Dispneia e Falta de Ar – Tudo que você precisa saber!

A dispneia e a Falta de Ar é um sintoma do coração caracterizado por uma sensação de respiração anormal percebida pelo paciente. Eles descrevem diferentes formas de Falta de ar. Dispneia é a causa mais comum de limitação respiratória da atividade em pacientes com doença pulmonar e também das doenças cardíacas. Muitas vezes, é difícil definir a origem da falta de ar e a Dispneia pode ser um problema para os médicos. Confira.

dispneia

dispneia

A Dispneia 1)Clinical Methods: The History, Physical, and Laboratory Examinations. 3rd edition é um sintoma subjetivo relatado pelos pacientes. É sempre uma sensação expressa pelo paciente e não deve ser confundida com hiperventilação, respiração excessiva ou respiração rápida (taquipnéia) – pois essas últimas são SINAIS que o médico percebe. Assim, um paciente pode queixar Dispneia e Falta de Ar mesmo que o médico não perceba que a respiração está rápida (taquipnéia) ou outro sinal de dispneia. A Dispneia é mais frequentemente descrita como falta de ar, incapacidade de tomar uma respiração profunda, ou até mesmo, aperto no peito. Muitos pacientes dizem que a respiração “não dá a volta” e que é superficial. 2)Clinical Methods: The History, Physical, and Laboratory Examinations. 3rd edition

Sinais e Sintomas Cardíacos: Quais são? Lista completa!

A Dispneia no Dicionário – O Significado e Sinônimos

Segundo o Dicionário Virtual, a Dispneia (falta de Ar) significa: Dificuldade respiratória. É o encurtamento da respiração ou a falta de ar recorrente. A pessoa atingida pela dispneia tem a sensação de que não conseguirá respirar com profundidade. 3)Dicionário Informal

Outros sintomas de Dispneia são:

  • abafamento;
  • abafação; abafo;
  • asma;
  • dispneia; 
  • sufocação. 4)Dicionário Informal / Sinônimos.

Mas sempre que um paciente entra no consultório ele relata a Dispneia de uma forma diferente. Entretanto, a forma mais comum é a Falta de Ar.

 

A Dispneia na prática médica.

A Dispneia, em resumo, é uma Respiração difícil ou com dificuldade; falta de ar. Dispneia pode ser um sinal de doença grave das vias aéreas, pulmões, o coração. O aparecimento de dispneia não deve ser ignorado; Isso é motivo para procurar atendimento médico.

Ponte de Safena – Guia Completo: Riscos e Complicações!

Como Investigar a Dispneia?

A melhor forma de investigar e fazer um bom diagnóstico da Falta de Ar é uma História clínica bem feita, que possa separar o que é dispneia de outros sintomas, como dor no peito, aperto no peito ou angina, causado por isquemia no coração. A Dispneia de esforço também deve ser diferenciada da fadiga do  esforço, que é o cansaço MUSCULAR durante o esforço. 

Queimação, Peso, Dor e Desconforto no peito esquerdo. É Grave?

Uma vez obtida uma história de dispneia, um estudo detalhado é importante para um bom diagnóstico diferencial. O diagnóstico diferencial da dispneia inclui uma séria de doenças cardíacas e pulmonares, bem como doenças neuromusculares da parede torácica e ansiedade.

Quais os tipos de Dispneia?

A Dispneia é a sensação de respiração difícil ou desconfortávelÉ uma experiência subjetiva do paciente, percebida e relatada por um paciente, mas que nem sempre é vista/percebida pelo médico – o que não diminui a necessidade de investigação e um diagnóstico preciso pelo médico. 

 

A Dispneia e Falta de Ar podem ser de tipos diferentes, tais como: 5)Dyspnea, Orthopnea, and Paroxysmal Nocturnal Dyspnea

