Extra-sístoles polimórficas – são perigosas?

As extra-sístoles e as palpitações (seus sintomas) costuma ser uma difícil situação na vida dos pacientes e também dos médicos. Exames laboratoriais normais, exames cardiológicos normais, e holter mostrando as extra-sístoles… E quando elas são Extra-sístoles polimórficas? O quê fazer?

Como já comentamos em posts anteriores, algumas arritmias permanecem mesmo após o tratamento médico e isso causa enorme incômodo aos pacientes, algumas vezes levando-os a síndrome do pânico.

 

Quais as formas de extra-sístoles? 

Existem várias formas de apresentação das arritmias cardíacas – aliás, várias mesmo – são muitas. Falarei apenas de uma visão global e uma classificação geral:

Quanto ao local de origem:

1 – Arritmias Supraventriculares: São aquelas que se originam nos átrios do coração ou no nó átrio-ventricular (nó A-V).

2 – Arritmias Ventriculares: São aquelas que se originam nos ventrículos.

Quanto à apresentação:

1 – Extra-sístoles monomórficas: Quando todas as extra-sístoles são iguais em sua forma no eletrocardiograma, significando que elas se originam no mesmo local.

2 – Extra-sístoles Dimórficas: Quando existem duas formas de apresentação no eletrocardiograma, indicando que se originam em dois locais diferentes do coração.

3 – Extra-sístoles polimórficas: Quando elas apresentam-se de várias formas, ou seja, de vários locais diferentes no coração.

 

As extra-sístoles polimórficas são mais graves? 

Dúvida interessante, mas vejamos bem. O mais importante de tudo é saber se a função do coração está boa – este é o principal indicador de gravidade. Um coração normal, com arritmia e extra-sístoles não costuma ser um quadro grave. Costuma ser um quadro que incomoda bastante (com as palpitações) mas não costuma ser grave.

 

Todas as arritmias devem ser avaliadas pelo médico:

As arritmias mais comuns são as monomórficas e todas elas devem ser avaliadas pelo seu médico de confiança. Nunca deixe um sintomas como palpitação passar desapercebido e nunca o deixe de lado – procure sempre o seu médico para que ele o examine e peça os exames mais adequados.

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

26 Comments

  1. Doutor Leonardo

    As vitaminas B3 e B5 ajudam ou atrapalham no caso das extrassístoles? Li que elas aumentam a produção de adrenalina.

    Post a Reply
    • Olá,
      Não há relação entre estas vitaminas e a presença de extra-sístoles – mas claro que a suplementação exagerada nunca é boa em nenhuma situação.
      Abraços.
      Leonardo.

      Post a Reply
  2. comecei a ter extra sistoles ha apenas 4 dias, estou com um medo terrivel e fiquei extremamente deprimida, pois apesar de ter 68 anos adoro ir a praia, andar todos os dias cerca de 8 quilometrostenho uma leve hipertenção e tomo remedios, sou magra e não como gorduras e nem carne vermelha, será que eu vou ficar inutil sem poder fazer nada?

    Post a Reply
    • Olá, Ana.
      continue a ir à praia, andar todos os dias e usar suas medicações… NÃO MUDE ESTA SUA ROTINA SAUDÁVEL…
      Vá ao seu médico e conte sua história para ele… E não se abata.
      Provavelmente (tomara) estas arritmias sumirão da mesma forma que apareceram… subitamente.
      Leonardo.

      Post a Reply
  3. Tive uma fibrilação atrial a dois anos , que foi revertida com medicamentos, e desde então naum consigo mais viver uma vida normal, porque tenho muito medo que ela volte novamente.
    Tomo atenolol para pressão que esta bem controlada, meus exames de sangue são todos normais, faço holter a cada ano, e ja tinha feito antes mesmo que desse esta fibrilação porque eu já tinha algumas extras sistoles, mas todos dão sempre normais.
    Tenhos ás vezes algumas extras sistoles que eu chego a senti-las.
    Tomo so tenoretic para a pressão que tambem esta controlada.
    Queria saber do senhor qual é a chance de eu ter de novo esta doença. pois é muito desagradável….ficar assim apreensiva esperando acontecer.
    tive panico há muito tempo, sou muito ansiosa e muito preocupada .
    meu médico disse que naum preciso de medicação, pois o atenolol já é um ati arritimico….
    será que posso confiar nisso?….
    agradeço se for atendida….
    abraços

    Post a Reply
    • olá, Lady.
      Acho que deve tentar viver uma vida normal.
      A fibrilação pode voltar? Sim, pode… mas é impossível ficar prevendo, pois se seus exames estão normais, a chance de ocorrer novamente vai diminuindo.
      A sugestão é: conversar com seu médico e pedir-lhe orientações.

