Doenças cardíacas – 6 Dicas Incríveis para Evitar!

Você pode prevenir doenças cardíacas, seguindo um estilo de vida saudável para o coração. Aqui estão algumas das estratégias mais eficientes para ajudá-lo a proteger o seu coração. Não deixe de ler e de praticar, combinado?

Doenças Cardíacas e sua Importância! Fique Esperto!

Agende sua Consulta!

Agende sua Consulta!

As doenças cardíacas são uma das principais causas de morte nos dias de hoje, mas isso não significa que você tem que aceitá-las como seu destino. Embora você não tenha o poder de mudar alguns fatores de risco – tais como história familiar, sexo ou idade – há alguns passos fundamentais de prevenção de doenças do coração que você pode modificar.

Você pode evitar problemas cardíacos e doenças cardíacas no futuro através da adoção de um estilo de vida saudável hoje, agora mesmo. Aqui estão seis dicas de prevenção de doenças do coração para você começar.

Leia também: Doenças do Coração – Como Prevenir? Manual Completo!

1. Não fume – combata o tabagismo!

O hábito de fumar (seja de que forma for) é um dos fatores de risco mais importantes para o desenvolvimento de doenças cardíacas. Produtos químicos provenientes do uso do tabaco podem danificar o coração e seus vasos sanguíneos, levando a estreitamento das artérias (aterosclerose). Por sua vez, a aterosclerose pode levar a um ataque cardíaco. 1)MayoClinic

Leia também: Como parar de Fumar?

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Como o cigarro ataca suas artérias?

como parar de fumar

como parar de fumar

O monóxido de carbono na fumaça do cigarro substitui parte do oxigênio no sangue. Isso aumenta a sua pressão arterial e sua frequência cardíaca, forçando o coração a trabalhar mais para fornecer oxigênio suficiente. Mulheres que fumam e tomam pílulas anticoncepcionais estão em maior risco de ter um ataque cardíaco ou derrame do que aqueles que não fumam. Além disso, tomar pílulas anticoncepcionais e ter o hábito de fumar (tabagismo) aumenta muito o risco de coágulos sanguíneos e de trombose venosa profunda (TVP).

Quando se trata de prevenção de doenças cardíacas, nenhuma quantidade de fumo é segura. Mas, quanto mais você fuma, maior o risco.

O tabaco e cigarros de baixo teor de alcatrão, bem como aqueles cigarros com baixo teor de nicotina também são arriscados, assim como é a exposição ao fumo passivo.

Até mesmo os chamados “fumantes sociais” – fumante apenas enquanto estão se divertindo em um bar ou restaurante correm perigoso e aumentam o risco de doenças cardíacas.

A boa notícia, porém, é que quando você parar de fumar, o seu risco de doença cardíaca cai quase aos níveis de um não-fumante em cerca de cinco anos. E também é importante notar que não importa quanto tempo ou quantos cigarros você já fumou, você vai começar a colher os frutos assim que você decidir parar de fumar.

 

2. Exercício por 30 minutos na maioria dos dias da semana

Realizar algum exercício físico de forma regular, diariamente pode reduzir o risco de doenças cardíacas fatais. 2)AHA Journal 3)Exercise and Cardiovascular Health E quando você combinar atividade física com outras medidas de estilo de vida, tais como manter um peso saudável, a recompensa é ainda maior.

Benefícios do exercício regular sobre fatores de risco cardiovascular

  1. Aumento da tolerância ao exercício
  2. A redução no peso corporal
  3. A redução da pressão sanguínea
  4. Redução do Colesterol Ruim (LDL) e do Colesterol total.
  5. Aumento do Colesterol Bom (HDL)
  6. Redução do Ácido úrico alto.
  7. Aumento da sensibilidade à insulina. 4)Exercise and Cardiovascular Health

exercicio aerobicoA atividade física ajuda a controlar o seu peso e pode reduzir suas chances de desenvolver outras condições que podem colocar uma pressão a mais sobre o seu coração, como pressão arterial elevada, colesterol elevado e diabetes.

Tente realizar pelo menos 30 a 60 minutos de atividade física de intensidade moderada na maioria dos dias da semana – pelo menos 150 minutos de atividade física moderada.