  • Dispneia de esforço pode ocorrer normalmente, mas é considerada indicativa de doençaquando ocorre a um nível de atividade que é geralmente bem tolerado.
  • Sensações subjetivas de dispneia deve ser diferenciada de taquipneia, hiperventilação hiperpnéa, que se referem a variações respiratórias independentemente dos pacientes”.
  • Taquipneia é o aumento da frequência respiratória acima do normal (mais inspirações e Expirações por minuto)
  • Bradipneia: Respiração lenta.
  • Hiperventilação é o aumento da ventilação minuto em relação à necessidade metabólica – quando o paciente enche demais o pulmão de ar por repetidas vezes, sem que o seu corpo esteja exigindo, sendo necessário que o paciente faça esse esforço.
  • Hiperpnea é um aumento desproporcional dad ventilação por minuto em relação à necessidade do corpo. Estas condições nem sempre são associadas à dispneia, pelo paciente.
  • Ortopnéia é a sensação de falta de ar na posição reclinada, principalmente quando o paciente está deitado e é aliviada pela posição sentada ou em pé.
  • Dispneia paroxística noturna (DPN) é uma sensação de falta de ar que desperta o paciente, muitas vezes depois de 1 ou 2 horas de sono e é geralmente aliviada pela posição vertical.
  • Bradipneia: Respiração lenta.

Outros tipos menos comuns:

  • Trepopneia édispneia que ocorre na posição de decúbito lateral um em oposição a outra.
  • Platipnea refere-se a falta de ar que ocorre na posição vertical e é aliviada com a posição deitada.

Outros termos:

  • Apnéia: é a suspensão temporária da respiração, à noite, ao dormir – e configura uma doença normalmente oculta – APNÉIA DO SONO.

 

Como Classificar a Falta de Ar?

DispneiaOs médicos geralmente classificam a dispneia cardíaca dos pacientes, de acordo com gravidade dos seus sintomas. A tabela abaixo descreve o sistema de classificação mais comumente usado, a classificação funcional da New York Heart Association (NYHA), também utilizada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (vide foto) 6)Cardiol.brColoca os pacientes em uma das quatro categorias com base no quanto eles são limitados durante atividade física. 7)Heart.gov 8)AHA

 

Tipos e Classificação Funcional:

  1. Tipo I: Paciente assintomático em suas atividades físicas habituais
  2. Tipo II: Paciente assintomático em repouso. Sintomas são desencadeados pela atividade física habitual.
  3. Tipo III: Paciente assintomático em repouso. Atividade menor que a habitual causa sintomas
  4. Tipo IV: Paciente com sintomas (dispneia, palpitações e fadiga), ocorrendo às menores atividades físicas e mesmo em repouso.

 

Como investigar a Dispneia?

Qual é a sequência e perguntas que o médico precisa e irá fazer durante a investigação da Dispneia 9)NCBI

Quanto à ocorrência (Quando a Dispneia ocorre):

  • Em Repouso;
  • Em Exercício;
  • Em qual posição;
    • Ortopnéia (ao deitar)
    • Trepopnéia (ao deitar de lado);
    • Platipnéia (ao ficar em pé).
  • Mudanças Ambientais;
  • Em relação ao Estado emocional;

Quanto à cronologia:

  • Qual a duração;
  • Como é a progressão (rápida, lenta, etc);
  • Ocorre durante o dia ou com variações sazonais;
  • Constante ou Intermitente;

Fatores que a aliviam:

  • Repouso ou Exercício;
  • Medicações que melhoram ou pioram;

Fatores que a provocam:

  • Relação com o Fumo/Cigarro;
  • Relação com o Esforço;
  • Ocupação e envolvimento ambiental (polen, alergias, etc).

Doenças pulmonares associadas:

  • Doenças do Coração;
  • Doenças pulmonares;
  • Doenças neuromusculares;

Relação familiar:

  • Há algum familiar com dispneia ou doenças do coração/pulmão ou outras doenças?

 

Quais as principais doenças que causam dispneia?

Há uma série de doenças que causam a Dispneia e você não pode achar que você está com um ou mais das doenças listadas aqui, nesse post – consulte o seu médico. 10)Wikipedia

A Maioria dos casos de falta de ar são devido às condições cardíacas e/ou pulmonares. Seu coração e os pulmões estão envolvidos no transporte de oxigênio para os tecidos e remoção de Gás carbono, e qualquer problema com qualquer um destes processos afetam sua respiração e provocam a Falta de Ar.

  1. Asma
  2. Envenenamento por monóxido de carbono
  3. Tamponamento cardíaco
  4. Ataque cardíaco
  5. Pressão arterial baixa (hipotensão)
  6. Embolia pulmonar
  7. Pneumonia
  8. Pneumotórax
  9. Obstrução de vias aéreas superiores

Insuficiência Cardíaca e Coração Grande – Tudo!

