Diabetes – Diagnóstico, Controle e Tratamento. Tudo!

“Diabetes mellitus”, mais comumente referido como “diabetes”, é uma condição que faz com que o açúcar no sangue suba a níveis perigosos: com glicose no sangue em jejum de 126 miligramas por decilitro (mg / dL) ou mais. Confira todas as informações que você precisa sobre a Diabetes.

A História nos diz que as batalhas da humanidade contra uma doença foram decisivamente ganhas apenas com o conhecimento e a sensibilização adequada entre as pessoas sobre os fatores de risco, as formas de tratamento e, principalmente, como preveni-las. 1)DiabetesHealth

 

Como a Diabetes se Desenvolve?

Diabetes

Diabetes

Depois de comer uma refeição, o alimento é digerido pelo sistema digestivo e o nível de açúcar no sangue (ou glicose) aumenta. O pâncreas é um órgão que está localizado perto do estômago, que produz um hormônio chamado insulina. Com a ajuda de insulina, as células do corpo absorvem a glicose e a usam como fonte de energia. Quando seu corpo não produz insulina suficiente e / ou não a utiliza de forma eficiente a insulina que o corpo produz, os níveis de açúcar sobem na corrente sanguínea. Quando isso acontece, pode causar dois problemas: 2)Heart.org – diabetes

  • Imediatamente, as células do corpo pode ser carente de energia.
  • Ao longo do tempo, os níveis de glicose no sangue pode danificar os olhos, rins, nervos ou coração.

Leia Também:

Tipos de Diabetes

Existem dois tipos principais de DM: diabetes tipo 1 e tipo 2 diabetes. Uma história familiar de diabetes pode aumentar significativamente o risco de uma pessoa desenvolver a doença.

Obs: ao longo desse artigo, chamaremos Diabetes pela sua abreviação: “DM”, sendo Diabetes Melitus Tipo 1, como DM-1 e Diabetes Melitus Tipo 2, como DM-2.

Diabetes Tipo 1

A DM Tipo 1 é uma condição grave que ocorre quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Sem insulina, o organismo não é capaz de absorver (o açúcar no sangue) a glicose vinda dos alimentos em nutrientes para as células – para funcionarem como combustível para nosso corpo. Pessoas com DM-1 devem tomar insulina diariamente ou outras medicações diariamente. Por essa razão, este tipo de diabetes é também referida como diabetes insulino-dependente (DMID).

O DM-1 era anteriormente conhecido como diabetes juvenil porque ele é normalmente diagnosticada em crianças e adultos jovens. No entanto, esta doença crônica, ao longo da vida pode atacar em qualquer idade, e aqueles com história familiar de DM-1 têm um risco maior.

Mais artigos sobre a diabetes:

Riscos para a Saúde para Diabetes Tipo 1

Durante o desenvolvimento da DM-1, sistema imunitário ataca certas células do corpo (chamadas células beta) no pâncreas. Embora as razões isso ocorre ainda são desconhecidos, os efeitos são claros. A partir do momento em que estas células são destruídas, o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, de modo que a glicose permanece no sangue (sem ser levada para as células, onde seriam utilizadas como fonte de energia). Quando há excesso de glicose no sangue, especialmente durante longos períodos, todos os sistemas de órgãos do corpo sofrem danos a longo prazo. Saiba mais sobre as consequências da Diabetes para a sua saúde e como tratá-la.

Diabetes tipo 2

Diabetes 3A Diabetes Tipo 2 (DM-2) é a forma mais comum de DM. Historicamente, a DM-2 tem sido diagnosticada principalmente em adultos. Hoje, no entanto, adolescentes e adultos jovens estão desenvolvendo DM-2 muito mais cedo e em um ritmo alarmante. Isso se correlaciona com o aumento da incidência de obesidade e inatividade física nesta população, sendo que ambos são fatores de risco para DM-2.

Confira Tudo sobre Diabetes Tipo 2 nesse artigo:

Este tipo de diabetes pode ocorrer quando:

O organismo desenvolve “resistência à insulina” e não pode fazer uso eficiente da insulina que produz, e o pâncreas perde gradualmente a sua capacidade de produzir insulina.

