Arritmia cardíaca – o quê é, causas, tratamento: Tudo!

Se você sofre de Arritmia Cardíaca, você não está sozinho… As Arritmias e seus sintomas (as palpitações) são queixas muito comuns no dia-a-dia do meu consultório de cardiologista. Quando causam palpitações, elas perturbam muitos pacientes e podem estar te deixando LOUCO. Por outro lado, muitas das arritmias são assintomáticas. O lado bom…

O lado bom é que grande parte das vezes a Arritmia não vai lhe causar morte súbita, entretanto, você e seu médico precisam estar atentos a alguns indícios que servem de alerta, pois a Arritmia Cardíaca e as Palpitações podem ser um aviso de doenças cardíacas graves, como você verá nesse artigo de revisão.

Se você deseja saber mais sobre a Arritmia cardíaca, você está no lugar certo. Nessa página, iremos reunir todas as informações sobre as mais diversas arritmias cardíacas e discutiremos suas principais causas e consequências. Não deixe de ler e, por favor, deixe sua dúvida ou pergunta nos comentários. Combinado?

 

Uma História Real! Carlos e sua Palpitação! 

Carlos é o nome fictício de um paciente real, que realizou uma consulta no meu consultório. Ele é jovem, de 32 anos e trabalha como Caixa em um Supermercado. Veja o que ele me contou e responda-me se você vê alguma semelhança com a vida real.

“Era um dia normal, uma terça-feira. Como de praxe, acordei, tomei meu banho e fui tomar meu café com pão e meu queijo. Assisti ao jornal e me preparei para ir para o trabalho…

 

Quando de repente: TUM-TÁ-TUM-TÁ!

 

O quê foi isso?! Eu estremeci, conta ele!

 

Meu coração bateu de uma forma como eu nunca tinha visto ou sentido antes!

 

De novo: TUM-TÁ-TUM-TÁ!

 

Alguma coisa estava acontecendo comigo e, pior, dentro do meu peito!

 

Quê TREM é esse?, disse ele expondo seu sotaque mineiro…

 

Será que estou infartando?!

Ele me disse que parecia que seu coração iria sair pela minha boca, e que ficou extremamente apavorado, e que nem terminou de tomar o seu café com queijo. Como médico e mineiro, eu logo percebi que seja lá o que tinha acontecido era grave, pois para um Mineiro deixar um Café e uma fatia de queijo para traz, não é bom sinal…

 

A sensação durou segundos, mas Carlos ficou abalado por cerca de 10 minutos… Ele não conseguia deixar de pensar no que aconteceu com ele.

Mas, Graças a Deus, aquele “TREM” não voltou!.

Do mesmo jeito que vieram, os sintomas foram embora…

Eu pergunto a você, leitor:  Você já sentiu na pele, os sintomas de Carlos?

Você pode estar se perguntando: “Mas afinal, o quê Carlos sentiu? O quê que ele teve?” Bem, vamos com calma, pois no final desse artigo, vamos tentar chegar a uma conclusão.

 

Carlos teve um Palpitação, mas o quê é Palpitação?

Tudo indica que o Carlos teve uma Palpitação!

A forma como ele descreve seus sintomas lembra a palpitação que é a manifestação clínica (o sintoma) de que o coração saiu do ritmo, é à percepção anormal dos batimentos do coração.

Assim, se o coração se acelerar, o paciente pode perceber esta aceleração e relatar a presença de palpitação… da mesma forma, se houver alteração do ritmo (sem taquicardia ou bradicardia), o paciente também pode relatar palpitação.

 

Várias Descrições para um Mesmo Sintoma:

Os pacientes referem a palpitação como:

  • Pausa,
  • Batimento,
  • Parada no coração,
  • Coração se enchendo,
  • Coração parando,
  • Batimento mais forte,
  • Batimento diferente,
  • Batimento fraco,
  • dentre outros

O Carlos descreveu sua palpitação como “Um Trem Dentro do peito!” e você? Como percebe a sua Palpitação? Não esqueça de deixar seu comentário abaixo.

 

Essa Palpitação é normal? É perigosa?

Normal, não. NUNCA!

Normal é NUNCA SENTIR palpitações!

Por mais que o paciente não goste de senti-las, elas são o sinal de que alguma coisa está errada com o coração do paciente e o médico precisa ser avisado! Do ponto de vista médico, a Palpitação é a primeira isca para se chegar a um diagnóstico de Arritmia Cardíaca.

Palpitação é a Manifestação clínica de uma Arritmia Cardíaca?

 

O quê é Arritmia cardíaca?

As Arritmias cardíacas são alterações elétricas que provocam modificações no ritmo do coração. É como se o coração perdesse o compasso e tornasse fora do ritmo, arrítmico, sem ritmo. Arritmia é, portanto, uma doença que afeta o Ritmo de Batimentos do Coração!

 

Arritmia Cardíaca é um Grupo de Doenças

 

Elas formam um GRUPO de doenças do coração que atuam sobre o Ritmo Cardíaco.

Dependendo do tipo de arritmia elas podem levar a doenças no coração e a morte súbita. E devido à sua importância e potencial risco de Morte súbita, as Arritmias Cardíacas merecem uma atenção especial de médicos e pacientes.

Segundo a Associação Americana de Cardiologia:

O termo “arritmia” refere-se a qualquer alteração da sequência normal de impulsos eléctricos.

Os impulsos elétricos podem acontecer muito rápido, muito devagar ou de forma irregular – fazendo com o coração bata muito rápido, muito devagar ou de forma irregular.

Em casos graves, quando o coração não bate corretamente, e quando ele não consegue bombear o sangue de forma eficaz. Nesta situação, o coração não bombeia sangue de forma eficaz, os pulmões, cérebro e os outros órgãos não conseguem funcionar corretamente podendo levar a falência múltipla dos órgãos. 1)AHA

Nota técnica: As arritmias são provocadas por

  • distúrbios na formação do impulso elétrico que, em vez de formar-se no nó sinusal, tem origem em outras estruturas do coração, e por
  • distúrbios na condução do impulso elétrico através das câmaras cardíacas e dos feixes de condução elétrica do estímulo cardíaco.

 

Sempre que tem Arritmia tem Palpitação?

Não, absolutamente, NÃO.

Muitas vezes, o paciente está tendo uma arritmia cardíaca e não relata qualquer sintoma em seu coração, nem mesmo a Palpitação.

Por outro lado, algumas vezes, o paciente se confunde e reclama de frequêntes Palpitações, mas que o Holter não detecta a presença de nenhuma arritmia cardíaca, mesmo o paciente tendo tido palpitações no dia do exame.

Vamos reforçar alguns conceitos:

  • ARRITMIA não é PALPITAÇÃO;
  • Palpitação é a percepção do paciente de que o Ritmo do seu coração está alterado.
  • Nem sempre uma Arritmia Cardíaca está acompanhada de Palpitação.
  • Nem sempre uma Palpitação está acompanhada de Arritmia cardíaca.

 

 

Carlos teve nova palpitação, foi ao Hospital… e voltou pior!

Uma semana depois daquela primeira manifestação de Palpitação, o paciente Carlos voltou a sentir os mesmos sintomas, só que desta vez, com uma intensidade MUITO MAIOR. Ele conta…

Dessa vez, perdi o ar!

 

Senti que iria morrer e ter um infarto ou um trem parecido!

 

Dessa vez, ocorreu em um sábado, eu estava tranquilo, tentando relaxar em um churrasco com alguns amigos, sentindo-me bem à vontade quando… TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ…

 

Tomei um copo de Coca-cola mas não resolveu… parecia que não iria melhorar…

 

TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ… TUM-TÁ…

Todos na festa já tinham percebido que Carlos não estava bem. Um dos colegas o levou ao pronto socorro mais próximo para ser atendido e enquanto aguardava para ser atendido, as palpitações foram melhorando… melhorando… melhorando…

Na hora que o médico chamou, ele já estava sem qualquer sintoma.

O médico o examinou, viu que ele já estava melhor e sugeriu que ele pudesse estar estressado, que ele “não tinha nada”. Segundo Carlos ele teve a sensação de que o médico achava que ele estava com o famoso “piti”.

Eu voltei para casa estressado e muito irritado, pois o médico achava que eu estava com frescura!

Enfim, Carlos voltou pior do Pronto socorro.

 

O quê Carlos está sentindo?

Talvez você esteja pensando e se perguntando: “O quê Carlos está sentindo?”

  • Será que ele está mesmo tendo uma Arritmia Cardíaca?
  • Será “Piti” e Ansiedade?
  • É grave?
  • Ele pode ter uma morte súbita?
  • Será que..

Esse é o grande dilema no diagnóstico e no tratamento das Arritmias cardíacas. E uma série de outras perguntas precisam ser feitas e investigadas pelo médico para chegar a um diagnóstico correto. Nesse artigo, vamos dar uma visão geral sobre diversos aspectos da investigação das arritmias cardíacas.

 

Por quê o médico do Pronto Socorro não viu nada?

Quando o paciente volta do pronto socorro irritado com o médico, que “não viu nada” esse paciente costuma ficar nervoso. Mas fique calmo pois é assim mesmo…

Para reconhecer e detectar uma arritmia cardíaca é necessário montar um APARATO DE INVESTIGAÇÃO que pode ser cansativo. Algumas arritmias cardíacas se manifestam quando o paciente está em casa e SOMEM quando o paciente está na frente do médico; por quê?

Porque Arritmia cardíaca é assim mesmo! Nem todas as Arritmias estão presentes todo o tempo. Algumas delas são rápidas e fugazes, desaparecendo da mesma forma como vieram – rapidamente.

Outras arritmias são mais estáveis e  estão presentes durante todo o tempo dando, ao médico, a oportunidade de diagnosticá-las. Nessas situações, o médico lança mão de exames complementares, como descrito abaixo.

