Angina, o Mais Grave dos Sintomas de Infarto!

Dentre os Sintomas de infarto, a Angina é, com certeza, o Mais Importante de todos! Angina é uma dor ou desconforto no peito causada quando o músculo do coração não recebe sangue rico em oxigênio suficiente. O paciente pode sentir como pressão ou aperto no peito. O desconforto também pode ocorrer em seus ombros, braços, pescoço, mandíbula ou costas. Angina dor pode até se sentir como indigestão.

Mas, angina não é uma doença. É um dos sintomas de infarto e de um problema subjacente do coração, normalmente, a doença cardíaca coronária. Há muitos tipos para ela, incluindo microvascular, de Prinzmetal, estável, instável e variante. 1)Heart.org

 

O que é Angina?

Se você tem uma sensação de pressão ou um aperto no peito, pode ser dor anginosa. Ele pode se sentir como um ataque cardíaco, mas muitas vezes é um sinal de alerta de seu coração.

Há muita coisa que você pode fazer para impedir que isso aconteça. Normalmente, a medicina junto com mudanças de estilo de vida pode controlar seus sintomas. A dor no peito que você sente acontece porque não há sangue suficiente fluindo para parte de seu coração.

Ela geralmente desaparece rapidamente, mas pode ser um sintoma de um problema cardíaco fatal e um dos primeiros Sintomas de Infarto.  2)WebMD

 

Quando a Angina Ocorre?

A dor anginiosa normalmente aparece porque uma ou mais das artérias coronárias está estreitada ou bloqueada, provocando o que os cardiologistas chamam de isquemia.

Ela também pode ser um sintoma de doença coronária microvascular. Esta é a doença cardíaca que afeta pequenas artérias coronárias do coração e é mais provável afetar as mulheres do que os homens.

– Saiba Mais sobre a Angina em Mulheres!

Dependendo do tipo de dor você tiver, existem muitas situações que podem provocar dor de angina e os sintomas podem variar de acordo com o tipo de Angina que você tem.

 

Quais os Tipos de Angina?

AnginaOs principais tipos são de estável, instável e variante (Prinzmetal), e microvascular. O seu médico irá auxiliá-lo em descobrir qual tipo de Angina você tem e se ela se trata, efetivamente, de um dos sintomas de infarto, mesmo por quê, sintomas diferentes tem tratamentos diferentes. 3)NIH

Angina Estável

A angina estável é o tipo mais comum. Ela ocorre quando o coração está trabalhando mais duro do que o habitual. Dor anginosa estável tem um padrão regular e se repede de forma semelhante, em situações clínicas semelhantes. Exemplo: Sempre que o paciente sobe 5 lances de escada; no outro, sempre que anda de bicicleta e em um terceiro paciente, a angina aparece somente quando ele fica ansioso.

Se você tiver o tipo estável, você pode aprender o seu padrão e prever quando a dor vai ocorrer. A dor geralmente desaparece poucos minutos depois de descansar ou tomar o seu medicamento angina.

A estável não é um ataque cardíaco, mas a sua presença sugere que um ataque cardíaco é mais provável de acontecer no futuro.

Angina Instável

Angina instável não seguem um padrão. Pode ocorrer mais frequentemente e mais grave do que o tipo estável. A forma instável também pode ocorrer com ou sem esforço físico; o repouso ou um tratamento medicamentos, normalmente, não alivia os sintomas.

A dor instável é um sintoma de infarto muito perigoso e requer tratamento de emergência. Este tipo de manifestação é um sinal de que um ataque cardíaco pode acontecer em breve (em horas ou minutos).

Angina variante (Prinzmetal)

Angina variante é rara. Um espasmo em uma artéria coronária provoca este tipo de dor. A dor anginosa variante geralmente ocorre quando você estiver em repouso, e a dor pode ser grave. Isso geralmente acontece entre meia-noite e de manhã cedo. A Medicina e as medicações podem aliviar este tipo de angina. 4)NIH

Angina microvascular

Angina microvascular pode ser mais grave e duram mais tempo do que outros tipos de dor anginosa Medicações não conseguem aliviar este tipo de angina, pois a maioria das medicações são direcionadas e foram criadas para a angina causada por obstruções em grande artérias coronárias e não nas artérias microvasculares.

 

angina-3Outros nomes para Angina

  • Síndrome coronariana aguda
  • Angina de peito
  • Dor no peito
  • Espasmo coronariano
  • angina microvascular
  • Angina de Prinzmetal
  • Angina estável ou comum
  • Angina instável
  • Dor Anginosa
  • Angina pectoris

Entenda o seu risco para Angina

Se você está em risco para a doença cardíaca coronária ou doença microvascular, você também está em risco de angina. Os principais fatores de risco para doença cardíaca coronariana e doença microvascular incluem: 5)Heart.org

Os seguintes fatores de risco aumentam o risco de doença da artéria coronária e angina:

O uso do tabaco.

