As extra-sístoles e as palpitações (seus sintomas) costuma ser uma difícil situação na vida dos pacientes e também dos médicos. Exames laboratoriais normais, exames cardiológicos normais, e holter mostrando as extra-sístoles… E quando elas são Extra-sístoles polimórficas? O quê fazer?

Como já comentamos em posts anteriores, algumas arritmias permanecem mesmo após o tratamento médico e isso causa enorme incômodo aos pacientes, algumas vezes levando-os a síndrome do pânico.

 

Quais as formas de extra-sístoles? 

Existem várias formas de apresentação das arritmias cardíacas – aliás, várias mesmo – são muitas. Falarei apenas de uma visão global e uma classificação geral:

Quanto ao local de origem:

1 – Arritmias Supraventriculares: São aquelas que se originam nos átrios do coração ou no nó átrio-ventricular (nó A-V).

2 – Arritmias Ventriculares: São aquelas que se originam nos ventrículos.

Quanto à apresentação:

1 – Extra-sístoles monomórficas: Quando todas as extra-sístoles são iguais em sua forma no eletrocardiograma, significando que elas se originam no mesmo local.

2 – Extra-sístoles Dimórficas: Quando existem duas formas de apresentação no eletrocardiograma, indicando que se originam em dois locais diferentes do coração.

3 – Extra-sístoles polimórficas: Quando elas apresentam-se de várias formas, ou seja, de vários locais diferentes no coração.

 

As extra-sístoles polimórficas são mais graves? 

Dúvida interessante, mas vejamos bem. O mais importante de tudo é saber se a função do coração está boa – este é o principal indicador de gravidade. Um coração normal, com arritmia e extra-sístoles não costuma ser um quadro grave. Costuma ser um quadro que incomoda bastante (com as palpitações) mas não costuma ser grave.

 

Todas as arritmias devem ser avaliadas pelo médico:

As arritmias mais comuns são as monomórficas e todas elas devem ser avaliadas pelo seu médico de confiança. Nunca deixe um sintomas como palpitação passar desapercebido e nunca o deixe de lado – procure sempre o seu médico para que ele o examine e peça os exames mais adequados.

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!