 

Arritmia cardíaca – Quais exames devo fazer?

Essa é uma dúvida comum e a resposta está com o seu médico, mas no geral, os colegas cardiologistas lançam mão desses principais exames:

Eletrocardiograma:

o famoso ECG, eletro – que detecta cerca de 15 batimentos cardíacos. Se o médico der sorte, ele consegue “pegar a arritmia” durante esses 15 batimentos.

Holter 24horas:

O Holter é um ECG de 24 horas, com muito mais chances de “pegar a arritmia”. Mas mesmo assim, há pacientes que tem sintomas (palpitações) a cada dois ou três dias, e o holter pode não flagrar a arritmia.

Ecocardiograma:

O ecocardiograma um ultra-som do coração e não vê arritmia. O objetivo é saber se o coração está fraco ou se tem alguma outra doença do coração associada, que possar tornar a arritmia mais grave.

Teste ergométrico:

O Teste Ergométrico é um ECG durante o esforço físico. Tem por objetivo saber se a arritmia ocorre durante o esforço, se é desencadeada pelo esforço, etc.

Looping / holter de eventos:

É um Holter longo, bem longo… que o paciente pode ficar semanas ou até um mês com o aparelho… É muito chato de se fazer e muito trabalhoso, afetando muito o dia-a-dia dos pacientes. Mas é ótimo para captar as arritmias.

Estudo Eletrofisiológico:

Esse é o padrão-ouro dos exames para arritmias. Ele faz o mapeamento de todos os estímulos elétricos do coração. Mas, por ser caro e muito invasivo (semelhante a um cateterismo) é deixado para pesquisar arritmias graves e perigosas. Ele não é usado para arritmias onda a suspeita é de uma arritmia benigna.

 

Como é feito o diagnóstico das Arritmias Cardíacas?

Como dissemos acima, o diagnóstico da Arritmia cardíaca é feito com a Anamneses (consulta médica) e com os exames que falamos no parágrafo anterior.

Normalmente, usando um ou mais dessas ferramentas diagnósticas, o médico é capaz de dizer qual arritmia você tem – e é muito importante que o médico lhe diga e até escreva o nome da sua Arritmia Cardíaca.

 

Qual Tipo de Arritmia eu tenho?

Suspeitar do diagnóstico de Arritmia cardíaca é até fácil para o médico, pois a Palpitação é um sintoma bastante fácil de reconhecer.

Entretanto, já te disse que Arritmia Cardíaca é um GRUPO DE DOENÇAS, um conjunto de uma série enorme de doenças diferentes que afetam o ritmo do coração e cada uma delas tem o seu tratamento específico.

Veja abaixo a lista de alguns tipos de Arritmias Cardíacas.

 

As Extra-sístoles – a Principal Causa das Palpitações!

As Extra-sístoles são as principais causadoras das palpitações e, por isso, vou dar um destaque especial a elas, antes de listar todos os tipos de Arritmias cardíacas.

As Extra-sístoles – o Principal Causador das Palpitações.

Na grande maioria das vezes, a arritmia cardíaca que mais provoca o sintoma da palpitação é a Extra-sístole (seja ela ventricular ou supraventricular). Isso leva uma quantidade enorme de queixas dos pacientes por causa das PALPITAÇÕES.

 

Como Detectar uma Extra-sístoles!

Partindo da definição de que sístole é igual à contração do coração e diástole, o seu relaxamento, a EXTRA-sístole nada mais é que um batimento EXTRA.

Façamos uma analogia:

Um metrô está programado para chegar à estação a cada 15 minutos:

  1. 11h – Regular.
  2. 11:15  – Regular.
  3. 11:30 – Regular.
  4. 11:45  – Regular.
  5. 12:00 – Regular.

5 metrôs chegaram à estação.

 

Só que em determinado dia, ocorreu uma alteração inesperada.

  1. 11h – Regular.
  2. 11:15 – Regular.
  3. 11:30 – Regular.
  4. 11:40 – IRRegular (a mais).
  5. 11:47 – Regular (mas atrasado) – Ocorreu uma pausa de 2 minutos.
  6. 12:00 – Regular.

6 metrôs chegaram à estação.

 

Notou alguma diferença?

  1. Houve uma metrô a mais (o metrô 4 não deveria ter ocorrido), uma passagem a mais.
  2. Houve um Atraso (uma pausa) – o metrô 5 atrasou 2 minutos.

Troque a palavra METRÔ por BATIMENTO CARDÍACO?

extra sc3adstole Guia completo: Extra sístole o principal causador da palpitação.

Se você trocar a palavra metro no exemplo acima, conseguirá definir exatamente o quê é EXTRA-SÍSTOLE.

  • Metrô Extra:                   Extra-Metrô.
  • Batimento Extra:           Extra-Sístole.

No caso de metrô, isso é ótimo – mais uma opção para os passageiros, mas no caso de batimentos cardíacos… Isso costuma ser diferente e incomodar muito os pacientes.

 

Quais os sintomas das Extra-sístoles?

Voltando ao exemplo do METRÔ – o gerente da estação PERCEBEU que um METRÔ a mais passou pela estação – repito ele PERCEBEU um METRÔ-EXTRA!

No caso dos pacientes, eles percebem um BATIMENTO a mais (extra) – uma EXTRA-SÍSTOLE – repito: o paciente PERCEBEU.

 

Palpitações: é a PERCEPÇÃO de uma Extra-sístole.

A palavra chave é: PERCEPÇÃO!

A palpitação é a percepção que o paciente tem da ocorrência de uma EXTRA-SÍSTOLE – dessa forma, é o SINTOMA da ocorrência de uma Extra-Sístole. Quando estas extra-sístoles ocorrem, o paciente costuma queixar-se de palpitações, pausas, pontadas, paradas no coração, dentre outros sintomas.

 

Extra-sístoles Sem Palpitações são mais graves?

Elas estão presentes no Holter, mas você não sente nada – Isso as torna mais graves? Podem predizer uma Morte-súbita?

 

Quais os tipos de Extra-sístoles?

O seu médico deve ter lhe falado sobre as:

  • Extra-sístoles ventriculares.
  • Extra-sístoles supra-ventriculares.
  • Extra-sístoles bigeminadas – em bigeminismo.
  • Extra-sístoles trigeminadas – em Trigeminismo.
  • Extra-sístoles monomórficas.
  • Extra-sístoles polimórficas – elas são mais graves?
  • Extra-sístoles em pares.

 

Quais os Tipos de Arritmias cardíacas?

Taquicardias – Quando o Coração Acelera:

Arritmia Cardíaca ocorre quando o coração MUDA a forma com bate. Nesse caso, ACELERANDO. São as famosas Taquicardias.

Bradicardias – Quando o Coração Fica Lento:

A Arritmia Cardíaca também ocorre quando o coração MUDA a forma com bate. Nesse caso, BATENDO LENTAMENTE.

Ritmo Irregular – Quando o Coração bater de forma irregular:

A Arritmia Cardíaca também ocorre quando o coração MUDA a forma com bate. Nesse caso, BATENDO-SE DE FORMA IRREGULAR.

 

Arritmia cardíaca – Quais os Sintomas?

Os sintomas mais comuns sintomas são palpitações ou “batedeiras”, desmaios e tonturas. Em outros casos, podem apresentar confusão mental, fraqueza, pressão baixa e dor no peito. Mas, muitas vezes, as arritmias cardíacas não provocam sintomas, sendo uma doença silenciosa e, por isso, perigosa. Em casos graves, pode ocorrer parada cardíaca, que pode levar à morte súbita.

Sendo assim, os sintomas das Arritmias cardíacas podem oscilar desde a AUSÊNCIA DE SINTOMAS, passando pelas PALPITAÇÕES e até mesmo a graves sintomas de DESMAIO/TONTURA e Morte súbita.

Mas, antes de você, leitor, ficar estressado e preocupado, o que eu disse no parágrafo acima NÃO É UMA SEQUÊNCIA – o que significa dizer que as suas palpitações estão a um passo da Morte Súbita, ou que se você não tem sintomas, agora, que você os terá daqui a algum tempo e que depois irá avançar para Morte Súbita. NÃO, NÃO É ASSIM.

 

Arritmia cardíaca – Quais as Causas?

Como disse anteriormente, as arritmias cardíacas podem ser causadas por problemas do Coração (na formação do estímulo elétrico que faz o coração bater), mas também podem ser causados por problemas sistêmicos (não cardíacos), em outros órgãos do corpo e até mesmo pela alimentação inadequada.

Causas Cardíacas:

  • Problemas nos Átrios.
  • Problemas nos Ventrículos.
  • Problemas nas Válvulas
  • Problemas no Músculo Cardíaco.

Causas Não-Cardíacas:

  • Anemia
  • Exercícios e atividade física.
  • Ansiedade, estresse e Síndrome do pânico.
  • Uso de pílulas para emagrecimento
  • Febre
  • Ventilação excessiva
  • Tireoide excessivamente ativa.

 

Outras Causas de Arritmia Cardíaca, incluindo:

  • Um ataque cardíaco
  • As alterações na estrutura do seu coração, como o de cardiomiopatia
  • Artérias bloqueadas em seu coração (doença arterial coronariana)
  • Pressão alta
  • Diabetes
  • Hiperatividade da glândula tireóide (hipertireoidismo)
  • Glândula tiróide (hipotiroidismo)
  • Fumo / Tabagismo.
  • Beber muito álcool ou cafeína
  • Abuso de drogas
  • Estresse
  • Certos medicamentos de prescrição
  • Alguns suplementos alimentares e ervas tratamentos
  • Choque elétrico
  • Poluição do ar 2)MayoClínic

 

 

Quem está mais sujeito a ter Arritmia?