No entanto, quantidades ainda menores de exercícios já podem trazer excelentes benefícios para o coração, por isso, se você não conseguir fazer os 150 minutos de exercícios moderado, comece com 20 minutos e vá aumentando de acordo com suas possibilidades – não desista. Você pode até obter os mesmos benefícios de saúde se você dividir o seu tempo de treino em três sessões na maioria dos dias da semana.

E lembre-se que as atividades, tais como jardinagem, limpeza, descer e subir as escadas e até passear o cão todos contam para o total de exercícios que você realiza – seu coração irá agradecê-lo. Você não precisa fazer exercícios intensos para alcançar os benefícios do exercício, mas saiba também que até certo limite, quanto maior for a quantidade de exercícios (intensidade e frequência), maiores serão os benefícios que você alcançará.

 

3. Alimente-se com uma dieta saudável para o coração

Comer uma dieta saudável pode reduzir o risco de doenças cardíacas. Dois exemplos de planos de alimentares saudáveis para o coração incluem o Dietary Approaches to Stop Hypertension (A Dieta DASH) 5)DASH diet and cardiovascular risk factors – Diabetes Study. e a Dieta do Mediterrâneo.

Segundo o Jornal Circulation:

O padrão alimentar da dieta DASH pode ser benéfico na prevenção e gestão de risco de doenças cardíacas (cardiovasculares) em jovens com diabetes mellitus. 6)AHA Journal – Circulation

Uma dieta rica em frutas, vegetais e grãos integrais pode ajudar a proteger o coração. Feijão, outras fontes de proteína com baixo teor de gordura e certos tipos de peixe também pode reduzir o risco de doenças cardíacas.

Gorduras trans – as grandes vilãs!

Gordura Trans e doenças cardíacas

Gordura Trans e doenças cardíacas

Limitar a quantidade de certas gorduras, como as gorduras trans, também é importante. Evite o consumo de gorduras trans ao máximo que puder e não exagere na quantidade de gorduras saturadas (mas saiba que as gorduras saturadas não são tão prejudiciais assim – leia mais). Tente manter a gordura saturada para não mais de 10 por cento de suas calorias diárias.

As principais fontes de gordura saturada incluem:

  1. Carne vermelha
  2. Produtos lácteos
  3. Óleos de coco e de palma

As principais fontes de gordura trans incluem:

  1. Fast Foods fritos (os lanches)
  2. Produtos de confeitaria
  3. Salgadinhos empacotados
  4. Margarina
  5. Crackers

Não se iluda com os rótulos, se o rótulo nutricional tiver o termo “parcialmente hidrogenado”, isso significa que o produto contém gordura trans.

Alimentar-se de forma saudável para obter um coração não significa que você tenha que retirar toda a gordura da sua alimentação. Há muitas gorduras saudáveis tais como abacate, nozes, azeitonas e azeite de oliva que ajudam o seu coração, diminuindo o colesterol ruim (LDL).

Controle o seu Ácido Úrico.

Frutas e Legumes!

A maioria das pessoas precisa adicionar mais frutas e legumes à sua dieta – com uma meta de cinco a 10 porções por dia. Comer muitas frutas e legumes não só pode ajudar a prevenir doenças cardíacas, mas também pode ajudar a prevenir o câncer e melhorar a diabetes.

Não há dúvidas, pacientes que comem mais frutas (e menos açúcar refinado) tem uma proteção maior contra a diabetes. Mas é importante observar que é a substituição do açúcar pela fruta que faz a grande diferença.

Frutas e a Diabetes – Uma ressalva!

Contudo, se você for diabético, você deve conversar com seu médico sobre a quantidade de frutas que você pode comer durante o dia – frutas contém FRUTOSE (glicose vindas das frutas) e podem elevar a sua glicemia. Entenda as frutas como sobremesa, como os doces do seu dia-a-dia e não como uma refeição.

Vejo muitos diabéticos exagerando na quantidade de mamão, abacaxi, mangas e melancias que são frutas saudáveis, mas com elevado teor de glicose… acham que estão fazendo da forma correta, mas podem estar prejudicando o controle da sua glicemia.

Peixes e Frutos do mar – ótimos… ótimos… ótimos…

Comer várias porções por semana de certos peixes, como salmão e cavala, pode diminuir o risco de ataque cardíaco.

Uso de bebida alcoólica!

