Ácido Úrico Alto e Gota: Sintomas, Dieta e Tratamento!


Ácido Úrico Alto e Gota são as mais antigas e bem conhecidas doenças reumáticas. A gota é caracterizada pelo ácido úrico alto ao longo da vida (> que 7,0 mg / dl em homens, e > que 6,0 mg / dl em mulheres), ataques recorrentes de artrite aguda provocada pela libertação de cristais de ácido úrico nas articulações e eventual desenvolvimento, em alguns pacientes, de tofos urato, artrite gotosa tofácea crônica e nefropatia.

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

A História da Gota e do Ácido Úrico Alto:

Ao longo da sua longa história, várias dietas têm destaque no tratamento da gota 1)A very short history of diets for gout 2)Uric acid and diet–insights into the epidemic of cardiovascular disease 3)Ancient anti-gout diet still works 4)Consumption of cherries lowers plasma urate in healthy women Estas dietas incluíram: água de cevada, pão de cevada, purgantes (hellebore, colchicum), consumo de cereja 5)Consumption of cherries lowers plasma urate in healthy women. Uma série de remédios naturais de plantas 6)Xanthine oxidase inhibitory activity of northeastern North American plant remedies used for gout.  E desde meados do século 20, uma dieta de baixa purina. 7)Milestones in the treatment of gout.

Dieta para Ácido Úrico Alto – Deve ser Pobre em Carne? a história!

Cerca de 300 anos atrás, o filósofo John Locke (1632-1704) propôs uma dieta pobre em carne e rica em leite, produtos lácteos, e ervas como um meio para evitar a gota 8)Uric Acid and Diet — Insights into the Epidemic of Cardiovascular Disease 9)Ancient anti-gout diet still works.

O quê é Ácido Úrico e como ele é Formado?

Ácido Úrico

Ácido Úrico

Em humanos, o ácido úrico 10)Wikipedia é o produto final do metabolismo da purina. Cerca de dois terços da carga diária de purina é gerado endogenamente a partir das nossas células, enquanto que um terço é gerado a partir da nossa dieta.

Alimentos ricos em purinas incluem:

  • carnes de origem animal (carne bovina, carne de porco, cordeiro, carnes de órgãos, e extratos de carne),
  • frutos do mar (filetes de peixe, atum, camarão, lagosta, mariscos, etc.), e
  • plantas (extratos de levedura, ervilhas, feijões, lentilhas , espargos e cogumelos).

Por outro lado, produtos lácteos (leite, queijo, iogurte, sorvete), grãos e seus produtos (pão, massas, cereais), legumes, frutas, nozes, açúcares e doces são baixos em purinas. 11)Gout: Excess Calories, Purines, and Alcohol Intake and Beyond. Response to a Urate-Lowering Diet

Ao contrário de outros mamíferos cujos níveis de ácido úrico são baixos, em nós, humanos as concentrações de ácido úrico são mais elevadas no nosso sangue ( > 2 mg / dl), quando a saturação é atingida (quando o limite normal é ultrapassado e o ácido úrico elevado, ele pode precipitar em articular e outros tecidos, fazendo com que a gota apareça.

Ácido Úrico alto

Ácido Úrico alto

Ácido Úrico Elevado – Qual a Causa?

Ácido Úrico elevado – Baixa eliminação pela urina: 90%

Na maioria dos doentes com gota (> 90%), o ácido úrico alto no sangue (hiperuricemia) é devido a excreção renal reduzida 12)Gout and Hyperuricemia. Trata-se de um problema genético que também costuma ocorrer em parentes de primeiro grau.

Ácido Úrico elevado – Produção Aumentada: 10%

Numa minoria de pacientes (<10%), hiperuricemia (ácido úrico elevado) resulta de um aumento na produção interna de purina – que seriam os paciente superprodutores de pruina 13)Hyperuricemia and gout. In: Rakel RE, Bope ET, editors. Conn’s current therapy. Philadelphia: W.B. Saunders (Elsevier). Estes pacientes eliminam quantidades excessivas de ácido úrico na urina.