Qualquer pessoa, independente da faixa etária e sexo, pode sofrer (ou ter) uma arritmia cardíaca. No entanto, a grande maioria dos casos está em pessoas que possuem doenças cardíacas ou já sofreram graves doenças cardíacas, e pessoas que têm histórico de doenças da família (pais, irmãos etc).

 

Qual a relação entre o Álcool e a Arritmia cardíaca?

Posso beber minha cerveja? Gosto de Vodka, devo beber? Qual a quantidade de álcool que devo usar?

 

Café e Arritmia Cardíaca – uma Verdade surpreendente!

Muitos médicos dizem que o café causa arritmia cardíaca, outros levantam dúvidas. Alguns pacientes não acreditam nessa afirmação enquanto outros juram de pés juntos que uma única xícara lhe causa palpitações – qual é a verdade?

É verdade que alguns refrigerantes causam palpitações?

 

 

Tenho Arritmia. Posso jogar futebol?

Qual a relação entre arritmia e a atividade física? Até onde posso forçar? Devo suspender a atividade física? Só posso ser o Gandula da pelada?

 

Principais fatores de risco para Arritmia Cardíaca:

As arritmias são mais comuns em pessoas que têm doenças ou condições que enfraquecem o coração, tais como: 3)NIH

  • Ataque cardíaco
  • A insuficiência cardíaca ou cardiomiopatia, o que enfraquece o coração e muda a forma como os sinais elétricos se mover através do coração
  • Tecido do coração que é muito grosso ou duro, ou que não se formou normalmente
  • Insuficiência/Vazamento ou estreitamento das válvulas cardíacas, que fazem o coração trabalhar de forma muito difícil e pode levar à insuficiência cardíaca
  • As cardiopatias congênitas (defeitos presente no nascimento) que afetem a estrutura ou função do coração

 

Tenho Arritmia, quais os meus Riscos?

Muitos pacientes são portadores de Arritmia Cardíaca e isso não significa que eles estão sob risco de Morte Súbita. Tudo dependerá do TIPO de Arritmia que ele tem. Há arritmias graves e perigosas, mas há outras que não lhes causam nenhum dano ou risco de vida.

 

Quando a Arritmia Cardíaca é perigosa?

Tudo depende do tipo de Arritmia cardíaca, mas, no geral, as arritmias mais perigosas são aquelas que estão acompanhadas de problemas no coração, como:

  • Cardiomegalia (coração crescido).
  • Disfunção ventricular (coração fraco).
  • Valvulopatias (doenças nas válvulas do coração).
  • Dentre outros problemas.

 

Há Arritmias perigosas por si só?

Sim, há. Algumas arritmias cardíacas são perigosas independente da presença das alterações que eu descrevi acima. Algumas delas são:

  • Bradi-Arritmias:
  • Taqui-Arritmias:
    • Taquicardia Ventricular.
    • Fibrilação Ventricular.
    • Flutter Ventricular

 

Quais as Arritmias que são benignas, menos perigosas?

Pois bem. Só o seu médico pode lhe dizer quais são as arritmias que são menos perigosas, mas, de modo geral, quando não existe nenhuma condição clínica (doença associada), as arritmias mais benignas são:

  • Extra-sístoles ventriculares isoladas. 4)AHA – Extra-sístoles
  • Extra-sístoles supra-ventriculares isoladas.
  • Bloqueios Atri0-ventriculares de primeiro grau (que não chega a ser uma arritmia, por definição).

 

Qual o tratamento para as Arritmias cardíacas?

Essa pergunta é difícil e ampla, pois para cada Arritmia há um tratamento específico. Mas de modo geral, o médico irá usar uma das abordagens a seguir:

Para as Bradi-Arritmias (quando o coração está lento):

O médico irá retirar algum medicamento que possa estar tornando os batimentos do coração mais lento, ou.

Ele irá colocar um aparelho (um marca-passo) para manter o passo do coração.

Para as Taqui-Arritmias (quando o coração está acelerado):

O médico irá utilizar medicamentos para bloquear e tornar lento os batimentos do coração, ou

Em casos mais raros e graves, utilizar aparelhos automáticos que interrompam as Taqui-Arritmias perigosas (como o Cardioversor Desfibrilador Implantável – o CDI)

.

Posso morrer por causa de uma Arritmia?

Dependendo do tipo de arritmia, sim, pode, pois é uma doença cardíaca. Entretanto, há hoje diversos tratamentos que você será submetido para que a chance de você ter uma Morte súbita sejam mínimas. Como disse acima, há aparelhos avançados como Marca-Passo e o CDI que reduzem muito a chance de Morte súbita e podem revertê-la rapidamente, caso ocorram.

Veja o video abaixo: Note que o jogador de futebol teve um Mal Súbito, provavelmente causado por uma das Arritmias Fatais e por ele utilizar um aparelho que interrompe a arritmia cardíaca, ele foi Ressuscitado (é esse o termo que os cardiologistas utilizam):

.

 

Veja a Lista de Arritmias Cardíacas:

[Fique à vontade para pular esta parte – é técnica]

Muitos pacientes chegam até o meu consultório e dizem que tem arritmia cardíaca. Daí, eu pergunto: Qual arritmia?

Enfim, eles dificilmente sabem responder, até mesmo por que é difícil responder, pois há uma série de nomes diferentes para as Arritmias cardíacas que até mesmo os médicos tem dificuldades de conhecer. Vou citar algumas e colocarei o link delas para artigos que serão escritos:

Arritmias Geradas nos Átrios:

Arritmias Geradas no Nó Sinusal:

  • Arritmiasinusal
  • Taquicardia Sinusal e Sinusal Paroxística: Quando a freqüência cardíaca é de mais de 100 batimentos por minuto (BPM) em adultos é chamado de taquicardia. 5)AHA
  • Bradicardia Sinusal
  • Taquicardia Sinusal
  • Bloqueios Sinoatriais (de Primeiro, Segundo e Terceiro Graus)
  • Extra-sístoles sinusais.

Arritmias Geradas nos Ventrículos:

  • Ritmo ventricular;
  • Taquicardia ventricular monomórfica;
  • RIVA – Ritmo IdioVentricular Acelerado;
  • Taquicardia Ventricular Lenta;
  • Torsade de Pointes;
  • Taquicardia Ventricular Bidirecional
  • Flutter Ventricular;
  • Fibrilação Ventricular;

Arritmias Geradas no Nó Atrioventricular:

  • Ritmo Nodal;
  • TRAVN – Taquicardia Reentrante atrio-ventricular nodal;
  • Taquicardia juncional ectópica automática (JET);
  • Taquicardia não-paroxística nodal;
  • Bloqueio AV
  • Extra-sístoles juncionais;
  • Escape juncional;

Arritmias por Bloqueio AtrioVentricular (BAV):

Alterações no Eletrocardiograma:

Confira as principais alterações do eletrocardiograma.

Eletrocardiograma, ECG – Seu guia Completo!

Extra-sístoles e Parassístoles:

Ritmos de Escape:

Dissociação Atrioventricular:

Síndrome de Wolff-Parkinson-White e outras Vias anômalas:

Síndrome de Brugada:

Doença Rara, associada a Morte Súbita, que normalmente passa desapercebida. Não está associada a nenhuma outra doença cardíaca e que se manifesta com Síncope e, às vezes, com a própria morte súbita. É grave.

Taquicardias Regulares

Vivendo com uma Arritmia Cardíaca!

Mudanças de estilo de vida

Muitas arritmias são causadas por uma doença cardíaca subjacente. Mantenha seu coração saudável, seguindo uma dieta saudável.

Uma dieta saudável inclui uma variedade de frutas e legumes. Ela também inclui grãos integrais, produtos livres de gordura trans ou de baixo teor de gordura trans e alimentos ricos em proteínas, como carnes magras, aves sem pele, frutos do mar, nozes, sementes e grãos e ervilhas. 6)NIH

 

E então? Qual a sua dúvida?

Agora é a sua vez. Deixe a sua pergunta e dúvida que eu irei complementando o artigo com base nas dúvidas dos leitores. Fico no aguardo.

Esse artigo estará em constante atualização e as suas dúvidas são a principal maneira de atualizá-lo – portanto, participe e deixe o seu comentário.

References   [ + ]

1. AHA
2. MayoClínic
3. NIH
4. AHA – Extra-sístoles
5. AHA
6. NIH

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

119 Comments

  1. olá doutor!
    desde meus 15 anos eu tenho taquicardia, com 30 anos descobri hipertireoidismo, e agora com 31 anos, passei mau em casa, qualquer posiçao, deitada ou abaixada, eu senti fortes dores na região do coração, quando eu esqueci, eu deitei no sofá e sentir mais uma fiscada, dessa meus muito mais forte, cheguei chorar, logo fui procurar ajuda medida e no estetoscopio, foi detectado, sopro sintólico + arritmia, e fui encaminhada pro cardiologista mas como sempre, gostaria de obter dois diagnósticos.
    vc poderia me ajudar?

    Post a Reply
    • Olá,
      Um fato importante: uma dor na região do peito/coração pode ter diversas origens: 1- coração, 2- pulmão, 3- caixa torácica (ossos, cartilagens e nervos), 4- Esôfago e Estômago: assim, a dor no peito pode ter qualquer uma destas origens.

      Como você descreve que a dor foi tão intensa, creio que a dor não deve ser de origem cardíaca, pois o coração não costuma dar uma dor tão intensa assim (a não ser no caso de doenças bastante graves como infarto que, como disse, você não tem idade para ocorrer). E a piora da dor com a posição do seu corpo nos faz pensar que a sua dor pode ser de origem da caixa torácica, que costuma melhorar com antiinflamatórios (prescritos pelo seu médico).

      Aos 31 anos, a chance de ser um infarto é bastante pequena. A presença de sopro pode indicar alguma problema na válvula, inclusive prolapso da valva mitral. A arritmia (quando o coração sai do ritmo) também pode causar dor no coração.
      O sopro deverá ser investigado pelo seu cardiologista.