Alcoolismo e Doenças cardíacas

Alcoolismo e Doenças cardíacas

Seguir uma dieta saudável para o coração também significa dar atenção à quantidade de álcool que você bebe.

Se você optar por beber álcool, é melhor para o seu coração para fazê-lo com moderação. Para adultos saudáveis, o isso significa:

  • até uma dose por dia para mulheres de todas as idades e homens com mais de 65 anos de idade, e
  • até dois drinques por dia para homens de 65 anos e mais jovens.

Nesse nível moderado, o álcool pode ter um efeito protetor sobre o coração. Mais do que isso torna-se um perigo para a saúde e, ainda, elevar o seu nível de ácido úrico no sangue e/ou gota.

 

4. Manter um peso saudável

Estar acima do peso, principalmente se você tiver acúmulo de gordura abdominal, você irá elevar o seu risco de doença cardíaca. 7)Obesity and Heart Disease O excesso de peso pode levar a condições que aumentam suas chances de doenças cardíacas – pressão alta, colesterol elevado, Ácido Úrico Alto, gota e diabetes. 8)Obesity and Cardiovascular Disease: Pathophysiology, Evaluation, and Effect of Weight Loss

Uma maneira de avaliar se o seu peso está saudável é calcular seu índice de massa corporal (IMC), que considera sua altura e peso para determinar se você tem uma porcentagem saudável ou não de gordura corporal. números de IMC de 25 ou maior estão associados com dislipidemia (colesterol elevado), pressão arterial mais elevada, e um aumento do risco de doença cardíaca, doença coronariana 9)Relation of Body Weight to Development of Coronary Heart Disease e derrame (Acidente vascular cerebral).

O IMC é um guia bom, mas imperfeito. Músculo pesa mais que gordura, por exemplo, e mulheres e homens que são muito musculosos e fisicamente apto pode ter altos IMC sem maiores riscos à saúde. Por causa disso, a circunferência da cintura também é uma ferramenta útil para medir a quantidade de gordura abdominal que você tem –

Diagnóstico de Obesidade abdominal 10)Diretriz Brasileira de Prevenção Cardiovascular

  • Homens • ≥94 cm
  • Mulheres • ≥80 cm

Mesmo uma pequena perda de peso pode ser benéfico. Reduzir o seu peso por apenas 5 a 10 por cento pode ajudar a diminuir a sua pressão arterial, diminuir o seu nível de colesterol no sangue e reduzir o risco de diabetes.

 

5. Durma o suficiente qualidade

Sono e as Doenças Cardíacas

Sono e as Doenças Cardíacas

A privação do sono pode fazer mais do que deixá-lo bocejando durante todo o dia; ele pode prejudicar a sua saúde. As pessoas que não dormem o suficiente têm um maior risco de obesidade, hipertensão arterial, ataque cardíaco, diabetes e depressão. 11)MayoClinic

A maioria dos adultos precisa de sete a nove horas de sono por noite. Se você acordar sem a necessidade do despertador e você se sentir que teve um bom sono, você está dormindo o suficiente. Mas, se você está constantemente alcançando o botão de soneca e é uma luta para sair da cama, você precisa de mais horas de sono cada noite. (aff, já usei o botão soneca várias e várias vezes….!)

Faça do sono uma prioridade em sua vida. Defina um horário de sono e cumpra-o, indo para a cama no mesmo horário e acordando na mesma hora todos os dias. Mantenha seu quarto escuro e silencioso, por isso é mais fácil para dormir.

Apneia do Sono e Doenças do Coração!

Se você se sentir como se tivesse sido dormir o suficiente, mas você ainda está cansado durante todo o dia, pergunte ao seu médico se você precisa ser avaliada para a apneia do sono. 12)Sleep Apneia and Heart Disease Na Apneia Obstrutiva do sono, o fluxo de ar através de sua traqueia é obstruído e faz com que você pare de respirar temporariamente. 13)Sleep Apnea and Cardiovascular Disease 14)Sleep-Disordered Breathing and Cardiovascular Disease

Os sinais e sintomas da apneia do sono incluem:

  1. Apneia do sono e Doenças Cardíacas

    Apneia do sono e Doenças Cardíacas

    Ronco alto;

  2. falta de ar durante o sono;
  3. acordar várias vezes durante a noite;
  4. acordar com uma dor de cabeça,
  5. dor de garganta ou
  6. boca seca;
  7. e problemas de memória ou de aprendizagem.