Leia mais sobre Gota:

Ácido úrico elevado: Dieta, Obesidade e Fatores de Risco!

dieta pouco saudável

dieta pouco saudável

Vários estudos epidemiológicos têm demonstrado uma forte associação entre Ácido Úrico alto (hiperuricemia)/gota e:

  • exageros alimentares,
  • à obesidade,
  • ao consumo excessivo de purina,
  • à ingestão de álcool,
  • à dislipidemia,
  • ao diabetes mellitus; 14)Gout: diet and uric acid revisited
  • à síndrome de resistência à insulina 15)Gout, Diet, and the Insulin Resistance Syndrome.
  • à gula; 

Assim, apenas 3,4% dos indivíduos com um peso normal baixo tem ácido úrico alto no sangue (hiperuricemia), em comparação com 11,4% daqueles obesos 16)Gout, Diet, and the Insulin Resistance Syndrome. 

 

Dieta para Ácido Úrico Alto – Como Baixar o Ácido Úrico Elevado?

Mudanças na dieta, e seus efeitos sobre os níveis de ácido úrico no sangue têm sido responsáveis pela mudança no perfil epidemiológico mundial da hiperuricemia (ácido úrico elevado) e da gota. Ao longo dos últimos 20 anos, a incidência de gota aumentou significativamente em vários países, coincidindo com uma frequência cada vez mais global de obesidade, diabetes mellitus, hipertensão, resistência à insulina, e doenças cardiovasculares. 17)Gout, Diet, and the Insulin Resistance Syndrome

A Gota é considerado por muitos como parte da atual epidemia global de obesidade, diabetes mellitus e hipertensão. Dietas que são ricas em frutas, vegetais e alimentos com baixo teor de gordura, tais como abordagens dietéticas para reduzir a Hipertensão arterial (DASH diet), poderá não só reduzir a pressão arterial, mas também a frequência de hiperuricemia (ácido úrico elevado) e da gota. 18)Uric acid and diet–insights into the epidemic of cardiovascular disease

A Dieta para Ácido úrico alto – qual o efeito?

Quando o paciente se vê diante de um exame de sangue que mostra a presença de ácido úrico alto no sangue, eles perguntam sobre o papel da modificação da dieta na prevenção e no tratamento da gota e do seu ácido úrico elevado.

Embora durante os últimos 40 anos, o papel da dieta no tratamento da gota foi substituído pela introdução de drogas redutoras do ácido úrico, recentemente tem havido uma onda de interesse renovado em intervenção dietética e do papel das purinas em excesso na alimentação, à ingestão de álcool, e da resistência à insulina. 19)Intake of purine-rich foods, protein, and dairy products and relationship to serum levels of uric acid: the Third National Health and Nutrition Examination Survey.

O efeito da Dieta Rica em Purina: Estudos de curto prazo demonstraram que uma dieta rica em purinas durante 1-2 semanas produz um aumento pequeno e transitório no ácido úrico do sangue (1-2 mg/dl).

O efeito da Dieta Pobre em Purina: Por outro lado, uma dieta isocalórica e baixa em purina, durante 7-10 dias irá reduzir um pouco do ácido úrico elevado no sangue: 1-2 mg/dl).

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

Qual o efeito de uma dieta rica em Purina – no longo prazo?

No entanto, a ingestão a longo prazo de uma dieta rica em purinas pode descobrir em alguns indivíduos, um defeito genético subjacente tubular renal que pode levar a hiperuricemia. É como se pacientes que estão com tendência a ter ácido úrico elevado (e que ainda não apresentam exames alterados) – quando eles passam a comer mais alimentos ricos em purina – seus exames apresentam elevações e ácido úrico elevado no sangue – Lembre-se que falamos acima que 90% dos casos de Ácido úrico alto são devido à uma falha genética na ELIMINAÇÃO do ácido úrico e não na ingestão aumentada (que corresponde a apenas 10% dos casos).

dieta rica em purina

dieta rica em purina

O funcionamento normal do organismo seria o seguinte: Quando um paciente aumenta a ingestão de purinas na sua dieta, o seu corpo (como resposta) provocaria uma eliminação maior desse excesso pela urina – isso é a situação ideal. Entretanto, alguns indivíduos (que se tornam pacientes com Gota e Ácido úrico elevado) tem um defeito em seu corpo e não podem / não conseguem eliminar o excesso de ácido úrico vindo da dieta – assim, surge a doença.