      Mas o seu médico também procurará outras causas não cardíacas – que pode ser o mais provável que esteja acontecendo com vc.

      Quando for ao seu médico, deixe novamente o seu comentário aqui.
      Abraço.

      Leonardo.

      Post a Reply
      • oi tudo bem/ boa tarde . estou sentindo muito falta te ar tosse e casanço as vezes meu coraçao bate por 15 minutos ACERELARADO… ou mais e sinto desconforto, pricipalmente EM epóca te frio as palpidaçoes sao piorespara mim… ja fiqiuei c palpidaçao ate 30 minutois uma senssçao horrievel. agora tomei aquela injeçao te febre amarela pássei male deste de entao piorou as paslpidaçoes etc. agora estou constantimente c palpitaçao ja fui ao agora agurda .
        me ajude a saber qual e perigo do meu coraçao… obrigada Deus te abenço

        Post a Reply
        • Leciane.
          A vacina não tem relação com as taquicarias, exceto se gerar uma febre leve.. aí, acelera.
          Abraços.

          Post a Reply
      • tenho ritimia e so notei que quando tomo alcool um pouco fora do limite, a noite me de arritimia cardieca , notei que diminuindo a quantidade não senti mais o problema.

        Post a Reply
        • Sim, Orlando.
          O álcool pode estimular palpitações em alguns pacientes – mas principalmente quando há exageros…
          Você se conhecendo melhor, reduzindo a quantidade de álcool, tem maior chance de não ter palpitações.
          Abraços.

          Post a Reply
  2. gostaria de saber como é um extrassistole de repetiçao? a 3semanas sunto muitas pausas no batimento cardiaco estou muito apavorada,sinto muitas vezes durante o dia e senti 2 de repetiçao seguidas,estou fazendo os exames,nao consigo relaxar….nao estou nem comendo direito ja perdi 5k…..ha tenho 40 anos…

    Post a Reply
      • Meu amigo cm 12 anos meu coração acelerou de uma maneira tão grande q durou uns 10 minutos falei ao meu pai só dizia q eram os nervos, quando cheguei aos 20 anos fiz um eco. Pvm mínimo trivial sem repercussão hemodinâmica. Já cheguei a ter arritmia q durou 3 horas . Só q essa maldita arritmia só dá em repouso , quando faz o eletro diz q tá normal. Hoge tenho 39 anos já fiz 4 eco só dá PVM mínimo sem repercussão hemodinâmica, fiz testes hergometricos tudo normal,so q os sintomas tá mudando quando aperta da vontade de caí é desmaiar,nao sei mais o q faço.So Deus tem misericórdia d mim.tomo atenolol e cloridrato de propafenona,so q controlou um pouco, mas ainda sinto o coração querendo disparar,se eu pucho o fôlego ele qe disparar,se mem abaixo ele q disparar,nao posso deitar d barriga pra cima q ele fica palpitando,sinto um tremor e um coisa apertado se contraindo. Minha pergunta:essa maldita arritmia tem alguma coisa a ver cm o prolapso?

        Post a Reply
  3. qual os motivos de um bebe nacer com arritimia cardiaca e furo n coraçao

    Post a Reply
    • Olá, Leilane.
      Obrigado pela participação, pois é muito importante para direcionar novos posts.
      Para melhores orientações, consulte o seu médico, ok?
      Fico feliz com todas as participações e passarei a responder as perguntas com atualizações dos posts e pela publicação de novas matérias; não estarei respondendo diretamente as perguntas nos comentários; Assim, evitaremos respostas repetidas e estaremos mais alinhados às orientações do Conselho de Medicina
      Grande abraço.
      Leonardo.

      Post a Reply
  4. Bom dia! Gostaria de ter mais informações sobre arritmia e sopro, tenho fortes dores no peito desde 14 anos, hoje eu tenho 26, engravidei aos 15 anos e tive como se fosse um inchaço no coração, segundo o medico seria um tipo de escalpe mitral e arritmia. mas não dei andamento no tratamento, agora voltei a sentir as fortes dores… e me incomodam muito, estou sempre muito cansada apesar de levar uma vida um tanto sedentária,e a falta de ar é constante. ( historico familiar: hipertenso e cardíacos).

    Post a Reply
  5. Sinto que meu coração tem uma falha após mais ou menos 10 batimentos, que com uma semana desaparece depois volta novamente, fiz eletrocardigrama houter 24 horas ecocardiograma teste ergometrico, naõ deu nada só que eu fiz quando não estava sentindo nada, tenho 61 anos, isso é grave?

    Post a Reply
    • Olá, Osvaldo.
      Fazer exames, como você fez e “não dar nada” é muito comum…
      Devemos entender o “não dar nada” de duas maneiras:
      1 – Realmente, ÓTIMO, não temos nada.
      2 – Os exames não detectaram, pois a doença/problema não se manifestou na hora/dia do exame.

      Mas, de modo geral, quando esses exames que você fez “não dão nada”, significa que o coração não tem doenças graves. O seu médico é que dará a melhor opinião.

      Abraços.

      Post a Reply
  6. Ola um mes atras eu fiz um eletrocardiograma. Segundo o medico falou que apareceu tipo um espaço nos batimentos cardiacos. Ele me perguntou se eu tomava alguns tipo de energetico. Eu estava tomando uma pilula para ajudar perder peso. Ele disse que o espaço do batimentos seria devido isso. Mas eu continuo a pensar que nao so e por causa disso. Qual outro tipo de exame que eu posso fazer para detectar qual doença que o coracao pode ter ???

    Post a Reply
    • Olá, Briana.
      O seu médico pensou corretamente.
      Quantos aos exames, isso depende da opinião dele.
      Sua pergunta me ajudou a atualizar esse artigo…
      Obrigado.

      Post a Reply
  7. Olá Dr Leonardo.
    Sempre que posso leio os seus artigos, diga-se de passagem, são ótimos.
    Estou com minha mãe de 80 anos que já sofreu barbaridades, veio passar umas férias na minha casa e passou mal, tive que levá-la num clínico e fez vários exames. Detectou-se que ela precisa fazer uma cirurgia de retirada da vesícula, porém para esta cirurgia, ela precisou fazer alguns exames pré-cirúrgicos, onde foi detectado um bloqueio de ramo esquerdo no coração dela. O médico que a atende recomendou fazer um cateterismo. Enquanto ela não fizer o cateterismo, ela não poderá tirar a vesícula.
    Pergunto: Este procedimento é condizente? Quais riscos pode ocorrer na paciente no caso de se fazer a cirurgia de retirada da vesícula sem a realização do cateterismo.

    Post a Reply
    • Olá, Sousa.
      É difícil para mim opinar e indicar ou contra-indicar um exame na sua mãe sem examiná-la.
      Volte no seu médico e converse com ele – veja se há outra opção e tente dialogar com ele.
      Lamento não poder ajudá-lo da forma que vc precisa/deseja.
      Abraços.

      Post a Reply
  8. Dr. Leonardo,
    Tenho 20 anos e há alguns dias estou sentindo um desconforto no lado esquerdo do peito, uma sensação de peso, como se estivesse entalado. Estou preocupado, tinha duas tias que faleceram em razão de infarto agudo do miocárdio com 33 e 44 anos, e parte da família tem histórico de hipertensão e arritmia.
    Deixei de tomar café, refrigerante à base de cola e energético por sentir toda vez que os bebia, sentia palpitações e aceleramento dos meus batimentos. Tal fato, se repete sempre após as refeições, gostaria de saber o que devo fazer e quais exames devo proceder para aferir se tenho algum problema no coração.
    Obrigado, João.

    Post a Reply
    • Olá, João
      Acho que deve ir ao seu médico e pedir a opinião dele – você não pode ficar com essas dores e desconforto sem um diagnóstico, não é mesmo.
      Abraços.

      Post a Reply
  9. Olá Doutor!!
    Gostaria de saber melhor sobrea arritmia sinusal que o senhor falou que é comum em crianças. Meu filho tem uma arritmia, mas não sei qual, o ritmo altera muito, e faz pausas longas. Mas é perceptível mais a noite. Quando os batimentos estão mais devagar. O que os médicos me disseram é que é uma arritmia benigna. Mas queria entender melhor sobre isso. Queria saber se ela passa com o tempo. Se tem essa característica de fazer pausas no batimento e se não necessita de nenhum tipo de tratamento. Trato ele no hospital das clinicas, por isso, é muito difícil o contato com os médicos para tirar esse tipo de duvida. Meu filho agora tem 3 anos e fez um Holter quando tinha 4 meses. Seria prudente fazer outro pra confirmar o diagnóstico, agora que ele esta mais velho?
    Desde já muito obrigada!!

    Post a Reply
    • Olá, Emanuelle.
      Acho que deve levá-lo ao seu cardiologista para ele decidir se faz ou não o holter.
      É fundamental procurar e ser reavaliado.
      Abraços.

      Post a Reply
      • doutor preciso de um aresposta estou com duvida ja passei no cardiologista fiz os exames eletrocardiograma, holter 24, ultrassom, e o da estera , tambem de sangue para diabete colesterol tireoide e nao deu nada o medico disse que a arretimia que tenho e so estresse e ansiedade é possivel ou tenho que fazer outros exames

        Post a Reply
        • Olá, Ana.
          Ansiedade ajuda a aparecer e a piorar palpitações.
          Se seus exames estão normais, ótimo.
          O quê seu médico lhe falou e lhe sugeriu de tratamento?

          Post a Reply
  10. Olá Dr. Como vai?