Mascar tabaco, tabagismo e exposição a longo prazo ao fumo passivo podem danificar as paredes interiores das artérias – incluindo artérias coronárias – permitindo que os depósitos de colesterol possam bloquear o fluxo sanguíneo.

angina-4Diabetes.

Diabetes é a incapacidade de o organismo a produzir insulina suficiente ou responder à insulina adequadamente. A insulina, um hormônio secretado pelo pâncreas, permite que seu corpo a usar glicose, que é uma forma de açúcar a partir de alimentos. Diabetes aumenta o risco de doença arterial coronariana, o que leva a angina e ataques cardíacos, acelerando a aterosclerose.

Pressão alta.

A pressão arterial é determinada pela quantidade de sangue que seu coração bombeia e da quantidade de resistência ao fluxo sanguíneo nas artérias. Com o tempo, a pressão elevada do sangue danifica as paredes das artérias.

Níveis altos de colesterol ou triglicérides.

O colesterol é uma parte importante dos depósitos que podem estreitar as artérias por todo o corpo, incluindo aquelas que fornecem sangue para o seu coração – as coronárias. Um alto nível do tipo errado de colesterol, conhecido como lipoproteína de baixa densidade (LDL) colesterol (o colesterol “ruim”), aumenta o risco de angina e ataques cardíacos. Um alto nível de triglicérides, um tipo de gordura sanguínea relacionada a sua dieta, também é indesejável.

História de doença cardíaca.

Se você tem doença arterial coronariana ou se você teve um ataque do coração, você está em um maior risco de desenvolver angina.

Idade mais avançada.

Homens acima de 45 e mulheres com mais de 55 anos têm um risco maior do que os adultos mais jovens.

Falta de exercício.

Um estilo de vida sedentário contribui para o colesterol elevado, pressão arterial elevada, diabetes tipo 2 e obesidade. No entanto, é importante conversar com o seu médico antes de iniciar um programa de exercícios.

A obesidade.

A obesidade aumenta o risco de angina e doenças cardíacas porque está associada com níveis de colesterol no sangue, pressão arterial alta e diabetes. Além disso, seu coração tem que trabalhar mais para fornecer sangue para o excesso de tecido.

Estresse.

O estresse pode aumentar o risco de angina e ataques cardíacos. Muito estresse também pode elevar a pressão arterial. Surtos de hormônios produzidos durante o estresse pode restringir suas artérias e piorar angina. 6)MayoClinic

 

angina-5Sinais e sintomas de infarto do coração:

  • Pressão, plenitude ou uma dor espremendo no centro do peito que dura mais do que alguns minutos
  • Dor que se estende para além do seu peito para seu ombro, braço, costas, ou até mesmo para seus dentes e mandíbula
  • Aumentar episódios de dor no peito
  • Dor prolongada no abdome superior
  • Falta de ar
  • Sudorese (suor)
  • Sentido da desgraça iminente
  • Desmaio
  • Nausea e vômito 7)MayoClinic

 

Como é diagnosticada angina?

O seu médico provavelmente irá rever sua história médica e dar-lhe um exame físico completo. Em seguida, ele ou ela pode querer fazer alguns testes antes de recomendar o tratamento. Estes testes podem incluir: Esconder

  • Angiografia
  • Eletrocardiograma (ECG / EKG)
  • Ecocardiograma
  • Exercício eletrocardiograma (teste de esforço)
  • Cintilografia com Tálio
  • Ecocardiograma transesofágico (ETE) 8)HeartAndStroke

 

Como é angina tratada?

As Mudanças no estilo de vida e medicamentos são as formas mais comuns para tratar e controlar angina. Por vezes, a cirurgia pode ser necessária.

Mudanças no Estilo de Vida:

Embora o exercício pode provocar a angina, você ainda vai precisar manter-se fisicamente ativo, desde que o seu médico aprova. Você poderia viver mais confortavelmente e com menos ataques de angina, controlando seus fatores de risco como a pressão arterial, diabetes e colesterol alto no sangue, e por comer uma dieta saudável, livrar-se do tabagismo, e limitando o uso de álcool e, ainda, reduzindo o estresse. 9)HeartAndStroke

Medicamentos

Certos medicamentos podem ajudar a prevenir ou aliviar os sintomas de angina.

  • Anti-plaquetários
  • Beta-Bloqueadores
  • Bloqueadores dos canais de cálcio
  • Nitroglicerina
  • Controladores de Frequência cardíaca.
  • Outros.

Os procedimentos cirúrgicos e outros:

Angina também pode ser tratada através de um alargamento ou ignorando (Fazendo um desvio) no estreitamento da artéria para aumentar o fluxo sanguíneo para o coração. Os Procedimentos para tratar a angina podem incluir:

  • Coronária percutânea intervenção (PCI ou angioplastia com stent)
  • Cirurgia de revascularização miocárdica

 

E então, o quê achou?

Tem alguma dúvida? Deixe a sua Pergunta!

References   [ + ]

1, 5. Heart.org
2. WebMD
3, 4. NIH
6. MayoClinic
7. MayoClinic
8, 9. HeartAndStroke

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!