Um exemplo da vida real:

Assim, os níveis médios de ácido úrico no sangue são mais elevados e a incidência de gota é maior entre os filipinos que vivem nos EUA em comparação com indivíduos de fundo racial idênticos vivendo nas Filipinas 20)The Filipino and gout.. A causa? alguns desses indivíduos não tem a capacidade de aumentar a sua excreção renal de ácido úrico quando expostas à dieta norte-americana rica em purina.

Um recente estudo epidemiológico grande com 12 anos de duração mostrou que a ingestão de carne e frutos do mar em níveis mais mais elevado habitual independentemente aumentou o risco de gota incidente entre os homens, enquanto maior ingestão de produtos lácteos (leite, iogurte, queijo e sorvete) foi protetor contra o risco. 21)Purine-Rich Foods, Dairy and Protein Intake, and the Risk of Gout in Men)

Outro estudo revelou que níveis mais elevados de consumo de carne e frutos do mar tanto em homens quanto em mulheres estão associados a ácido úrico elevados no sangue. Em contrapartida, o consumo de produtos lácteos mostrou estar associado a níveis mais baixos de ácido úrico no sangue. 22)Intake of purine-rich foods, protein, and dairy products and relationship to serum levels of uric acid: the Third National Health and Nutrition Examination Survey O consumo de alimentos ricos em purinas, especialmente carnes, também demonstraram o aumento do risco de ataques de gota de repetição 23)Consumption of purine-rich foods especially meats, increases the risk of repeat gout attacks. The online case-crossover gout study [abstract]

 

Alimentos ricos em purinas

Manter uma alimentação com baixos teores de purinas é a principal orientação para o controle do excesso de ácido úrico, sobretudo diante das crises de gota. De forma geral, os principais alimentos ricos em purinas também apresentam grandes quantidades de proteína. Dessa forma podemos enumerar entre os principais grupos alimentares que devem ser evitados nessa condição: 24)Natue

Carnes e miúdos: As carnes vermelhas, como bovina, suína e de cordeiro, embutidos – linguiça, mortadela, salame e bacon –, além de aves como o frango, peru e pato possuem alto teor de purinas. Adicionalmente, o fígado e miúdos desses animais apresentam-se como grandes fontes desse componente. Portanto, é recomendável limitar a quantidade de carne ingerida em cada refeição ou até evitar o seu consumo em caso de maior necessidade de restrição. O controle de consumo de purinas vale também diante de preparações que levem extratos ou caldos de carne.

Peixes e frutos do mar: apesar de saudáveis, os peixes de forma geral, especialmente a sardinha e a anchova, são ricos em purinas. O mesmo ocorre com frutos do mar a exemplo do camarão, mexilhões e moluscos, como polvo e lula.

Bebidas alcoólicas: as bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja – em virtude da ação de leveduras – é uma grande fonte de purinas e seu consumo deve ser evitado para limitar o consumo de purinas.

Alimentos como cogumelos, chocolate, oleaginosas – nozes, amendoim, castanhas, pistache e avelã –, leguminosas como o feijão, lentilha e ervilhas, vegetais como a couve-flor, brócolis, acelga, aspargo e espinafre, além de cereais como a aveia também contêm purinas.

Dieta para Reduzir Ácido Úrico Alto – Dieta do Mediterrâneo

Em contraste, uma dieta de tipo mediterrâneo (menos carne vermelha, mais peixe, e abundância de alimentos de origem vegetal, óleo de oliva como a principal fonte de gordura, e o consumo moderado de vinho) está associado com uma menor incidência destas desordens.