    Sofro de taquicardía sem diagnóstico aparente, faz 15 anos, tenho 25 anos de idade. As crises aconteciam de 4 em 4 meses, as vezes ficava 6 meses sem ter a crise. As vezes ocorriam durante mudança postural. A sintomatologia era sensação de desmaio e palidez, mas nunca cheguei a perder a consciência. O coração já chegou +/- 230/250bpm. Fiz exames como Holter 24h, Eco e ECG. Não apresentaram anormalidades, exceto uma leve regurgitação mitral e tricúspide. Faz um ano e um mês que não tenho a crise, pois faço uso de magnésio aspartato em suplementos que tomo por conta de outra doença: Esclerose Múltipla. Recorri ao arritmologista e o mesmo mediante ao resultado normal dos três exames acima solicitou EEF e a ablação por cateter. Estou receosa, já que os exames não apresetaram anormalidades para a realização de um exame invasivo como esse. O dr. acha que deve investigar melhor? Na rotina diária não sinto sintomas como extras, palpitações, nada! Obrigada! Drielle.

    Post a Reply
    • Ola dr.meu nome e daniela tenho 33 anos,sou hipertensa e a mais ou menos 2 anos descobri que tinha arritmia mais tbm nao sei qual sinto como um descompasso ,fico sem ar momentaneo,me da tontura,nausea, e apos a crise fico muito cansada como uma grande fadiga,faço exames periodicos e nao aparece nada,meu medico receitou zelo zok de 50Mg,melhorou as frequencias com que aconteciam,mais ainda sinto,quando fiz um ecg apareceu regurgitaçao da valva mitral,que segundo ele seria a provavel causa da arritmia,ja faço uso de valzartana 160/12/5 e tambem de sertralina 50mg,voltando as crises sao muito desconfortantes a sensaçao e de que vou morrer a qualquer momentonao sei se influencia mais quando deito do lado esquerdo sinto desconforto. Troco de posiçao,as arritmias so aparecem quando estou de repouso,a grande maioria quando estou bem tranquila ou ate dormindo e quando acordo sufocada com falta de ar,ja deixei de tomar cafe preto pq sentia mal estar logo que acabava de tomar,devo me preocupar diante de tudo isso que relatei,obrigado..

      Post a Reply
      • Olá, Daniela.
        Depende do que seu médico lhe falou.
        Você detalhou bem, mas não lhe examinei… converse com seu médico.
        Abraços.

        Post a Reply
  11. O que são as extrasistoles supraventriculares pareadas??

    Post a Reply
  12. Eu gostaria de saber Doutor eu descobrir a 1 mês qui tenho Arritmia cardiaca mas no laudo médico fala qui na conclusão qui deu 1- ritmo sinusal e 2- arritmia supraventricular de alta incidência

    Post a Reply
    • Olá, Nádia.
      Arritmia supraventricular de alta incidência quer dizer que OCORRERAM MUITAS VEZES.
      O mais importante é se você tem sintomas.
      Procure o seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  13. Olá, doutor, eu tenho 18 anos e estou servindo ao exército, estive no internato a semana toda e passei mal na segunda e na quinta da mesma coisa: coração acelerado a respiração ofegante as mãos suando de pingar, o médico do EB me passou um ECG e me dispensou das atividades físicas, mas o eletrocardiógrafo estava ruim, o capitão falou que era mentira minha e me mandou voltar para as atividades físicas(não, ele não é médico) na sexta feira voltei pra casa e fiz um ECG aqui fora e deu uma alteração, o médico disse que terei que fazer ECO e ergométrico, mas amanhã tenho que voltar para o quartel, eu devo ficar fora das atividades físicas? o médico não me disse o que essa alteração representa(atendimento pelo SUS muito ruim), tem alguma forma de eu saber?

    Post a Reply
    • Olá, Diego.
      Espero que já esteja bem, pois não pude responder à sua dúvida no mesmo dia.
      O Eco e o Teste irão lhe ajudar muito no diagnóstico.
      Abraços.

      Post a Reply
  14. Olá dr.tenho arritmia há vinte anos…e pressão alta…sempre tomei remédios e controlava…hoje com 50 anos..sinto muita palpitações…e tomava visken 5mg duas vezes ao dia…tenho taquicardia sempre…mas respirando fundo…controlava…mas no mês de março tive uma taquicardia…q durou uma hora…corri p o pronto socorro e me deram uma injeção na veia…q voltou ao normal mas q tive q ficar na uti p observação por 24 hs.Me deu outra taquicardia na uti…aí tive q ficar lá mais um dia…aí trocaram o visken por selozok… Tive alta. Mas com uma semana me deu novamente a taquicardia e fui parar no hospital novamente…aí trocaram o remédio por ancoron…mandaram eu passar com um ritmologista e eu passei e a médica me disse q o ancoron não é muito bom…q poderia prejudicar outros órgãos e trocou por selozok novamente…tomo um comprimido ao dia…e a médica disse q tenho q fazer uma cirurgia q se chama ablação…q tem chances de eu n ter mais os sintomas…mas q se voltar a sentir…aí é só c um marca passo…tô em dúvida se faço e gostaria de saber de ti se é isso msm…mas ultimamente tô tendo muita ansiedade…e tive mais duas taquicardia no sábado antes do dia das mães…mas controlei e n fui ao medico ainda…o q o doutor me diz de tudo isso? Tenho q fazer essa ablação msm…ou tem medicação q controle? Desde ja obrigada pela atenção!

    Post a Reply
    • Olá, Meire.
      Algumas vezes, o medicamento mais adequado e a dose mais adequada é difícil de ser encontrada.
      Continue acompanhando com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  15. Tenho extra polimórfica e gostaria dr saber se ela é repercusora de morte súbita, quero algo mais detalhado por favor

    Post a Reply
  16. descobrir que tenho arritimia na seguinte forma 24 ectopias ventriculares,isoladas,raras,polimórficas,1 par com 1 taquiarritimia atriais não sustentadas
    e 58 ectopias supraventricular,isolada,2 pares,com 4 taquiarritimias atriais não sustentada,fico muito preucupada porque vivo passando mau e o com uso dos rémedios tenho impressão que piorei,ficarei muito grata com a sua resposta pois gostei muito do seu atendimento online,obrigado.

    Post a Reply
  17. oi doutor tenho palpitações diárias fui ao médico e fiz os seguintes exames: Eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico, RX do torax e hemograma completo e deu apenas uma anemia levinha.
    Cortei o café e passei a me alimentar melhor e até diminuiram as palpitações mas ainda me incomoda.
    Pode ser grave?

    Post a Reply
  18. Boa tarde Dr.
    Tenho 23 anos e recentemente comecei a sentir uma pancada no peito, quando observei o batimento cardíaco é como se o coração fizesse uma pausa e voltasse. Esses sintomas são esporádicos e não tem hora para chegar, no começo estava mais agudo, agora está mais constante, o que poderia ser? sou paciente hipertenso e uso medicamentos para o mesmo à 5 anos.

    Obrigado.

    Post a Reply
  19. Ola, gostei muito do seu blog!
    Sou praticante de musculação tenho 26 anos sem historico familiar. Venho sofrendo com dores e palpitaçoes a mais de 7 meses, sinto pontadas fortes do lado direito do peito que transferi para o ombro. No inicio so sentia palpitações apos as refeiçoes, de 3 meses, passei a sentir o dia todo! me assusta muito as vezes, doi e incomoda bastante. O q me deixa mais preocupado é evolução das palpitações que antes eram somente apos as refeiçoes agora sinto o dia todo. Fiz exames do holter e esteira, a Dr disse que esta normal. Meus batimentos também parecem ficarem no ritimo normal. A unica alteração foi do colesterol total q esta alto acima da ref laboratorial. Doutora me receito fluxetina para diminuir a ansiedade. Fato que nao sou ancioso so tranquilo como praticante de musculação sou bem disciplinado com a alimentação. Mas nos ultimos dias estou muito angustiado.

    Post a Reply
  20. Tenho Cardiomegalia constata num Ecocardiograma e Cardiologista disse que foi gerado por stresse e dois anos depois, fiz um Eletrocardiograma que consta Extrassistole Ventricular. Uso Diurético e as vezes quando em crises, uso Bombinha de Paracetamol. Gostaria de saber se o que tenho ´grave?

    Post a Reply
  21. Olá Dr., tenho arritimia cardíaca, constatado através de exames, que acusaram também uma ponte do miocárdio o médico me passou medimentos para controlar as batidas do coração e disse que tenho que ser monitorado anualmente com exames e recomendou limitação de esforço físico, o senhor sabe dizer se este tipo de molétia da direito a isenção do imposto de renda?

    Post a Reply
    • Olá, Ivanildo.
      Ponte miocárdica é um “mergulho” que uma de suas coronárias faz dentro do músculo cardíaco – o miocárdio. Ela pode provocar dor no peito e angina, mas é diferente do infarto.

      Se seu médico te avaliou e disse que você deve limitar esforço físico e se seu serviço exigir esforço físico – aí você tem o direito de pedir assistência. Se o INSS vai lhe dar, já é outro assunto, mas vale a pena pedir um laudo bem completo para seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  22. Ola Doutor eu estou gravida de quase 7 meses,um ano atras eu fiz exames de eco e esforço o medico disse que eu tinha arritimia de taquecardia mas que seria benigna e nao me indicaria remedios por ser nova (28anos), agora engravidei e estou sentindo muito mais palpitaçoes e tonturas cansaços,fui em um medico ele me receitou propalanol .. agora gostaria de saber doutor estou com medo de tomar pq eu li a bula do remedio e pode ter consequencias para o feto e se eu paro de tomar para mim, teria alguma outra coisa a se fazer? se eu nao tomar nada pode piorar minha situaçao? e nesse caso vc acha que cesaria seria a melhor opçao para mim ? Muito Obrigada

    Post a Reply
    • Olá, Pâmela.
      As palpitações e Taquicardias podem aumentar na Gestação.
      Mas elas não ficam mais graves na gestação – só aumentam a frequência.

      Entretanto, quanto ás medicações, elas devem ser avaliadas pelo seu médico e suspender o manter de acordo com os Risco benefícios PARA A MÃE e, principalmente, PARA O BEBÊ.