      De forma geral: idosos tem maior chance de ter fibrilação atrial do que pessoas mais jovens.
      Procure consultar um médico para tratar a sua ansiedade pois ela é prejudicial para todos nós.
      Grande abraço.
      Leonardo.

      Post a Reply
  4. antes de tudo quero agradecer pelo espaço e dizer que o Sr. Dr Leonardo é um ótimo médico, verdadeiro cientista!
    então: estou a escrever pelo facto de não mais aguentar as extrassistoles! um verdadeiro tormento, agora mesmo estou com medo de dormir pois deu umas bem fortes! percebo que quando estou estufado querendo arrotar é a hora que mais elas aparecem. Ja fiz todos os exames menos o holter. sou acompanhado pelo card. Italo kumamoto ele me tranquilizou porem as extras persistem! tenho 24 anos. Dr. leonardo é possível morrer disso? cloreto de magnésio melhora? quando elas atacam costumo comer bananas ou tomar um côco. agradecido!

    Post a Reply
  5. Dr Leonardo, tenho ES desde 1997. Como eram muito sintomáticas, passei a tomar betabloqueador. Passei um período muito bem até que tive uma FA (em 2006) que reverteu com medicamento (Ritmonorm). Quando tive a 2ª FA, um ano e meio mais tarde, o médico trocou a medicação p/Sotalol 120mg/dia. Tive mais quatro episódios. todos revertidos por medicação e a medicação foi novamente alterada, dessa vez p/ amiodarona 200mg. Isso foi em março/2012. Após um longo período (cerca de 60 dias) de impregnação, no qual tive muitas ES (de 10 a 20 por minuto), finalmente elas cessaram. Achei que tinha resolvido meus problemas para sempre. Só que após dois meses apenas, as ES simplesmente voltaram. Estou desesperada porque elas são não só desconfortáveis, como os médicos dizem, mas incapacitantes.
    Ressalto que desde 2007, por causa da medicação realizo exames cardiológicos anuais como ecocardiograma, ECG, ECG c/ esforço, cintilografia, exames de sangue, radiografia do tórax, e todos são sempre normais. Já tive ES ventriculares e supraventriculares.
    Gostaria de saber se é normal, ou comum, ou esperado, voltar a ter ES tão recorrentes. apesar de estar tomando amiodarona?

    Post a Reply
    • Olá, Maria Cristina.
      A FA (fibrilação atrial) é uma arritmia que merece um cuidado bastante intenso e próximo do cardiologista pois pode trazer complicações sérias.

      Já as extra-sístoles, elas costuma ocorrer sim, e voltar… alguns pacientes vivem com elas por toda a vida… Há momentos em que melhoram e outros momentos em que pioram… E guardam um relação próxima com ansiedade.

      Obs: (para todos os posts)
      Esse blog é informativo e não se configura consultório médico ou segunda opinião médica. Sempre Consulte o seu médico de confiança.
      Abraços.
      Leonardo.

      Post a Reply
  6. Dr. Leonardo, tenho sofrido com extra-sistoles desde março de 2011, elas melhoraram praticamente sumiram com o uso do selozok, mas voltaram a aparecer em maio de 2012. Já fui a 3 médicos e os mesmos foram categóricos em afirmar que não tem risco de morte, mas que incomoda bastante, fiz holter que deu aproximadamente 42 extra- sistoles por dia, mas tem dia que elas estão mais atacadas. Isso me incomoda bastante, estou tentando acertar com o aticoncepcional, agora estou tomando cerazzete direto, para não menstruar, não sei se isso pode está agravando as palpitações. Fui obrigada a parar com o selozok, pois abaixa muito a minha pressão, então estou tomando 240mg de sotalol por dia, mas continuo sentindo os sintomas todos os dias, uns dias mais outros menos, mas todos os dias. Li a bula do sotalol e parece que o mesmo tambem causa palpitações. Se puder me esclarecer, agradeço.

    Post a Reply
  7. Doutor estou grávida e minha extra sistole piorou na gravidez é normal ? Estou tomando visken mas me sinto muito anciosa e aflita de estar gravida com extra sistoles. As minhas são ventriculares.

    Post a Reply
    • Olá, Sonia.
      Costuma ocorrer um certo aumento das palpitações durante a gestação…
      Mas é importante avaliar cada caso com seu médico e pedir a opinião dele, pois só examinando o coração para saber direito.
      Abraço.

