alterações: Significa, óbvio, que existe uma alteração no eletrocardiograma – essa é fácil.

– Difusas: Significa que essa alteração está presente em todo o eletrocardiograma, pois se não fosse assim, o termo seria: Alterações Localizadas da Repolarização ventricular. E algumas vezes, as alterações são localizadas, mesmo e o laudo do ECG diz: Alterações da repolarização ventricular em parede anterior – como explico abaixo;

– Repolarização Ventricular: é uma região do Eletrocardiograma que representa a fase em que o coração está se repolarizando (preparando-se para a nova contração). Mas fique tranquilo, mesmo que tenha uma alteração no Eletro, o seu coração pode estar totalmente normal.

Há variações? 

Sim, há variações no nome e na forma das Alterações na Repolarização ventricular. Como disse acima, as Alterações da repolarização ventricular podem ser localizadas, e assim, o laudo do eletrocardiograma poderia ser:

  • Alterações da repolarização ventricular em parede anterior.
  • Alterações da repolarização ventricular em parede inferior.
  • Alterações da repolarização ventricular em parede ântero-septal.
  • Alterações da repolarização ventricular em parede lateral.
  • Alterações da repolarização ventricular em parede em derivações precordiais.
  • Alterações na repolarização ventricular em parede em derivações periféricas.
  • Alterações na repolarização ventricular inespecífica (AIRV)  – nesse caso, o médico já está dizendo/inferindo que a alteração na repolarização ventricular não é ESPECÍFICA de nenhuma doença (pois é a situação mais comum).
  • Alterações na repolarização ventricular em aVL ou (D1, D2, D3, aVF, aVR, V1, V2, V3, V4, V5, V6 – que são as derivações do eletrocardiograma).

Enfim, dependendo do local onde ocorra a alteração na repolarização ventricular o médico dará o nome.

Essa Alteração na Repolarização ventricular representa doença? 

Essa é a principal pergunta dos pacientes e a dúvida mais frequente aqui no blog. O mais interessante é que esta alteração não dá ao cardiologista nenhuma pista sobre nenhuma doença específica do coração. Ele precisará (ou não) de outras informações para conseguir chegar a um diagnóstico mais preciso sobre essa alteração. Entretanto, é muito frequente que o médico não encontre nenhuma alteração no coração, principalmente, se o paciente for previamente saudável.

Quais doenças podem provocar esta Alteração na Repolarização ventricular? 

Praticamente, todas as doenças do coração podem provocar essas alterações. Mas elas são muito comuns em:

Essa alteração pode me reprovar em concursos?

No geral, NÃO.

Mas tudo depende de como o seu coração está funcionando. Veja as situações:

  • Você é jovem e saudável + Alterações da repolarização ventricular: Provavelmente, você não tem nada (consulte seu médico).
  • Você é jovem e Infartou + Alterações da repolarização ventricular: Provavelmente as alterações foram causadas pelo infarto, ou relacionado com ele.
  • Você tem Hipertensão arterial + Alterações da repolarização ventricular Provavelmente as alterações são devido à hipertensão arterial.

Ainda não respondi…

Sendo assim, em todas as opções acima, tudo dependerá do seu estado de saúde e não somente da presença ou ausência da Alteração na Repolarizaçãoventricular.

  • Se você for realmente jovem e saudável, seu médico irá liberá-lo para o concurso.
  • Se você for um paciente com Hipertensão arterial DESCONTROLADA, pode ser que sua admissão no cargo seja retardada (não proibida).
  • Se você teve infarto, aí, dependerá do emprego e você precisará da opinião do seu cardiologista.

Mas, respondendo:

No geral, não! O importante, como disse, é o coração estar normal. O médico assistente irá avaliar se o coração está normal – se estiver, não há contra-indicações para o trabalho. Fato semelhante ao que ocorre no BRE (bloqueio do ramo esquerdo) e na arritmia sinusal e em diversas alterações no eletrocardiograma.

Se você for Assim, se eu tivesse uma ADRV (Alterações da repolarização ventricular) no meu eletrocardiograma, não me preocuparia. Aguardaria com calma a consulta com o cardiologista para outros esclarecimentos, principalmente se eu estiver assintomático.

Fiz o Ecocardiograma e ele está normal, devo me preocupar?

Tudo depende do quê o seu médico disse. Mas se o ecocardiograma está normal, é mais um indício de que seu coração é normal.

Posso fazer alguma cirurgia?

Sim, pode, mas depende da liberação do seu médico. Como disse, a Alteração na repolarização ventricular não é o fator principal e determinante. 1)Heart.org

Alterações da Repolarização e Atividade Física

A relação entre as Alterações da Repolarização e Atividade Física são dúvidas frequente entre os pacientes e muitos deixam de exercitar por esse motivo. Mas é preciso parar o exercício? Confira!

Alterações da Repolarização e Atividade Física

E então, o quê achou? Poderia compartilhar esse artigo com amigos?

Conseguiu entender direitinho? Tem alguma outra dúvida?

References   [ + ]

1. Heart.org

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!