Aneurisma do Septo Interatrial – Guia Completo!

Um aneurisma do septo interatrial é um achado pouco frequênte em pacientes adultos. O aneurisma do septo interatrial é comumente visto no ecocardiograma transtorácico e deixa muitos pacientes preocupados. Confira os principais motivos e como tratar. Veja! 

Aneurisma do septo interatrial

Aneurisma do septo interatrial

O quê é o Aneurisma do Septo Interatrial 

Um aneurisma do septo interatrial é um achado infrequênte em pacientes adultos. A formação do Aneurisma do septo interatrial pode ser secundária a:

  • Diferença de pressão entre os átrios direito e esquerdo, produzindo uma mudança abaulamento do septo em direção ao side1 de baixa pressão; no entanto,
  • Malformação congênita: foi também encontrada em pacientes com pressões atriais normais, sugerindo uma malformação primária (congênita?). 1)Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients 2)Aneurysms of the septum primum in adults 3)Aneurysm of the atrial septum as diagnosed by echocardiography: analysis of 11 patients

 

Critérios de definição para o Aneurisma do Septo Interatrial

Para um médico (um ecocardiografista) definir o ponto de corte para dizer que o paciente tem ou não tem o aneurisma do septo interatrial é bastante arbitrária. Entretanto, alguns critérios são mais difundidos:

  • Silver e Dorsey, 1, ou seja,
  • uma protrusão do aneurisma > 10 mm em relação ao plano do septo atrial 4)Aneurysms of the septum primum in adults.
  • uma protrusão do aneurisma de pelo menos > 15mm para ser considerado o septo atrial ter um aneurisma.5)Aneurysm of the atrial septum as diagnosed by echocardiography: analysis of 11 patients

 

Ecocardiografia transtorácica ou transesofágica? Qual o melhor?

A abordagem pelo ecocardiograma transesofágico permite imagens praticamente perfeitas do septo interatrial e o ecocardiografista pode detalhar o septo interatrial com muito maior riqueza de detalhes quando comparado com o Ecocardiograma transtorácico. 6)Detection of ostium secundum atrial septal defects by transoesophageal cross-sectional echocardiography

O ecocardiograma transtorácico no Aneurisma do septo Interatrial:

A vantagem do ecocardiograma transtorácico é a sua facilidade de realização. Ele não precisa ser invasivo, não há necessidade de engolir aquela sonda e não precisa de sedação. Além disso, é possível fazer um bom diagnóstico do Aneurisma do septo interatrial.

 

Aneurimsa do septo Interatrial e Arritmias Cardíacas

Vários pesquisadores têm sugerido uma associação entre o aneurisma do septo interatrial e as taquiarritmias. 7)Detection of ostium secundum atrial septal defects by transoesophageal cross-sectional echocardiography

  • Um estudo observou taquiarritmias atriais em 20 dos 80 pacientes (25%).
  • Outro estudo mostrou uma prevalência de taquiarritmias atriais em 26 (52%) de 50 pacientes consecutivos com Aneurisma do septo Interatrial.
  • E em outro estudo, na maioria dos pacientes (65%), não tinham arritmias significativas. Vinte e oito dos 195 pacientes (14,4%) estavam em fibrilação atrial. Uma prevalência relativamente alta de taquiarritmias atrial (47 de 195 pacientes; 24%). 8)Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients

Mais estudos são necessários para esclarecer se o Aneurisma do septo interatrial está relacionado com a patogênese dessas arritmias cardíacas.

 

Doenças Cardíacas associadas com Aneurisma do Septo Interatrial (ASI)

Várias outras alterações cardíacas (e não cardíacas) pode ser associada com Aneurisma do septo interatrial (vou abreviar e chamar de ASI). Os principais são:

  • ASI e Forma oval patente (POP): Estudos com ecocardiograma transesofágico encontraram até 85% de ocorrência de FOP 13)A possible mechanism for neurologic ischemic events in patients with atrial septal aneurysm. Nesse importante estudo 14)Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients o Defeito do septo interatrial do tipo II foi observada em 106 de 195 pacientes (54,4%); em 38 pacientes, uma FOP em 65, e um defeito no seio venoso 3.

Estas dificuldades em uma classificação anatômica precisa do desvio interatrial, em particular em pacientes com ASI, podem explicar a variação tão grande na prevalência de problemas.

