A relação entre Álcool, Arritmias e Palpitações são uma dúvida extremamente comum no consultório cardiológico! Pacientes relatam palpitações, mas há alguma relação? Confira!

Pergunte ao Cardiologista:

A dúvida de hoje é do Jorge Elia, nesse artigo.

Eu gosto de tomar cerveja aos finais de semana. Nunca sinto nada bastou tomar aquele bebida alcoólica,mesmo em pequena quantidade, não acontece na hora,mas durante o meu sono da madrugada a taquicardia aparece.
Me assusta e me causa medo.
Estranhamente e somente de madrugada.
Que pode ser isto?

Qual é a Dúvida?

Há duas principais dúvidas sobre Álcool, Arritmias e Palpitações.

  1. Álcool provoca arritmias?
  2. Álcool é perigoso ao coração?
  3. Tendo palpitações, devo suspender o Álcool?

Álcool, Arritmias e Palpitações!

Muitos pacientes apresentam uma queixa de palpitações após fazerem uso de bebida alcoólica. E daí, vem a pergunta número 1, acima: Álcool provoca arritmias? Mas antes…

O que são Palpitações?

Palpitações são a percepção de que os batimentos cardíacos estão alterados. E essa alteração pode ser:

  • Batimentos cardíacos Acelerados.
  • Batimentos cardíacos Irregulares.

Palpitações! Quando vão melhorar, meu Deus!

Nem sempre o paciente consegue fazer a diferença entre as duas ocasiões acima, se seus batimentos estão acelerados ou se estão irregulares. No entanto, sempre eles dizem que sentem palpitações.

Mas como  disse, palpitações são a percepção (sintoma / subjetivo / nem sempre real) de que os batimentos estão patologicamente alterados. Muitas vezes, os clientes reclamam palpitações, mas seus batimentos estão perfeitamente normais (e isso não é incomum).

Mas, voltemos às questão básicas.

Álcool faz mal á saúde cardiovascular?

Não, álcool não faz mal à saúde cardiovascular, inclusive ele é um fator protetor, quando ingerido em doses moderadas.

De acordo com o Dietary Guidelines for Americans, o que conta como beber moderadamente é de até um drinque por dia para mulheres e até dois drinques por dia para homens.

O consumo moderado de álcool demonstrou reduzir o risco de doença cardíaca – especificamente doença arterial coronariana – e ter efeitos gerais de proteção contra o derrame e diabetes tipo 2.

Sendo assim, o álcool (em doses moderadas) é um auxiliar no combate às doenças cardíacas.

Álcool provoca arritmias?

A resposta SIM. Mesmo após ter escrito o parágrafo acima, o uso moderado de bebidas alcoólicas pode aumentar a chance de arritmias cardíacas, notadamente a fibrilação atrial.

Mas esta é uma ocorrência relativamente rara e os benefícios do uso do álcool não sugerem a sua suspensão (desde que em doses moderadas).

Álcool é perigoso ao coração?

Como dito acima, não, o álcool não é perigoso para o coração. Inclusive, há até um benefícios com o uso regular.

Tendo palpitações, devo suspender o Álcool?

A resposta inicial é NÃO, mas você deve procurar o seu médico.

O que é muito comum de acontecer com o uso do álcool e a presença de palpitações é que o paciente tenha uma TAQUICARDIA SINUSAL (coração acelerado) e descreva esse sintoma como palpitação e a confunda com uma arritmia cardíaca.

Assim, na grande maioria das vezes, o paciente está tendo uma taquicardia sinusal (totalmente benigna e sem qualquer prejuízo à saúde do paciente).

Com saber qual arritmia estou tendo?

Entretanto, a úncia forma de saber, reconhecer o tipo de arritmia que você está tendo é realizando um Holter no dia mais provável de ter a palpitação.

No caso do exemplo acima, em que o paciente tem palpitações após fazer uso de cerveja, é ideal que o Holter seja realizado exatamente neste dia, para que ele possa “pegar” e seu médico possa fazer o diagnóstico real da sua arritmia (se é que você está tendo uma arritmia).

Entendido?

Alguma dúvida? Deixe nos comentários alguma dúvida sobre Álcool, Arritmias e Palpitações;

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!