Problemas cardíacos

  1. Miocardiopatias 
  2. Arritmias cardíacas
  3. Insuficiência cardíaca
  4. Pericardite

Miocardiopatia – As doenças do Músculo do Coração!

Outros problemas

  1. Anemia
  2. Costelas quebradas
  3. Asfixia: primeiros socorros
  4. Epiglotite
  5. Objeto estranho inalado: primeiros socorros
  6. Transtorno de ansiedade generalizada
  7. Síndrome de Guillain-Barré
  8. Miastenia gravis

No caso da crônica falta de ar, a condição é mais freqüentemente devido a:

  1. Asma
  2. DPOC
  3. Disfunção do coração
  4. Doença intersticial pulmonar
  5. Obesidade

Um número de outras condições de saúde também pode fazer é difícil conseguir ar suficiente. Estes incluem:

Problemas pulmonares

  1. Câncer de pulmão
  2. Pleurisia
  3. Edema pulmonar
  4. Fibrose pulmonar
  5. Hipertensão pulmonar
  6. Sarcoidose
  7. Tuberculose

Portanto, veja que a lista é enorme e sempre haverá uma nova doença que pode causar a Dispneia 11)MayoClinic.

 

O quê fazer, quando estiver com Dispneia?

A melhor solução é procurar uma opinião médica, pois ele será capaz de resolver e dar uma opinião mais acertada do seu problema.

 

E então, o quê achou?

Ainda tem alguma dúvida sobre dispneia? Deixe a sua pergunta.

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

14 Comments

  1. OLÁ DR.!
    DEPOIS QUE TIVE PROBLEMA DE PRESSÃO DESDE O QUARTO MÊS DE GRAVIDEZ (SE PASSARAM 3 ANOS), UMA VEZ OU OUTRA TENHO ALTERAÇÃO NA PRESSÃO SENDO 140X90. GERALMENTE OCORRE NA PARTE DA NOITE, OU EM MOMENTOS DE SUPER REPOUSO OU DESCANSO DE MANHÃ. FICO IMPRESSIONADA QUE ELA VEM DE REPENTE. A SENSAÇÃO QUE TENHO É DE FALTA DE AR, DIFICULDADE DE RESPIRAR PROFUNDAMENTE, SENSAÇÃO DE ALGUÉM APERTANDO O PEITO. ME DISSERAM QUE SENDO 140X90, BASTA EU REPOUSAR QUE TUDO SE RESOLVE. DEPOIS QUE ELA SOBE E EU REPOUSO, ELA AS VEZES CHEGA A 110X60. POR QUE EXISTE ESSA OSCILAÇÃO? SE APARENTEMENTE NÃO PASSEI RAIVA, ESTOU TRANQUILA POR QUE ELA ALTERA??? SEI QUE POSSO CONTAR COM SUA ORIENTAÇÃO. OBRIGADA PELA ATENÇÃO!

    Post a Reply
    • Olá, Aline.
      Você precisa fazer várias medidas de pressão e levar anotado para seu médico, ele vai lhe ajudar.
      Abraços.

      Post a Reply
  2. Dr. Boa noite.

    Muito esclarecedor o seu post, porém fui diagnosticado com 3 cistos na garganta benigno, tenho pigarro e sinto falta de ar quando falo, principalmente para dar aulas, sou professor.

    Em 2015 deixei de fumar, fiz diversos exames cardíacos, até os considero complexos como cateterismos, entre outros. Segundo a minha médica tudo normal.Apenas tomo dois medicamento , simbascor – 40 mg e somalgim cardio – 100 mg, continuo.

    Fiz consulta com o meu pneumonologista, também tudo normal.

    Meu pai faleceu de doença pulmonar, não sei especificar, mas na UTI (me permitiram entrar) eu o vi inconsciente e uma dificuldade enorme de respirar, o abdome afundava de forma inacreditável. Minha família também tem histórico cardíaco.

    Estou preocupado, sem saber o que fazer.

    Agradeço a sua opinião e/ou orientação.

