Colesterol alto: Diagnóstico, Controle e Tratamento.

O colesterol Alto é um problema – chamado de Dislipidemia. Mas Pode surpreendê-lo saber que o colesterol em si não é tão ruim quanto dizem. O colesterol é apenas uma das muitas substâncias criadas e utilizadas por nossos corpos para nos manter saudáveis e vivos. Em excesso, pode se tornar doença. Veja.

Leia Também:

O que é colesterol e de onde ele vem?

colesterol alto

Colesterol alto

O colesterol é uma substância cerosa que vem de duas fontes:

  • da produção própria do seu corpo, e
  • da comida.

Seu corpo e, especialmente, o seu fígado, produz quase todo o colesterol que você precisa e circula através do sangue. Mas o colesterol também é encontrada em alimentos de origem animal, como carnes, aves e produtos lácteos com gordura. 1)Heart.org.

(Você está aqui!)

Já é sabido que há um FeedBack negativo (uma produção menor de colesterol pelo fígado) quando há um consumo maior de colesterol vindo da dieta. 2)Dietary Cholesterol Feeding Suppresses Human Cholesterol Synthesis Measured by Deuterium Incorporation and Urinary Mevalonic Acid Levels Por muito tempo o o colesterol vindo da dieta foi considerado um vilão, mas sabe-se, hoje, que não é bem assim – o colesterol vindo da dieta e dos alimentos naturais não causam elevação significativa nos níveis de colesterol no sangue (essa situação também ocorre em relação ao ácido úrico e à gota). O grande problema está na Gordura Trans e no consumo de carboidratos refinados e com excesso de açúcar.

Leia mais sobre o Colesterol:

 

colesterol alto 3

Colesterol alto

O Colesterol Alto e as Doenças do coração

O excesso de colesterol (o colesterol alto) pode formar placa entre camadas de paredes das artérias, tornando mais difícil para o seu coração circular o sangue. A Placa pode quebrar e causar coágulos sanguíneos. Se um coágulo bloqueia uma artéria que alimenta o cérebro, que provoca um acidente vascular cerebral. Se ele bloqueia uma artéria que alimenta o coração, que provoca um ataque cardíaco.

Os Tipos de colesterol

colesterol alto 2

Colesterol alto

Existem dois tipos de colesterol: “bom” e “ruim”. O excesso de um tipo – e o desequilíbrio entre eles podem causar sérios danos à sua saúde. Pode colocá-lo em risco de doença cardíaca coronária, ataque cardíaco ou derrame. É importante conhecer os níveis de colesterol no seu sangue para que você e seu médico possam determinar a melhor estratégia para reduzir seu risco.

Fazer escolhas alimentares saudáveis e aumentando exercício são os primeiros passos mais importantes para melhorar o seu colesterol. Para algumas pessoas, a medicação para baixar o colesterol, também podem ser necessários para reduzir o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.

Leia Também:

O colesterol não pode dissolver-se no sangue. Deve ser transportado através da corrente sanguínea pelas transportadoras chamadas lipoproteínas (lipo: de gordura; e Proteína)

Os dois tipos de lipoproteínas que transportam colesterol para e a partir de células são a lipoproteína de baixa densidade, ou LDL, e lipoproteínas de alta densidade, ou HDL. Colesterol-LDL e Colesterol-HDL, juntamente com um quinto do seu nível de triglicérides, fazer a sua contagem de colesterol total, o que pode ser determinado através de um exame de sangue.

Friedewald

 

Colesterol Alto – Como Descobrir?

O Colesterol Alto – a dislipidemia – é um problema sério que afeta muitos pacientes que procuram o consultório do cardiologista. Ter Colesterol alto pode ser um dos principais fatores de risco para o aparecimento das doenças do coração, principalmente infarto e acidente vascular cerebral.

Para detectar o colesterol alto, o médico precisa solicitar o exame de sangue – é fácil. Com os resultados em mãos, o médico poderá avaliar se o seu nível de colesterol está alto, ou não.