      Volte ao seu médico e leve essa dúvida para ele. Ele tomará a decisão.

      Abraços.

      Post a Reply
  23. ola doutor tenho 23 anos fui diagnosticada com extra sistoles ventricular isolada 1% e vivo apavorada e com medo. adquiri a sidrome do panico apos saber q eu tinha isso. e tenho muito medo pq meu avo morreu do coracao. o qze faco doutor?tenho muito medo de ter um infarto.

    Post a Reply
  24. olà dr:Leonardo agradeço por ter respondido minha pergunta anterior e parabéns pelo seu trabalho online,muito importante a todos que sofrem desses problemas,hoje ja foi confirmado meu problema pelo estudo eletrofisiologico è arritimia supraventricular sem defeito no sistema eletrico do coração tenho um otimo especialista porèm tomo selozok e ainda sinto as palpitações è normal vou viver sempre assim?existe riscos de usar marca passo?desde ja agradeço Deus abençoe e der muita saúde ao senhor.

    Post a Reply
  25. Bom dia Dr., meu pai tem 54 anos descobriu ontem que está com o coração crescido, mais duas arritmias, precisa fazer um cateterismo urgente,estamos esperando resposta do SUS amanhã, se não conseguimos terá que fazer partículas. Enquanto isso, ele sobre muito, não consegue dormir por falta de ar, gasturas e tonturas,o que podemos fazer para esses sintomas diminuírem ? Estou a tempo de enlouquecer, não consigo dormir ao pensar a série de complicações no coração dele.

    Post a Reply
  26. Olá doutor!Eu realizei o exame Holter 24h no ultimo mês e dei uma lida no laudo e foi encontrado um bloqueio do ramo direito fixo durante o exame, 21 extra sistoles isoladas supra ventriculares e uma observação final que dizia que havia uma inversão da onda T na repolarização ventricular.. Tenho 23 anos ex tabagista a mais de 2 meses (sendo que não era um tabagista de fumar todos os dias) mas ando muito preocupado porque a sensação de desacelerar o coração sentir uma frieza nas extremidades tem aumentado com frequência não sei se devido minha preocupação e o stress. O senhor poderia me ajudar a entender um pouco mais ? Desde de já agradeço!

    Post a Reply
  27. Boa tarde Dr. Leonardo Alves
    Fiz um Ecocardiograma no dia 31/08/2015 e o resultado foi esse:
    Apresentou Delta D:31
    FE: 58% e insuf. valvar mitral
    Já no eletrocardiograma deu: Ritmo Sinusal e Extra-Sístole ventricular, monomórfica e isolada.
    Gostaria que o senhor me esclarecesse o que significa esses resultados, ou seja o que tenho no coração?

    Post a Reply
  28. boa tarde dr. solicito sua ajuda tenho 40 anos fui diagnosticada com arritmia devido a dor no peito que eu sintia é grave?

    Post a Reply
  29. ola Dr. estou em tratamento da arritimia mas mesmo com medicação continuo tendo mal estar ja tive um avc estou usando exfotge l60 hidro 12,5 anlodipino 5mg e zelosoque 50mg mas parece que meu organismo esta todo bagunçado vou fazer outros exames endoscopia alta e eco com dople colorido gostaria de receber alguma informação dobre td isto

    Post a Reply
    • Oi, Helena.
      Tente fazer atividade física, alimentar-se melhor e reduzir o estresse…
      Dai, deixe seu médico ajustar as medicações… e informe-o de tudo.
      Abraços.

      Post a Reply
  30. Olá doutor, a uns dois meses ocorreu que de manhã do nada acordei com meu batimento cardíaco muito acelerado, um pouco de fraqueza e dificuldade de falar, testa gelada e sem falta de ar fui aí pronto socorro e depois fiquei melhor, mais em alguns esforços meu coração fica muito acelerado ou até mesmo se ficar com raiva ou susto. O que será ?

    Post a Reply
  31. meu exame deu isso obeservada 4 extra-sistoles supraventriculare durante o exame.e1 episodo de Es Sv em salva de duas .e apresentou ainada 4 episodio de taquicardia arterial nao sustentados,variando de 3 a 13 complexo consecutivos. a maior foi observada as 00;43;25h,com fc de 98 bmp

    Post a Reply
  32. Ola meu marido recentemente descubriu que estar com tarquicardia supraventricular, e ecocardiograma falou que ele o ventriculo esquerdo estar com um aumento discreto… Isso e muito grave? Ele sente palpitações e tonturas…

    Post a Reply
    • Géssica.
      Depende da quantidade de taquicardias e da frequência do coração… além da força de contração do ventrículo…
      É um monte de fatores…
      Converse com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  33. Dr. boa noite……….De uns tempos para cá tenho sentido alguns sintomas estranhos…….tenho 35 anos 2 meses para cá tenho sentido falta de ar , acompanhado com dores no peito e nas costas. 2 anos atrás fiz vários exames eco,esforço físico, praticamente reviraram meu coração do avesso e nada constatado.Mas o médico me deu 3 remédios para tomar sendo que losartana , silvastatina e atenolol,mas disse que não tinha nada de errado no meu coração! pediu para procurar um cardiologista…….Pois bem ,contei ao cardiologista e ele me disse para parar com o atenolol e ficar com o silvastatina e o losartana mas eu voltando a fazer exercícios eu não precisaria voltar……….pois bem fiquei mais ou menos 5 meses tomando esses dois e não sentindo mais nada,parei. 2 anos após eu tenho sentido algumas dores nas costas e falta de ar acompanhada as vezes com dores no peito ( medico na qual cuidou quando estava internado estava com suspeita te constrocondiase) essa dor vai e volta dependendo como me sento ou fico deitado. Só que agora sempre que como algo passo mau vem como se um acido ficasse na minha garganta e tossindo muito….fui novamente ao médico e me receitou um xarope…..não adiantou muito mas aliviou um pouco mas agora sempre sinto cansaço a garganta fechando subtamente parecendo que o coração parou por segundos ….senti um leve mau estar rapido nem tampouco tonturas nem sensação de desmaio….o que poderá ser? já procurei médicos e alguns dizem que posso estar com sindrome do panico,mas mesmo que estou bem ..relaxado, sempre sinto a garganta se fechando e falta de ar….depois passa…o que pode ser que medico devo procurar?

    Post a Reply
    • Julio,
      Você descreveu de forma muito completa, mas é iimportante você contar tudo isso para seu médico…
      Ele precisa lhe examinar.
      Abraços.

      Post a Reply
  34. Ola no meu teste de esforço (esteira) deu resultado de taquicardia atrial no pico máximo do esforço com duração de 90 segundos. Tenho sindrome do panico tem alguma relação? este tipo de arritmia é perigosa?

    Post a Reply
    • Oi, Anderson.
      Depende da sua idade, da força do seu coração, dentre outros fatores.
      O quê seu médico disse?

      Post a Reply
  35. ola Dr!!! meu nome e Gilvan tenho 21 anos tive um tipo de batimento muito estranho ao jogar bola o coração acelerava de mais e só voltava a seu ritmo normal quando parava para respirar eu tinha esse habito todos os dias, parei de jogar bola a seis meses. mais agora na hora do prazer no sexo sinto como se meu coração separa-se as batidas e bate duas vezes mais volta ao normal do mesmo modo com a respiração. E mais tive um estresse muito grande (uma briga de familiar) após essa briga comecei a ter medo de morre do coração, começo a ficar tremendo, amarelo, suor nas mãos, e coração acelera tenho medo ate de sair de casa.será que tenho problema no coração ou psicológico Dr? como posso identifica? pois já fiz exames de coração e não deu nada.

    Post a Reply
  36. Tomei medicação ciallis 5mg 2 vezes por dia, em apenas dois dias, meu medico tinha receitado tomar um por dia me confundi e tomei 2 ao dia, após isso sinto meu coração parece estar acelerado e zumbido no ouvido, será que “danificou” meu coração faz 2 semanas que estou assim, ou vai voltar ao normal em algum momento.

    Post a Reply
  37. Então tenho 16 anos e eu acho que tenho arritmia,pois meu coração acelera muito,fico com tontura,ainda não cheguei a ir no médico.
    E eu queria saber se arritmia causa alguma complicação na respiração.pois a minha Está estranha parece que não estou respirando tudo Oque tem pra respirar.como se faltasse espaço pro ar.