Em uma forma leve, este tipo de diabetes pode permanecer sem diagnóstico por anos, e esse é um motivo de grande preocupação, já que o diabetes não tratada pode levar a muitos problemas de saúde graves, incluindo doenças cardiovasculares. Diabetes tipo 2 pode ser retardada ou controlada com dieta e exercício.

A Diabetes tipo 2 pode ter um início lento, e os primeiros sintomas podem ser confundidos com sinais de stress, excesso de peso, ou uma dieta pobre. Mas o arsenal de ferramentas para combater a diabetes cresce a cada ano. 3)Health.com

Leia Também:

 

Precursores de Diabetes

Além da diabetes mellitus já desenvolvida e diagnosticada, Há outros precursores para a doença:

Resistência a insulina

A resistência à insulina é uma condição que afeta milhões de pessoas e pacientes pelo mundo. A resistência à insulina ocorre quando o corpo produz insulina, mas não consegue utilizá-la de forma eficiente e, com isso, a glicose se acumula no sangue em vez de ser usada como fonte de energia pelas células.

Para compensar os níveis de açúcar no sangue, as células produtoras de insulina no pâncreas liberam mais e mais insulina para tentar manter os níveis de açúcar no sangue em níveis normais. Aos poucos, essas células não conseguem manter a produção intensa de insulina de acordo com a necessidade crescente do corpo por mais insulina e o açúcar no sangue começa a subir. A resistência à insulina pode levar tanto a pré-diabetes e diabetes tipo 2.

Quando um indivíduo, em jejum, tem excesso de glicose no sangue (hiperglicemia) ou excesso de insulina no sangue (hiperinsulinemia), que indica que uma pessoa pode ter a resistência à insulina.

Mais artigos sobre a diabetes:

Pré-diabetes

Pré-diabetes significa que seus níveis de açúcar no sangue são mais elevados do que o normal, mas não para os níveis de ser diagnosticado com diabetes. Se você tiver sido informado pelo seu médico que você tem “pré-diabetes” isso também significa que, sem fazer algumas mudanças saudáveis em sua saúde e em seu estilo de vida, você tem um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2. Saiba mais sobre pré-diabetes.

Riscos para a Saúde da resistência à insulina

As pessoas com resistência à insulina correm um risco maior de desenvolver Diabetes tipo 2 e doença cardiovascular. Eles também são mais propensos a ter um histórico de ser obeso e fisicamente inativo (sedentários) e ter outros fatores de risco cardiovasculares como a dislipidemia (muito) LDL ( “mau” colesterol), e baixo HDL ( “bom colesterol”), ou triglicérides elevados , hipertensão e outros fatores que podem aumentar o risco cardiovascular. Esse conjunto de fatores e características são conhecidas como Síndrome Metabólica.

A Diabetes (DM) não tratada pode levar a muitos problemas de saúde graves, incluindo doenças cardíacas e acidente vascular cerebral. É por isso que é importante estar ciente dos sintomas, bem como os fatores de risco e tomar medidas adequadas para prevenir e tratar a resistência à insulina e diabetes.

Leia Também:

 

Medidas de Prevenção de Diabetes:

Alimentação saudável

Dieta - PratoComer bem para manter um peso saudável é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para diminuir o risco de diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

Pode parecer difícil de fazer escolhas alimentares saudáveis, especialmente se você estiver em um orçamento e em curto tempo. Mas há alguns passos simples que você pode tomar para ajudar você e sua família comer de forma mais saudável. Escolha 2 ou 3 destas sugestões para começar hoje. Em seguida, voltar outro dia e tentar um pouco mais. 4)Diabetes.org

Mais artigos sobre a diabetes:

Construir uma prato saudável?

