Mentiras da indústria de fast foodsNão há decência na forma como as empresas de junk food (fast food) fazem o seu marketing. Tudo o que eles importam é o lucro e eles parecem dispostos a sacrificar até a saúde das crianças por seu próprio ganho monetário.

Aqui estão as 11 melhores mentiras do setor de junk food artigo originalmente escrito e adaptado de HealthLine.

Leia Mais:

1. Baixo teor de gordura ou sem gordura

Se um produto tiver as palavras “baixo teor de gordura” ou qualquer coisa similar no rótulo, provavelmente contém adoçantes adicionados.

Tenha em mente que esses alimentos processados ​​não são necessariamente uma escolha saudável. Essa é uma das mentiras da indústria de fast foods. (2).

2. Livre de Gordura Trans

Os alimentos processados ​​geralmente têm “sem ou livre de gordura trans” no rótulo. Isso não precisa necessariamente ser verdade.

Se um produto contiver menos de 0,5 gramas de gorduras trans por porção, eles podem (tem o direito de) colocar isso no rótulo ( 2 ).

Evite tudo o que contém a palavra “hidrogenado“. Os produtos alimentares rotulados sem gordura trans podem realmente conter até 0,5 gramas de gordura trans por porção, mas não quer dizer que sejam saudáveis e bons para você comê-los. São mentiras da indústria de fast foods.

11 melhores alimentos para impulsionar seu cérebro e memória

3. Inclui grãos Integrais

Ao longo das últimas décadas, os consumidores foram levados a acreditar que os grãos integrais estão entre os alimentos mais saudáveis ​​que podem comer e isso não é 100% verdade. (34).

A maioria dos produtos alimentares processados ​​que contêm grãos integrais não são realmente “integrais” – eles foram pulverizados em farelos e os níveis de açúcar no sangue sobem muito rápido, quase tão rápido quanto os grãos não integrais (os refinados). São mentiras da indústria de fast foods. (5).

mentiras da indústria de fast foods

mentiras da indústria de fast foods

Leia também

4. Sem Glúten

Só para sermos claros, apoio totalmente uma dieta sem glúten. Há evidências de que, além da doença celíaca, uma proporção de pessoas pode ser sensível ao glúten ou ao trigo. (6).

No entanto, os produtos processados ​​rotulados como “sem glúten” e feitos para substituir alimentos contendo glúten geralmente não são saudáveis. Eles também são muito mais caros (7).

Os chamados produtos “sem glúten” são frequentemente carregados com ingredientes não saudáveis. Evite-os e coma comida real (de verdade), outra das mentiras da indústria de fast foods.

13 Benefícios do café para a saúde, baseados na ciência

5. Açúcar oculto!

Infelizmente, a maioria das pessoas não lê as listas de ingredientes antes de fazer uma compra.

Mas, mesmo para quem faz, os fabricantes de alimentos ainda têm formas de disfarçar os verdadeiros conteúdos de seus produtos (8).

Os fabricantes de alimentos muitas vezes colocam diferentes tipos de açúcar nos seus produtos. Um alimento pode conter açúcar, xarope de milho rico em frutose e suco de cana evaporado, que são todos nomes diferentes para exatamente o mesmo – açúcar.

Certifique-se de verificar se um produto contém mais de um tipo de açúcar. Se for o caso, o açúcar pode realmente estar entre os principais ingredientes, uma das principais mentiras da indústria de fast foods.

Leia mais…

6. Calorias por dose/porção

Um fabricante pode decidir que uma barra de chocolate ou uma garrafa de refrigerante só possuem duas porções, mesmo que a maioria das pessoas coma tudo de uma só vez.

Certifique-se de verificar o número de porções em um rótulo. Multiplique o teor total de açúcar e calorias pelo número de porções para encontrar o valor total verdadeiro. São mentiras da indústria de fast foods.

Desejos por açúcar: 19 Alimentos que podem cortá-los!

7. Frutas aromatizadas

Só porque um produto tem o sabor da comida real não significa que nenhum deles esteja realmente lá. Amora, morango, laranja, etc. – estes são, muitas vezes, apenas produtos químicos injetados para ter o sabor de um alimento real.

Só porque um produto tem o sabor ou cheiro de algum alimento natural não significa que haja o menor vestígio desse alimento no produto. São mentiras da indústria de fast foods.

8. Pequenas quantidades de Ingredientes saudáveis

Os produtos processados ​​geralmente listam pequenas quantidades de ingredientes que comumente são considerados saudáveis.

Este é um truque de marketing. Geralmente, as quantidades desses nutrientes são tão insignificantes e não fazem nenhum efeito para compensar os efeitos nocivos dos outros ingredientes.

10 hábitos matinais simples que ajudam você a perder peso.

9. Ocultando Ingredientes controversos

Muitas pessoas afirmam ter reações adversas a certos ingredientes alimentares e, portanto, optam por evitá-los.

No entanto, os fabricantes de alimentos geralmente escondem esses ingredientes controversos ao se referir a eles com nomes técnicos que as pessoas não conhecem.

Por exemplo, na Europa MSG (glutamato monossódico) pode ser chamado E621.

Os fabricantes de alimentos geralmente escondem o fato de que seus produtos contêm ingredientes controversos, chamando-os de outra coisa ou outros nomes – São mentiras da indústria de fast foods.

Perda de Gordura Localizada: Posso direcionar a perda?

10. Low-Carb Junk Foods

As dietas baixas em carboidratos têm sido bastante populares nas últimas décadas.

Os fabricantes de alimentos perceberam a tendência e começaram a oferecer uma variedade de produtos com baixo teor de carboidratos.

O problema com esses alimentos é o mesmo que com os alimentos “com baixo teor de gordura” – que eles não são necessariamente saudáveis.

Alimentos “Low-carb” são muitas vezes altamente processados ​​e fabricados com ingredientes muito insalubres. São mentiras da indústria de fast foods.

Os 21 melhores lanches para diabéticos! Parte 1

11. Ingredientes não saudáveis ​​”orgânicos”

Embora os alimentos orgânicos possam ter alguns benefícios , muitos fabricantes de alimentos usam a palavra “orgânico” para enganar as pessoas.

Por exemplo, quando você vê “açúcar de cana orgânico bruto” em uma lista de ingredientes, esta é basicamente a mesma coisa que o açúcar de mesa normal. Só porque algo é orgânico não significa que seja saudável.

Muitos alimentos contêm ingredientes não saudáveis ​​que são orgânicos. Isso não significa que eles sejam mais saudáveis ​​do que os seus homólogos não orgânicos. São mentiras da indústria de fast foods.

Conclusão – mentiras da indústria de fast foods:

Claro, é melhor limitar os alimentos processados ​​e comer apenas alimentos reais (comida de verdade)Dessa forma, você não precisa se preocupar com rótulos e listas de ingredientes.

A comida real nem precisa de uma lista de ingredientes. A comida real é o ingrediente.

Leia Mais:

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!