Tratamentos para apneia obstrutiva do sono incluem a perda de peso ou a utilização um dispositivo de pressão positiva das vias aéreas (CPAP) contínua que mantém suas vias aéreas abertas enquanto você dorme. O Tratamento com CPAP parece reduzir o risco de doença cardíaca de apneia do sono.

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

6. Faça Check-ups periódicos – Verifique sua saúde!

A pressão arterial elevada e colesterol alto podem danificar o seu coração e os vasos sanguíneos e provocar doenças cardíacas. Mas sem fazer exames para saber como está a sua pressão arterial e o seu colesterol, você provavelmente não vai saber se você está com esse problemas. O check-up regular pode esclarecer e lhe mostrar os números da sua saúde.

Pressão arterial sanguínea:

Pressão Alta e Doenças cardíacas

Pressão Alta e Doenças cardíacas

Medidas regulares da pressão sanguínea geralmente começam na infância (a partir de 1 ano de idade). Adultos devem ter sua pressão arterial verificada pelo menos a cada dois anos.

Pode ser necessário um controle mais frequentes se os seus números não são ideais ou se você tiver outros fatores de risco para doenças cardíacasA pressão arterial ideal é inferior a 120/80 milímetros de mercúrio.

Os níveis de colesterol.

Adultos devem ter seu colesterol medido pelo menos uma vez a cada cinco anos a partir de 20 anos de idade, se eles têm fatores de risco para doenças cardíacas, como obesidade ou pressão arterial elevada. Se você é saudável, você pode começar a medir o seu colesterol aos 35 anos para homens e 45 para mulheres.

Apesar do parágrafo acima indicar a avaliação de colesterol em idade mais adulta, no meu consultório, eu tenho “pegado” vários pacientes jovens, de idade em torno de 23 anos e 28 anos com níveis elevados de colesterol e até de glicose elevada. Portanto, tudo dependerá do seu estilo de vida e do tipo de alimentação que você está fazendo.

Algumas crianças podem precisar medir o seu colesterol, pois pode-se ter uma surpresa incrível de serem detectados Hipercolesterolemia familiar – uma doença congênita que eleva os níveis de colesterol e causam problemas sérios, em idade precoce.

Os níveis de Ácido Úrico:

Assim, um nível de ácido úrico elevado no sangue podem servir como um marcador substituto para a Resistência à insulina e, portanto, um indicador de risco de doenças cardiovasculares. O exercício e a mudança na dieta são  fortemente recomendados nestes indivíduos.

Medida da diabetes.

Diabetes e Doenças cardíacas

Diabetes e Doenças cardíacas

Como se sabe, a diabetes é um fator de risco importante para o desenvolvimento de doenças cardíacas, você precisa medir a sua glicose sanguínea.

Converse com seu médico sobre quando você deve ter um teste de açúcar no sangue em jejum para verificar se há diabetes.

Dependendo de seus fatores de risco, tais como o excesso de peso ou ter uma história familiar de diabetes, o médico pode recomendar rastreio precoce de diabetes. Se o seu peso é normal e você não tem outros fatores de risco para diabetes tipo 2, a American Diabetes Association recomenda iniciar o rastreio aos 45 anos, e depois de testar novamente a cada três anos.

Mais artigos sobre a diabetes tipo 2

Da mesma forma como ocorre com o colesterol, tenho encontrado níveis elevados de glicemia em pacientes jovens, principalmente naqueles que exageram no consumo de açúcar e produtos industrializados ou naqueles que estão acima do peso.

 

Já fez o seu check-up? O quê está esperando?

E então, já fez o seu check-up? Não sabe quanto está a sua glicose e o seu colesterol? Quê tal agendar a sua consulta e começar hoje mesmo? 

Abraços e deixe o seu comentário.

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

2 Comments

  1. Oi boa tarde faz uma duas semanas senti uma dor muito forte debaixo do peito esquerdo fui ao medico ele disse ser do estomago só que nessas duss semanas essa dor esta na lateral do peito esquerdo e em seguida sinto o peito dor muito isso só acontece qndo me deito antes desse fato ja fui no cardiologista fiz exames deu tudo ok só q tenho colesterol um pouco alto nao muito devo voltar ao medico ou isso pode ser uma anciedade ou algo do tipo

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!