    Post a Reply
    • Flávia.
      Algumas arritmias, sim. Elas podem causar alterações na respiração, mas não todas.
      Veja qual nome, qual arritmia e avalie com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  38. Olá Dr, tenho 16 anos, fiz no dia 21 de Setembro,no dia seguinte do meu aniversário (22), eu tomei a vacina anti tétano ,3 dias depois(25) comecei a sentir palpitações, juntamente com formigamentos nas mãos e suor(bem pouco) e tremedeira, fiquei muito nervosa pois nunca senti nada igual, achei que iria morrer, no dia seguinte(26), tive novamente, mas só palpitações, passa dentro de 10 minutos ou 15. Passou um dia(27), normal, no dia 28, tive novamente com formigamentos e tremedeiras, fui para o pronto socorro, pois já era a terceira vez, mas o médico que eu passei me orientou incorretamente, e me passou Dramin, minha mãe percebeu que não tinha nada haver com o que eu estava sentindo e foi em outro médico, que deu a possibilidade de ansiedade, e me passou o Pasalix(para ansiedade e insônia), e me disse pra tomar quando eu sentisse palpitações, até então as 2 primeiras, ou 1 que eu senti depois de receitar o remédio, eu fiquei com receio de tomar porque li os efeitos colaterais que pode causar, ou seja, eu li a bula.
    Mas quando ele me consultou ele usou o estetoscópio e disse que estava normal os batimentos, sempre quando eu saía da sala de consulta ou até mesmo antes de ser atendida, as palpitações passavam. Enfim, o médico pediu exames mais específicos, como, exames de sangue (colesterol, hemograma, e etc), e eletrocardiograma, os exames estavam marcados só uns 2 meses á frente, mas por conta dos meus sintomas, minha mãe marcou exames particulares, que saem mais rápido, mas só o exame de sangue, não deu nenhuma alteração nesse exame, está tudo normal, porém, nesse tempo do resultado do exame de sangue, tive dores nos braços, principalmente no esquerdo, e novamente fui para o pronto socorro, e o exame de eletro ainda estava longe, então eu fiz na hora.
    No dia da consulta(21/11), o médico disse que o exame de sangue está tudo normal, e que no eletro deu uma pequenininha alteração, disse exatamente com essas palavras “No eletro deu uma pequenininha alteração, mas não é nada grave, pode ser um probleminha na valvula, que não é grave, pode não ser nada também!”.
    Ele pediu um ecocardiograma, para diagnosticar o que está causando essas palpitações, estou esperando pra fazer o exame.
    Fiquei menos despreocupada, mas aí, depois da consulta, uns dias depois, comecei a sentir dores no peito, tipo, vai e vem, e toda vez que vem eu começo a chorar, com medo de algo pior.
    No dia 26/11, senti algumas fisgadas de noite, comecei a chorar novamente, e pensando no resultado do eletrocardiograma, que deu alteração e que se não é nada grave por que sentia aquilo, tomei o último comprimido da ansiedade, e um copo de água com açúcar e passou, ontem (27/11), tive dores no peito novamente, e eu choro muito, mas muito mesmo, e pedi muito a Deus pra me ajudar.
    Hoje (28/11), não senti nada, mas fico pensando no que eu posso ter, quero descobrir logo, pra me tratar, fico pensando nas dores e nas palpitações.
    O remédio pra ansiedade diminuía a aceleração no peito, ele acabou, continha 20 comprimidos, o médico não disse pra mim parar de tomar, mas também não disse pra continuar tomando, então eu não sei, sempre que sentia palpitações eu tomava ele, e me sentia melhor, mas quando fico desesperada, elas não melhoram rapidamente como 10 á 15 minutos.
    Estou esperando pra fazer o ecocardiograma.
    Na minha família não tem ninguém com problemas de coração ou é hipertenso.
    Eu sempre tive problema com falta de ar, desde os meus 12 anos, hoje tenho 16, eu não sei se isso é a causa das palpitações e das dores, sinto no peito esquerdo e no direito, mais no esquerdo, no direito já passei 1 semana com dor, e já fiz raio x também, e está normal.
    Você tem noção do que poderia ser??

    Post a Reply
    • Olá,
      Um “textão” – desculpe-me a demora em responder…
      Acho que a ansiedade está lhe consumindo… e que precisa de atenção do seu médico…
      Abraços.

      Post a Reply
  39. Olá Dr, é a Irys novamente,tenho 16 anos, fiz no dia 21 de Setembro,no dia seguinte do meu aniversário (22), eu tomei a vacina anti tétano ,3 dias depois(25) comecei a sentir palpitações, juntamente com formigamentos nas mãos e suor(bem pouco) e tremedeira, fiquei muito nervosa pois nunca senti nada igual, achei que iria morrer, no dia seguinte(26), tive novamente, mas só palpitações, passa dentro de 10 minutos ou 15. Passou um dia(27), normal, no dia 28, tive novamente com formigamentos e tremedeiras, fui para o pronto socorro, pois já era a terceira vez, mas o médico que eu passei me orientou incorretamente, e me passou Dramin, minha mãe percebeu que não tinha nada haver com o que eu estava sentindo e foi em outro médico, que deu a possibilidade de ansiedade, e me passou o Pasalix(para ansiedade e insônia), e me disse pra tomar quando eu sentisse palpitações, até então as 2 primeiras, ou 1 que eu senti depois de receitar o remédio, eu fiquei com receio de tomar porque li os efeitos colaterais que pode causar, ou seja, eu li a bula.
    Mas quando ele me consultou ele usou o estetoscópio e disse que estava normal os batimentos, sempre quando eu saía da sala de consulta ou até mesmo antes de ser atendida, as palpitações passavam. Enfim, o médico pediu exames mais específicos, como, exames de sangue (colesterol, hemograma, e etc), e eletrocardiograma, os exames estavam marcados só uns 2 meses á frente, mas por conta dos meus sintomas, minha mãe marcou exames particulares, que saem mais rápido, mas só o exame de sangue, não deu nenhuma alteração nesse exame, está tudo normal, porém, nesse tempo do resultado do exame de sangue, tive dores nos braços, principalmente no esquerdo, e novamente fui para o pronto socorro, e o exame de eletro ainda estava longe, então eu fiz na hora.
    No dia da consulta(21/11), o médico disse que o exame de sangue está tudo normal, e que no eletro deu uma pequenininha alteração, disse exatamente com essas palavras “No eletro deu uma pequenininha alteração, mas não é nada grave, pode ser um probleminha na valvula, que não é grave, pode não ser nada também!”.
    Ele pediu um ecocardiograma, para diagnosticar o que está causando essas palpitações, estou esperando pra fazer o exame.
    Fiquei menos despreocupada, mas aí, depois da consulta, uns dias depois, comecei a sentir dores no peito, tipo, vai e vem, e toda vez que vem eu começo a chorar, com medo de algo pior.
    No dia 26/11, senti algumas fisgadas de noite, comecei a chorar novamente, e pensando no resultado do eletrocardiograma, que deu alteração e que se não é nada grave por que sentia aquilo, tomei o último comprimido da ansiedade, e um copo de água com açúcar e passou, ontem (27/11), tive dores no peito novamente, e eu choro muito, mas muito mesmo, e pedi muito a Deus pra me ajudar.
    Hoje (28/11), não senti nada, mas fico pensando no que eu posso ter, quero descobrir logo, pra me tratar, fico pensando nas dores e nas palpitações.
    O remédio pra ansiedade diminuía a aceleração no peito, ele acabou, continha 20 comprimidos, o médico não disse pra mim parar de tomar, mas também não disse pra continuar tomando, então eu não sei, sempre que sentia palpitações eu tomava ele, e me sentia melhor, mas quando fico desesperada, elas não melhoram rapidamente como 10 á 15 minutos.
    Estou esperando pra fazer o ecocardiograma.
    Na minha família não tem ninguém com problemas de coração ou é hipertenso.
    Eu sempre tive problema com falta de ar, desde os meus 12 anos, hoje tenho 16, eu não sei se isso é a causa das palpitações e das dores, sinto no peito esquerdo e no direito, mais no esquerdo, no direito já passei 1 semana com dor, e já fiz raio x também, e está normal.
    Você tem noção do que poderia ser??

    Post a Reply
  40. Olá dr. Tenho 29 anos e a 3 anos atrás fiz uma bateria de exames com um cardiologista da cidade q eu morava. Deu tudo normal mas os sintomas continuavam. Eu sentia uma palpitação de leve e acompanhada com uma pequena falta de ar. Porém passava logo.
    Hoje eu sinto ela mais leve porém as vezes sinto dor no peito e uns beliscões no braço esquerdo. Posso estar com alguma coisa? Os exames q eu fiz foi esteira, Holter, eletrocardiograma, ultrassom do coração e exames de laboratório. Sou nova e tenho muito medo de estar com alguma coisa…

    Post a Reply
    • Ana.
      fiz uma bateria de exames e Deu tudo normal mas os sintomas continuavam.
      Se os exames estão normais, ótimo… fique calma.
      Abraços.

      Post a Reply
  41. Doutor, bom dia!!! Eu fiz todos os exames cardíacos pois meu coração estava batendo ao ritmo da bateria de uma escola de samba. Foi constato arritmia extra ventricular monomorfica induzida por esforço, meu cardiologista disse que não é para me preocupar pois a probabilidade dela me matar, é a mesma da população em geral. Devo me preocupar mais, porque isso está me deixando louco. Posso jogar bola, tomar minha cerveja?? Por favor me ajude. A ficar mais tranquilo.

    Post a Reply
  42. Há 2 anos mais ou menos tenho tido palpitações, principalmente com o decúbito. Também aparecem quando estou sentada de forma mais largada, mais é menos. Me incomodam muito, perco o sono e não consigo dormir. Não tenho dor précordial mas, às vezes, me sinto cansada ao caminha mais depressa. Estou em tto com Nebivolol que diminuí para meio comprimido ao dia porque não me sinto muito bem com este medicamento. Faço musculação regularmente e me sinto bem com isso. Gosto de fazer pequenas corridas na esteira mas me canso após 1 minuto e meio. Os exs. estão normais mas fico preocupada. Trato tb para tireóide (hipo) e tenho história de síndrome do pânico. Hoje só ansiedade. Não gosto de tomar ansiolíticos, mas às vezes eu preciso. Tenho feito meditação, o que ajuda. Gostaria de saber o que está na gênese de batimentos com o decúbito. Meu coração remodelou e está maior um pouco mas ainda N. A musculação pode provocar isso? Sou médica e tenho 68 anos. Obrigada.

    Post a Reply
    • Marcia.
      Musculação não causa maiores problemas.
      Atletas que praticam levantamento de peso pode ter coração hipertrofiado… Alterações transitórias.
      Nos demais, raramente.
      Abraços.

      Post a Reply
  43. Olá doutor,sinto gasturá no corpo fraqueza e coração dispara,e trêmula oque pode ser?