Resultado – do Colesterol Alto:

O resultado do exame de colesterol determina as formas e tipos de colesterol:

 

Classificação das Dislpidemias:

As dislipidemias primárias ou sem causa aparente podem ser classificadas genotipicamente ou fenotipicamente por meio de análises bioquímicas. Na classificação genotípica, as dislipidemias se dividem em monogênicas, causadas por mutações em um só gene, e poligênicas, causadas por associações de múltiplas mutações que isoladamente não seriam de grande repercussão. A classificação fenotípica ou bioquímica considera os valores de CT, LDL-C, TG e HDL-C e compreende quatro tipos principais bem definidos: 3)V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose

a) hipercolesterolemia isolada: elevação isolada do LDL-C (> 160 mg/dl);

b) hipertrigliceridemia isolada: elevação isolada dos Triglicérides (> 150 mg/dl) que reflete o aumento do número e/ou do volume de partículas ricas em Triglicérides, como VLDL, IDL e quilomícrons. Como observado, a estimativa do volume das lipoproteínas aterogênicas pelo LDL-C torna-se menos precisa à medida que aumentam os níveis plasmáticos de lipoproteínas ricas em TG. Portanto, nestas situações, o valor do colesterol não-HDL pode ser usado como indicador de diagnóstico e meta terapêutica;

c) hiperlipidemia mista: valores aumentados de LDL-C (> 160 mg/dl) e Triglicérides (> 150 mg/dl). Nesta situação, o colesterol não-HDL também poderá ser usado como indicador e meta terapêutica. Nos casos em que TGs > 400 mg/dl, o cálculo do LDL-C pela fórmula de Friedewald é inadequado, devendo-se, então, considerar a hiperlipidemia mista quando CT > 200 mg/dl;

d) HDL-C baixo: redução do HDL-C (homens < 40 mg/dl e mulheres < 50 mg/dl) isolada ou em associação a aumento de LDL-C ou de Triglicérides.

 

LDL (mau colesterol, colesterol ruim)

O colesterol-LDL é considerado o colesterol “ruim” porque ele contribui para a formação da placa de aterosclerose, um depósito grosso, duro que pode entupir artérias e torná-las menos flexíveis – placa aterosclerótica. Esta condição é conhecida como a aterosclerose. Se um coágulo se forma e bloqueia uma artéria estreitada, pode ocasionar ataque cardíaco (infarto do miocárdio) ou acidente vascular cerebral. Outra condição chamada doença arterial periférica pode se desenvolver quando a placa de gordura (aterosclerose) estreita de uma artéria que fornece sangue para as pernas. 4)Good vs Bad Cholesterol

Leia mais sobre o Colesterol:

HDL (bom colesterol, bom colesterol)

O colesterol HDL é considerado o colesterol “bom” porque ajuda a remover o colesterol-LDL das artérias. Os peritos acreditam colesterol-HDL age como um limpador, que transportam colesterol-LDL para longe das artérias e de volta para o fígado, onde é dividido e distribuído para o corpo. De um quarto a um terço do colesterol no sangue é transportado pela HDL-Colesterol. Um nível de colesterol HDL saudável pode também proteger contra ataque cardíaco (infarto do miocárdio) e acidente vascular cerebral, enquanto que os baixos níveis de colesterol HDL estão relacionados com o aumento no risco de doença cardíaca.

Triglicerídeos – Triglicérides

Os triglicérides são outro tipo de gordura, e eles são usados para armazenar o excesso de energia a partir de sua dieta. Altos níveis de triglicérides no sangue estão associados com a aterosclerose. Os triglicérides elevados podem ser causados por excesso de peso e obesidade, inatividade física, o tabagismo, consumo excessivo de álcool e uma dieta muito rica em carboidratos ( mais do que 60 por cento do total de calorias). Doenças subjacentes ou doenças genéticas são, por vezes, a causa de altos níveis de triglicerídeos. Pessoas com altos níveis de triglicerídeos, muitas vezes têm um alto nível de colesterol total, incluindo a níveis elevados de colesterol LDL nível (colesterol mau) e um baixo nível de HDL colesterol (colesterol bom). Muitas pessoas com doença cardíaca ou diabetes também têm altos níveis de triglicérides.

Lp (a) Colesterol

Lp (a) é uma variante genética da LDL (mau) colesterol. Um nível elevado de Lp (a) é um fator de risco para o desenvolvimento prematuro de depósitos de gordura nas artérias. A Lp (a) não é totalmente compreendida, mas pode interagir com substâncias encontradas nas paredes das artérias e contribuem para a acumulação de depósitos de gordura.

Leia Também:

 

Você tem Colesterol Alto?

Não fique na dúvida, procure o seu cardiologista e peça-o para avaliar o seu nível de colesterol.

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!