      Post a Reply
  8. Olá Doutor!
    Comecei a sentir as extrassistoles há 4 meses. Nestes últimos 4 meses observei que haviam dias em que elas estavam piores e dias em que eu não sentia quase nada. Passei a registrar as datas e percebi que eu sinto muitas nos dias anteriores à menstruação e não sinto quase nada durante ela e continuo sem sentir nada por mais ou menos 5 dias depois que ela acaba. Daí me lembrei que pouco antes de começar as extrassistoles, havia começado a tomar um anticoncepcional, gestinol 28 para não menstruar pois tenho problemas com colicas fortes e fluxo muito intenso. Como tinha esquecido de tomar alguns dias, a menstruação começou a descer e eu tentei paralisa-la tomando dois comprimidos por uns 3 dias (imagina só que estupidez). Como vi que não funcionou, parei de tomar o remédio e deixei a menstruação vir. E nessa época comecei a sentir as extrassistoles.
    Gostaria de saber se existe mesmo alguma relação, talvez hormonal e o que eu poderia fazer. Caso seja um descontrole hormonal, posso colocar meus hormonios em ordem de novo? Que exames posso fazer para dosagem hormonal?
    Obrigada desde já por sua atenção!
    Michelle Loures

    Post a Reply
  9. olá doutor! a 19 anos atraz fiz um eletrocardiograma e deu uma discreta arritimia,as famosas extra sistoles o cardiologista disse que eu não precisava de nenhum tratamento,ai passou um tempo fui em outro cardilogista e fiz de novo outro eletrocardiograma,deu a mesma coisa ai com o tempo ela desaparece,fiz outro eletrocardiograma de novo com outro cardiologista ja o terceiro ai não deu nada,eu tenho o meu sistema nervoso muito alterado,sou muito nervosa herdei do meu pai ele é assim,só que quando eu acumulo demais os nervos e me da sindrome do panico ai elas aparecem de novo ai eu fico mais nervosa ainda de sentir essas batidas diferentes,sempre que vou nos cardiologistas eles me encaminham para um psiquiatra,faço sempre tratamento para os nervos a 19 anos,ja nem sei o que penssar os medicos me examinam faço exames e sempre a mesma coisa só que me da muito medo quando elas aparecem,não sinto dor nehuma no peito só ansiedade e tremedeira tipo quando vc esta com medo ou leva susto,gostaria muito que o senhor me ajudasse nessa duvida cruél,tenho um medo terrivel de morrer,obrigado e agradeço!

    Post a Reply
  10. Olá Leonardo, bom dia!
    Sou enferneiro especialista em cardiologia e em busca de bibliografia para o meu TCC sobre de extra sistole monomórfica achei o seu link. Gostei muito do lí, gostaria de saber se vc poderia me enviar algumas bibliografia ou até mesmo fontes de pesquisa. Desde de já agradeço a sua ajuda. Aguardo retorno.
    Att: Jefferson Alves
    https://www.facebook.com/jefferson.dasilvaalves.79

    Post a Reply
  11. OLá doutor!

    No meu holter deu extrassistoles ventricular polimorfica isolada rara e supraventricular isolada e pareada.

    Ausencia de alterações significativas da repolarização durante o exame.

    Sinto muita falta de ar, algumas ” batedeiras” no pescoço e as vezes pontadas fortes.
    Devo me preocupar? Tenho cardio maracado somente para o final do mes.

    Abcs
    Elisangela

    Post a Reply
  12. dr
    Tenho extra sistole e desejo engravidar mais teho medo, pq tenho facilidade em ter parto normal e sempre que me esforço muito tenho crises da sistole. Pode ser perigoso??

    Post a Reply
  13. Olá doutor!meu nome é Simone fiz o Holter e deu 53 extrasistoles ventriculares e o meu cardiologista mandou eu parar o amiodarona e tomar satolol esse satolol tira as extrasistoles? Quantos dias que esse remédio faz efeito? Por favor responde minha pergunta? Obrigada

    Post a Reply
  14. Boa tarde!
    Fiz um exame de holter a umas 2 semanas atrás e gostaria de saber o que significa Atividade Ectópica Supraventricular Isolada e Atividade Ectópica Ventricular Polimórfica.

    Acusou 147 extra-sistoles no meu exame.. isso é muito preocupante?

    Post a Reply
    • Bruna,
      Atividade Ectópica Supraventricular Isolada: são extra-sístoles supraventriculares (originadas nos átrios).
      Atividade Ectópica ventricular polimórfica: são extra-sístoles originadas nos ventrículos – polimórficas: cada uma diferente da outra.

      Se é preocupante: normalmente, não, mas só seu médico para dizer – veja aqui.
      Abraços.

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!