Aneurisma do Septo Interatrial (ASI) e Risco de Embolia arterial

Vários autores têm sugerido que a ASI (isolado ou em combinação com outros defeitos) pode causar embolismo arterial. Esta sugestão é baseada em estudos clínicos que demonstram uma associação estatística entre ASI e eventos embólicos cerebrais e/ou periférica isquêmica. 20)Atrial septal aneurysm and stroke: a transesophageal echocardiographic study 21)Improved morphologic characterization of atrial septal aneurysm by transesophageal echocardiography: relation to cerebrovascular events

De fato, a incidência de eventos clínicos compatíveis com embolia de origem cardiogênica parece ser notavelmente elevada em pacientes com ASI, variando de 20% a 52%. 22)Atrial septal aneurysm–a potential cause of systemic embolism. An echocardiographic study 23)Atrial septal aneurysm: association with cerebrovascular and peripheral embolic events 24)Improved morphologic characterization of atrial septal aneurysm by transesophageal echocardiography: relation to cerebrovascular events 25)A possible mechanism for neurologic ischemic events in patients with atrial septal aneurysm

Em um importante estudo, 87 dos 195 pacientes (44,6%) com ASA tinha experimentado eventos clínicos compatíveis com embolia cardiogênico antes da realização do ecocardiograma. Mas esse mesmo estudo diz que o número tão elevado deva ser pelo tipo de paciente que foram incluídos no estudo. 26)Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients No entanto, a associação entre ASA e merece embolia arterial alguma consideração, mas ainda necessita de maiores comprovações científicas.

 

Como Tratar Aneurisma do septo Interatrial?

  • ASI Simples e isolado não requer tratamento específico ou uma forma diferente de acompanhamento. Os doentes devem ser avaliados quanto à presença de trombos no aneurisma.
  • As opções terapêuticas para a prevenção de AVC recorrente em pacientes com aneurisma do septo atrial, bem como anormalidade do septo atrial – incluindo forame oval patente (FOP), ostium secundum atrial comunicação interatrial (CIA) – são medicações médica com agentes ou anticoagulantes antiplaquetários e fechamento cirúrgico ou percutânea do defeito do septo interatrial.
  • Para evitar embolia paradoxal recorrente, na presença de derivação, é preferível fechar o shunt (que é a comunicação de sangue entre as cavidades atriais) com procedimento transcateter de forma segura e eficaz. 27)Transcatheter treatment of atrial septal aneurysm associated with patent foramen ovale for prevention of recurrent paradoxical embolism in high-risk patients
  • No caso da presença de fibrilação atrial, o tratamento específico é dado para a Fibrilação atrial. Em caso de paciente episódio embólico com anticoagulantes orais são necessários.
  • A eficácia da terapia com aspirina é sugerido pelos médicos franceses em pacientse com FOP, aneurisma do septo interatrial, com boa eficiência. 28)Recurrent Cerebrovascular Events Associated with Patent Foramen Ovale, Atrial Septal Aneurysm, or Both

Conclusão:

Embora a fibrilação atrial é bem conhecida causa de acidente vascular cerebral, a presença de aneurisma do septo atrial precisa de alguma atenção sobre a sua real contribuição. Existe uma possibilidade que o aneurisma do septo interatrial possa ser um culpado por acidentes vasculares cerebrais. 29)A look at atrial septal aneurysm

 

Você tem aneurisma do septo interatrial?

Faz algum tratamento? Conte-nos? O que apareceu em seu exame de ecocardiograma? Deixe o seu comentário. O que o seu médico lhe disse a respeito?

 

References   [ + ]

1, 8, 14, 16, 19, 26. Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients
2. Aneurysms of the septum primum in adults
3. Aneurysm of the atrial septum as diagnosed by echocardiography: analysis of 11 patients
4. Aneurysms of the septum primum in adults.
5. Aneurysm of the atrial septum as diagnosed by echocardiography: analysis of 11 patients
6. Detection of ostium secundum atrial septal defects by transoesophageal cross-sectional echocardiography
7. Detection of ostium secundum atrial septal defects by transoesophageal cross-sectional echocardiography
9. Diagnosis and classification of atrial septal aneurysm by two-dimensional echocardiography: report of 80 consecutive cases
10, 11. Interatrial shunting in atrial septal aneurysm
12. A possible mechanism for neurologic ischemic events in patients with atrial septal aneurysm.
13. A possible mechanism for neurologic ischemic events in patients with atrial septal aneurysm
15. Combined atrial septal aneurysm and mitral valve prolapse: detection by two-dimensional echocardiography
17. Increased prevalence of atrial septal aneurysm in mitral valve prolapse
18. Combined atrial septal aneurysm and mitral valve prolapse: detection by two-dimensional echocardiography.
20. Atrial septal aneurysm and stroke: a transesophageal echocardiographic study
21, 24. Improved morphologic characterization of atrial septal aneurysm by transesophageal echocardiography: relation to cerebrovascular events
22. Atrial septal aneurysm–a potential cause of systemic embolism. An echocardiographic study
23. Atrial septal aneurysm: association with cerebrovascular and peripheral embolic events
25. A possible mechanism for neurologic ischemic events in patients with atrial septal aneurysm
27. Transcatheter treatment of atrial septal aneurysm associated with patent foramen ovale for prevention of recurrent paradoxical embolism in high-risk patients
28. Recurrent Cerebrovascular Events Associated with Patent Foramen Ovale, Atrial Septal Aneurysm, or Both
29. A look at atrial septal aneurysm

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!