    Obrigado

    Post a Reply
    • Olá, Francisco.
      Parece que seu médico também ficou preocupado contigo e já solicitou uma série de exames – que foram NORMAIS – e isso é ótimo.
      Já que você não tem nenhuma doença, o foco seria a PREVENÇÃO – manter o peso adequado e fazer atividades físicas.
      Se ainda não houve manifestação de doença pulmonar em você, ótimo.

      Tente relaxar e converse com seu médico mais vezes.
      Abraços.

      Post a Reply
  3. Boa noite Dr eu li seu poster depois de acordar com um aperto no peito. E já a vários meses venho sentindo falta de ar já tive pior agora está menos, já fui no cardiologista fiz eletro não deu nada, fui em clínicos eles passam remédio para anciedade mas eu nunca tomei pq sei q não é anciedade as vezes fico ansiosa devido o trabalho mas sei q não é pq é frequente

    Post a Reply
    • Suely.
      Você não acha que é ansiedade? mesmo estando ansiosa no trabalho?
      Tente fazer atividades físicas e relaxar um pouco, se não deseja usar os medicamentos. Mas não deixe de avisar ao seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  4. Oi doutor estou com falta de ar começou a um tenpo mais parou e depois começou de novo nn houve melhora e nembpiora estou com medo de ser alguma coisa grave e soh tive falta de ar nn tive dor nem nada ja tive bronquite cronica oq sera que e ?? Mi ajuda pfvr estou desesperada tenho 12 anos

    Post a Reply
    • Thaiza.
      Contenha o desespero… acalme-se.
      Visite seu médico e reduza a ansiedade.
      Muitos tem falta de ar por puro sedentarismo, outros tem muita ansiedade.
      Acalme-se.
      Abraços.

      Post a Reply
  5. ola Dr. obrigado por esclarecimentos.
    Eu de vez e quando fico sem ar nenhum, tipo a suforcar, durante a noite e durante o dia ate me dá tosse, só alivia com a toma da bomba da asma. tenho asma ligeira mas penso que nada têm a ver. fiz exames aos pulmões , coração. acusou rejuditação mitral ligeira e também de vez e quando arritmias. a medica diz que pode aconteceu para não me preocupar mas que vai aconselhar um cardiologista , estou há muito á espera de um, o sistema de saúde é lento. eu sinto mesmo que quarquer dia posso morrer assim

    Post a Reply
  6. Olá Dr. Leonardo!

    Sou alérgica e constantemente no inverno meu nariz tem ficado bem congestionado, porém a noite tenho me despertado as pressas assustada com a falta de ar, creio eu que pelas explicações acima seja classificado como dispnéia paroxistica noturna. É assutador quando me dá essa falta de ar. Acordo sufocada, sensação de fadiga e cansaço e muita falta de ar e começo a me tremer toda. Tenho passado pelo cardiologista e ele me pediu exames de holter e constou Extrassistoles Atriais Raras. Porém o Ecocardiograma com doppler constou: ritmo cardíaco de Extrassistoles frequentes. A minha pergunta é : essa falta e sintomas de dispnéia com toda essa falta de ar pode ser dos sintomas de problemas cardíacos ou pulmonar, devido eu ser alérgica? Só avisando..estou fora do peso 20 kilos e sou sedentária. Essa dispnéia paroxistica noturna pode matar?

    Post a Reply
    • Andreia.
      A dispneia paroxística noturna é frequente em quem já tem problema de insuficiência cardíaca conhecida.
      As extrassístoles não costumam causar dispneia – falta de ar.
      Se o ecocardiograma estiver normal, fique mais trauqnila.
      Abraços.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Síndrome de Wolff-Parkinson-White - W-P-W - Absolutamente Tudo! - […] dificuldade em respirar – dispneia […]
  2. Sinais e Sintomas Cardíacos: Quais são? Lista completa! - […] Dispnéia: Falta de ar; Cansaço; Fôlego curto; […]
  3. Regurgitação Mitral Discreta e Insuficiência Mitral Discreta! É grave? - […] do seu coração para o seu corpo é menor, pois uma parte dele, volta para o ÁTRIO. fazendo você…
  4. Regurgitação Mitral ou Insuficiência Mitral É grave? - […] do seu coração para o seu corpo é menor, pois uma parte dele, volta para o ÁTRIO. fazendo você…

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!