  • Use uma lista de compras de alimentos no supermercado pode lhe ajudar a escolher vegetais mais frescos, frutas e grãos integrais.
  • Compre carnes mais magras (como frango, peru e cortes magros de carne de porco ou carne, como lombo ou peru assado) e produtos lácteos baixo teor de gordura (como baixo teor de gordura ou leite desnatado e iogurte).
  • Compre pães integrais e cereais – mas lembre-se que o TRIGO é um grande vilão no controle da DM.
  • Economizar dinheiro comprando menos refrigerante, doces e batatas fritas ou outros salgadinhos.
  • Lembre-se que “dietético” especial ou alimentos “para diabéticos” muitas vezes custam bem mais dinheiro e pode ser muito mais saudável do que simplesmente seguir as sugestões dadas aqui.

Leia Também:

 

Compra Inteligente:

  • dieta lowcarbReserve algum tempo para planear as suas refeições semanais. Você pode querer começar com apenas alguns dias. Pode parecer como um incômodo no início, mas ter um plano (e escrever sua lista de compras com isso em mente) você pode economizar tempo, esforço e um monte de viagens extras para ao supermercado, o que é sempre um fator para gastar mais.
  • Estoque sua despensa com alimentos básicos e  saudáveis, incluindo arroz integral, massas integrais, biscoitos e cereais.
  • Lembre-se que frutas e vegetais frescos são geralmente mais saudáveis do que enlatados ou congelados, mas é melhor ter frutas enlatadas ou congeladas frutas ou legumes do que não ter nada e ser obrigado a alimentar-se com alimentos pouco saudáveis.
  • Compre somente a partir de sua lista de compras – seja rigoroso e meticuloso.
  • Evite corredores que contêm alimentos ricos em calorias, mas pobres em vitaminas e minerais, tais como doces, biscoitos, batatas fritas e refrigerantes. Além disso, evite comprar itens promovidos na frente da loja; aqueles próximos ao caixa – normalmente, são alimentos muito pobres do ponto de vista nutricional.
  • Nunca fazer compras quando estiver com fome, posi você pode ser tentado a comprar um alimento menos saudável.

Coma de Forma Inteligente:

  • Para reduzir o sódio em legumes, escorra-os e lave-os em água antes do aquecimento.
  • Tente começar as refeições com uma salada. Isso ajuda você a comer mais legumes e hortaliças que lhe enchem antes de chegar aos alimentos mais calóricos e gordurosos.
  • Faça lanches saudáveis fáceis de encontrar em sua cozinha. Por exemplo, quando você chegar em casa do trabalho ou escola, colocar algumas cenouras frescas, uvas à disposição, ao invés de um um saco de batatas fritas.
  • Nos restaurantes, pergunte se as carnes podem ser grelhadas em vez de frito, e evite molhos e temperos. Lembre-se de escolher frutas, saladas ou outros legumes como acompanhamentos, em vez de batatas fritas e arroz branco. Pedir uma salada ou entrada para começar e, em seguida, coma o prato principal. Poupe dinheiro, e um monte de calorias, saltando sobremesa – ou escolhendo sobremesas à base de frutas (sem adição de açúcar). 5)Healthy Eating

Leia Também:

 

Você já verificou o nível de açúcar no seu sangue?

diabetes 2Pessoas com diabetes tipo 2 podem muitas vezes manter os seus níveis de açúcar no sangue sob controle com dieta, exercício e medicina. Mas a menos que você verifique o seu nível de açúcar no sangue todos os dias (ou em uma frequência mais elevada) com um medidor, você não terá os resultados mais precisos e, consequentemente, poderá ter prejuízos à sua saúde.

Qualquer pessoa com diabetes podem se beneficiar do hábito de verificar o açúcar no seu sangue. E quando você acompanhar os seus resultados em uma tabela, o seu médico pode dizer quão bem você está respondendo ao seu plano de tratamento ao longo do tempo. 6)WebMD – Diabetes

Se você não é diabético, vale muito a pena você verificar o nível de glicose no seu sangue.

 

Quer saber mais sobre Diabetes?

Deixe o seu comentário e sua dica…

Mais artigos sobre a diabetes:

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes.
CRMMG: 33.669 – Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!