Bloqueio Átrio-Ventricular de Primeiro Grau – BAV 1o. grau

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau (BAV primeiro grau – BAV 1o. grau) é uma das formas de bloqueio cardíaco mais frequentes vistas no eletrocardiograma. Aprenda tudo sobre esta alteração no ECG.

Bloqueio Átrio-Ventricular Primeiro Grau

Bloqueio Átrio-Ventricular de Primeiro Grau

Algumas pessoas nascem com bloqueio cardíaco (congênita), enquanto outros desenvolvê-lo durante suas vidas (adquirida). bloqueio cardíaco adquirido é mais comum do bloqueio cardíaco congênito.

Os três tipos de bloqueio cardíaco são primeiro grau, segundo grau e terceiro grau. Primeiro grau é o menos grave, e terceiro grau é o mais grave. Isto é verdade tanto para bloqueio cardíaco congênito e adquirido.

Leia também sobre:

Bloqueio cardíaco de Primeiro Grau – O que é?

No bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau, os sinais elétricos do coração são retardados no trajeto dos átrios para os ventrículos (câmaras superiores e inferiores do coração, respectivamente). Isso resulta em uma linha mais longa, mais plana entre o P e as ondas R do ECG (eletrocardiograma). 1)Types of Heart Block

O bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau não causa qualquer sintoma e também não necessitam qualquer tipo de tratamento.

Bloqueio Átrio-Ventricular Primeiro Grau 2

Bloqueio Átrio-Ventricular Primeiro Grau 2

ECG com Intervalo PR aumentado:

Muitas vezes, a conclusão do Eletrocardiograma descreve o termo Intervalo PR aumentado ou Aumento no PRi e os pacientes ficam com muitas dúvidas.

Mas o Intervalo PR aumentado é a descrição técnica do Bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau. 2)LifeSavers

Qual é o Intervalo PR normal?

Muitos Cardiologistas descrevem o número do Intervalo PR no laudo do eletrocardiograma e outros se limitam a dizer que ele está normal, rápido (W-P-W – e síndromes de pré-excitação) ou aumentado (bloqueio átrio-ventricular).

O valor normal do Intervalo PR oscila entre 0,12 segundos e 0,20 segundos (ou 12ms até 20ms).

Quando o Intervalo PR está acima de 0,12 segundos, você tem um Bloqueio Átrio-ventricular de primeiro grau.

Leia também:


Causas do Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau:

Na grande maioria das vezes, o bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau não tem uma causa específica. Normalmente, é um problema elétrico na condução do impulso elétrico vindo do nó sinusal até o nó átrio-ventricular.

Há uma lentificação na passagem do estímulo elétrico nesse trajeto da estimulação cardíaca normal. Essa alteração pode ser congênita (estando presente desde o nascimento) ou adquirida.

Medicamentos que Causam Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau

Alguns medicamentos provocam o bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau:

  • Beta-bloqueadores
    • atenolol
    • metoprolol
    • propranolol
    • bisoprolol
    • carvedilol
  • Anti-arrítmicos
  • Colírios para Catarata (alguns)

Tenho Bloqueio AV de Primeiro grau – Medicações podem aumentá-lo?

Se você já tiver o Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau, pode ser que os medicamentos listados acima aumente (um pouco) o tamanho do seu bloqueio, mas essa alteração não costuma ser perigosa e nem tampouco causar algum sintoma em você.

Devo suspender os Medicamentos que Causam Bloqueio AV de Primeiro grau?

Mesmo que você tenha desenvolvido o Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau após iniciar alguma medicação, você não deve se preocupar. Seu médico saberá o momento de suspender e se será, mesmo, necessário suspender a sua medicação.

Mas não há necessidade de suspensão da medicação que está em uso somente por causa do Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau.

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau – Sintomas

O Bloqueio Átrio-Ventricular Primeiro Grau não provoca nenhum sintoma nos pacientes. Não há tontura, falta de ar, cansaço – absolutamente nada.

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau – Como Prevenir?

Não existe uma forma de prevenir o Bloqueio Átrio-Ventricular de Primeiro Grau, pois ele ocorre espontaneamente, e não há nenhuma ação que você possa fazer para prevenir o seu aparecimento.

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau – Riscos

Não há nenhum risco associado à presença de bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau no seu eletrocardiograma. Normalmente, pacientes que tem o BAV de 1o. grau no eletrocardiograma permanecem assim por toda a vida, sem qualquer outra complicação ou aparecimento de sintomas.

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau – Como Tratar?

Como o bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau não causa nenhum sintoma, não antecipa problemas cardiológicos e nem leva à morte, não há um tratamento específico para ele.

Fique tranquilo e continue seguindo as orientações do seu médico.

Bloqueio átrio-ventricular de Primeiro Grau – É grave?

Não, bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau não é grave e nem merece/precisa de tratamento.

Leia também sobre:

Leia também:

 

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

9 Comments

  1. Tenho esse Bloqueio de Primeiro Grau…. Corre-se o risco de evoluir Dr?
    Já fiz 2 holters, em 2 anos, e o bloqueio estava do mesmo jeito..

    Post a Reply
    • Wesler,
      Raramente evolui.
      Pode aumentar quando ficar idoso, mas raramente torna-se uma doença.
      Abraços.

      Post a Reply
  2. OBRIGADO POR TIRA AS MINHAS DUVIDAS, EU ESTAVA SEM TOMAR O MEU Medicamento. Quando eu sobe que estava com bloqueio primeiro grau, eu fiquei com tanto medo, achava que o medicamento ia causar danos.

    Post a Reply
  3. Dr, vc me respondeu que raramente o BAV 1 evolui … no entanto, fiz 3 holters este ano, e deu wenckebach na hora do sono, poucos mas deu, entre 9 e 10 por holter e com 1 pausa de 2, 11 segundos, 2,01 segundos em cada holter …
    no primeiro teve sugestão( mas não foi possivel confirmar ) de mobitz 2, mas eu tinha tomado 60mg de propranolol aquele dia, então o médico disse que provavelmente apareceu isso por indução do remédio … tirei o propranolol e fiz mais 2, só deu bav 1 e wenckebach no sono …. e as extra sistoles, bigeminadas, isoladas, uniformes e 1 com aberrancia ….
    teste ergométrico normal …
    tenho 26 anos, é comum esse tipo de resultado de exame????

    Post a Reply
    • Wesler.
      São problemas diferentes dentro de um mesmo grupo de doenças (Bloqueios cardíacos) – Muito provavelmente, o Wenckebach já existia, de forma intermitente, mas não apareceu no seu Holter… Só que agora, apareceu.
      É um conjunto de bloqueios…
      O importante é saber/filtrar quais problemas exigem tratamento e quais não.
      Veja aqui sobre o Wenckebach.
      Abraços.

      Post a Reply
  4. Agradeço pela resposta Dr;
    Mas no seu ponto de vista como médico especialista, a probabilidade de evolução deste tipo de doença é grande ou quase não é relevante?
    O Cardiologista que passei disse que isso vai me acompanhar a vida toda …
    Quanto a expectativa de vida pra quem possui essa doença, existe uma redução ou de um modo geral é a mesma do que uma pessoa com um coração praticamente “normal?

    Post a Reply
  5. ola dr estou gravida de 38 semanas e a pouco tempo descobri q meu bebe tem átrio ventricular de primeiro grau mas estou meio apreensiva ele pode correr algum risco ao nascer …..

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!