    Post a Reply
  44. Boa tarde ! sinto muita dor no peito que me faz ter falta de ar, fisgadas muito forte, di tanto que não consigo me mexer, meu coração parece que vai explodir

    Post a Reply
  45. Boa tarde ! sinto muitas fisgadas no peito e junto delas a falta de ar, meu coração parece que vai explodir, sem contar nas tonteiras que me da . doi muito meu peito

    Post a Reply
  46. Olá Dr boa noite, meu nome é Aparecida e cuido de uma idosa de 90 anos, ela tem mal de Alzheimer e relata sentir falta de ar, ela fez alguns exames de eletrocardiograma e o Holter. No Holter apresentou uma arritmia e no exame de sangue uma pré diabetes. A filha dela a levou ao cardiologista e o mesmo lhe receitou alguns remedios, mas ela gostaria de alguma coisa natural, O senhor poderia me indicar algo? Desde já lhe agradeço a atenção,

    Post a Reply
    • Ei, Aparecida.
      Alimente-se de comidas naturais, nada de produtos industrializados.
      Evite açúcar, trigo e arroz branco…
      Mas peça ajuda a um nutricionista.
      Abraços.

      Post a Reply
  47. Olá Dr.Leonardo,
    Há cerca de 2 meses senti uma taquicardia. Na hora fiquei assustada,mas aí comi uma banana e melhorei.Depois disso vez ou outra eu sinto o coração bater diferente como se a cada x batimentos normais 1 fosse diferente. Aí como banana e outros alimentos com potássio. A cerca de 2 meses percebi que acordo bem suada,com um peso na cabeça e com um batimento um pouco diferente, então, estou comendo uma banana de manhã e outra à noite.Dps de passar a comer as bananas, n tive mais essa sensação de batimento diferente entre outros normais.Só que hj faz dois dias que voltou esses batimentos diferentes e msm após comer banana e outros alimentos os batimentos n voltam a ficar totalmente normais.Juntamente com isso eu sinto gases , inchaço na barriga. Ontem, senti uma dor aguda no lado esquerdo do abdômen embaixo das costelas, dps de cerca de 30 minutos passou.
    Será que eu tô com insuficiência de potássio? Algum problema de circulação? ( Tenho varizes) infecção urinária?Ou fungos e bactérias em algum outro órgão?
    Outras informações: estou sedentária,
    não como com frequência frituras e alimentos gordurosos, mas tb n tenho a alimentação com variedade de verduras e frutas
    Tenho varizes e toda vez que deito qd vou levantar sinto um peso na cabeça ( Preciso ficar um tempo sentada, antes de levantar)
    Tenho pressão baixa e com frequência sinto um peso na cabeça
    Tenho 30 anos.
    Estou preocupada pq esse batimento diferente n passou e além do inchaço na barriga e gases vem tb uma sensação estranha na barriga como se fosse uma queimação
    Isso é grave?
    Quais exames devo fazer?
    Existe algum exame para verificar a quantidade de potássio?
    Quais alimentos devo ingerir para evitar/amenizar esse problema?
    E exercícios físicos?
    Desde já agradeço pela resposta

    Post a Reply
    • Olá,
      – Isso é grave? normalmente, não! mas só seu médico poderá dizer, ao lhe examinar.
      – Quais exames devo fazer? não posso opinar quais exames, só com seu médico.
      – Existe algum exame para verificar a quantidade de potássio? sim, existe a dosagem de Potássio no sangue, normal entre 3,5 e 5,1mg
      – Quais alimentos devo ingerir para evitar/amenizar esse problema? reduzir café, chocolate e refrigerantes à base de cola.

      E exercícios físicos? no geral, caminhada leve e aumentando progressivamente, de acordo com a liberação do seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  48. DR. minha arritimia data de 31 anos, hoje estou com 71, já fiz de tudo, consultei, inclusive, dois maiores nomes e “ritimologia cardiaca”, estive no “Albert Haisten”, coloquei holt de (7) sete dias, dizem que não tenho nada, mas sofro como “cão”, principalmente em épocas que descrevo como “crise”, digo que meu coração falha, eles (médicos) dizem que não, mas eu sinto ou espaçamento ou falha. Tomo remedio para pressão diovan 160 + 12,5, sotalol 160, metade de manhã e ritmonorm a tarde metade de 300 mg. Dizem que não posso fazer ablação pois a “falha” de meu coração não permite dectar onde ela está por se pouca. Que fazer, ela vem de repente e vai sem eu perceber. Gosto de uma cerveja, tomo apenas duas ou três nos finais de semana, implicam em alguma coisa? Digo, não vou parar com minha cerveja. Pergunto, se tenho esta bendita arritimia há mais de 30 anos ela é benigna? Grato pela atenção.

    Post a Reply
    • José.
      Há arritmias que ficam a vida toda – sem morte súbita ou risco de morte súbita e sem outros fatores que piorem o coração.
      Assim, se for esse o caso, é benigna, mesmo.
      Cerveja não piora nada, mas beba com moderação.
      Abraços.

      Post a Reply
  49. Boa tarde Drº,

    Tenho arritmias desde os 15 anos e nunca eram detectadas. Contudo no ano passado detectaram na urgência e comecei a ser seguida por um cardiologista no hospital.
    O cardiologista aconselhou-me a realizar o estudo electrofisiológico, pois iria aumentar a minha qualidade de vida e que era um exame cirúrgico com muito sucessso.
    Contudo, estou com muito medo e ansiosa.
    Eu sofro muito com isto, deixei de fazer desporto, dificultou muita coisa na minha vida.
    A minha pergunta é: Este estudo electrofisiologico costuma ser mesmo eficaz? Depois existe algums sintomas após esta cirurgia?

    Obrigada pela atenção.

    Cumprimentos

    Post a Reply
    • Ana.
      O EEF – Estudo eletrofisiológico é eficiente, sim… Raramente não atinge os objetivos (e se isso ocorrer, faz-se novamente e resolve).
      Abraços.

      Post a Reply
  50. Olá Doutor.
    O que seria valva Mitral e Valva Tricuspide com incompentencia discreta ao afluxo em cores?

    Post a Reply
  51. Doutor ,boa noite Por duas vezes pensei que ia morrer A primeira foi uma madrugada Acordei co uma forte dor mo peito Não conseguia nem falar Sentia meu coração pulando muito como se fosse sair fora do peito Essa dor subiu para a garganta,para as mandibulas e parou ai Não conseguia balbuciar nada quando cheguei ao hospital já estava melhor e nada foi encontrado Na segunda vez foi a tarde e o coração disparou tanto que eu nao conseguia pensar Me faltava o ar,tinha tonturas,fui socorrida num posto de saúde quando o Samu chegou eu estava melhor O médico da emergencia também não detectou nada Já fiz vários exames e nada acusou Tenho 67 anos e com essa idade qual deve ser o meu batimento cardiaco ? Então o que eu tenho ? Obrigada por responder

    Post a Reply
  52. Muito bom o artigo. Meu coração bate, 56, 57, 58, 60, 62, 64, 67, 72, 76 e até, 46 já bateu algumas vezes. Desenvolvi atualmente visão embassada será que é o isso?

    Post a Reply
    • Opa, Janio.
      Frequencia mínima é FC 50bpm…
      mas não quer dizer que não possa ir a menos que isso… principalmente em atletas e naqueles que usam atenolol e betabloqueadores.
      Visão turva? tontura? tem que investigar com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  53. doutor minha mae sempre me dava sustos de vez em quando ela sentia dor no peito e falta de ar e ia parar no hospital e os medicos nunca sabiam o que ela tinha ja tinha feito varios exames e nada ate onten ela me deu o maio susto que eu entrei em desespero como eu moro longe dela meu irmao me ligou dizendo que elata no hospital e que ela tava sendo trasferida pra o hospital aqui de manaus onde eu moro ela teve uma parada cardica e ficou desacordada dirante umas 4 horas e quando ela acordou ainda estava sentindo muinta dor os medicos deram um remedio chamado morfina pra ela pra poder trazer ela quando chegou aqui os medicos descobriram que ela tava con o coraçao grande doutor eu quero saber por que demoram pra descobrir e se é muinto grave se ela pode ter uma vida saudavel sem riscos ou se ela pode morrer a qualquer momento

    Post a Reply
    • Ei, Karolaine
      Coração grande é um sinal de Insuficiência cardíaca – que tem tratamento e mantém o paciente em ótima situação.
      Saindo da fase aguda da doença, tudo melhora.
      Abraços.

      Post a Reply
  54. JA TIVE INFARTO DOIS MESES DEPOIS TIVE AVC, ISSO ACONTECEU EM 2013 EU COLOQUEI 3 ESTEND NO CORAÇAO.QUANDO FOI EM 2015 EU TIVE ARRITMIA TEM VEZ QUE MEU CORACAO BATE MAIS FORTE MAS E QUANDO FACO UM ESFORCO OU CAMINHO QUAMDO ESTOU ESTRESSADA OU QUANDO ASSUSTO JA TIVE SINDROME DO PANICO. GOSTARIA DE SABER SE HIDROGINASTICA FAZ MAL OU SE FAZ BEM ESTOU MUITO SEDENTARIA E ACHO QUE TA ME FAZENDO MAL.TOMO O MEDICAMENTO ATLANSIL 100 PARA ESSA ARRITMIA FORA OS OUTROS REMEDIOS QUE TOMO.GOSTARIA DE SUA OPINIAO SOBRE ESSA ARRITMIA.

    Post a Reply
    • Mary.
      Hidroginástica é ÓTIMO.
      Se você não tem orientações em contrário do seu médico, faça exercícios.
      Abraços.

      Post a Reply
  55. FUI DIAGNOSTICA COM ARRITIMIA TAQUECARDIA SUPRAVENTRICULAR ISSO É ALGO PERIGOSO?
    ESTOU TOMANDO BETA BLOQUEADOR SOTALOL.
    MEU CORAÇÃO NÃO ACELERA MAIS E MINHA PRESSÃO ESTÁ BEM.. DAQUI UNS DIAS TEREI UM ECOCARDIOGRAMA PARA FAZER…

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!