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

Ácido Úrico Alto e Uso de Álcool (bebidas alcoólicas)

álcool e ácido urico alto

álcool e ácido úrico alto

A conexão de gota com épocas de consumo excessivo de álcool é conhecida desde os tempos antigos e algumas evidência científicas apoiam a associação entre álcool e Gota e Ácido Úrico Alto: 25)A case-control study of alcohol consumption and drinking behaviour in patients with acute gout.

  • uma ingestão maior de álcool em pacientes com gota quando comparados àqueles pacientes não não tem gota (os saudáveis).
  • Estima-se que metade das pessoas que sofrem de gota bebem excessivamente. 26)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • A ingestão de álcool em homens é fortemente associada com um risco aumentado de gota.
  • O risco de gota foi 2,5 vezes maior entre os homens que consumiram 50 g ou mais de álcool por dia em comparação com aqueles que se abstiveram de álcoo l27)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..
  • A magnitude da associação aumentou com o aumento da ingestão de álcool, e variou de acordo com o tipo de bebida alcoólica. 28)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • A cerveja parece estar mais fortemente ligada à gota do que outras bebidas destiladas.
  • O Consumo moderado de vinho (2 copos / dia) não parecem aumentar o risco de gota 29)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..

Como o Álcool leva ao Ácido Úrico Elevado?

O álcool induz Ácido Úrico elevado (hiperuricemia) por uma série de mecanismos 30)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study., dentre eles:

  • O álcool é convertido em ácido láctico e o ácido lático reduz a eliminação (excreção) renal de ácido úrico.
  • O consumo crônico de etanol aumenta purina e a produção de ácido úrico.
  • Os maiores efeitos hiperuricêmicos de cerveja, em comparação com outras bebidas alcoólicas, são atribuídos ao seu grande teor de purina, predominantemente guanosina 31)Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..

 

Colesterol Alto e Ácido Úrico Elevado – qual a relação?

A Dislipidemia (colesterol alto), normalmente a que eleva os triglicérides (hipertrigliceridemia), tem sido relatada em 25-60% dos doentes de gota 32)Hyperlipidaemia in hyperuricaemia and gout.

colesterol alto 2

colesterol alto

A causa dessa associação é atribuída a fatores genéticos e ambientais (dieta, obesidade, ingestão de álcool e falta de exercício). O que se notou é que essa associação  entre gota e triglicérides elevado faz parte da síndrome metabólica ou da Resistência à insulina.

O defeito básico da síndrome metabólica é a resistência à insulina, a qual pode ser detectada anos antes do início do diabetes mellitus tipo 2. A junção ente excesso de calorias e pouca atividade física pode levar a obesidade geral com a deposição de gordura na região da barriga. A gordura abdominal, por sua vez, é um potente estímulo para aumento dos níveis plasmáticos de insulina 33)Increased visceral fat accumulation further aggravates the risks of insulin resistance in gout..

Dieta de 3 Semanas para Baixar Ácido Úrico:

Uma dieta de 3 semana, que tinha 1200 calorias, promoveu a redução de peso nos pacientes com Triglicérides elevado e Ácido Úrico elevado e resultou em tanto uma redução dos níveis de triglicéridos no soro e com em um aumento da excreção renal Ácido úrico, com redução dos níveis de ácido úrico no sangue. 34)Dietary alterations in plasma very low density lipoprotein levels modify renal excretion of urates in hyperuricemic-hypertriglyceridemic patients.No entanto, os efeitos foram revertidos quando as calorias foram novamente aumentadas.

A resistência à insulina e o Ácido úrico elevado:

A resistência à insulina ocorre em cerca de 75-95% de pacientes com gota primária 35)Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study.

Assim, um nível de ácido úrico elevado no sangue podem servir como um marcador substituto para a Resistência à insulina e, portanto, um indicador de risco de doenças cardiovasculares. O exercício e a mudança na dieta são  fortemente recomendados nestes indivíduos.

 

Dieta para Reduzir Ácido úrico!

Há fortes indícios de que a restrição calórica (cerca de 1600 cal/dia), com baixo teor de carboidratos (40% da energia), e com um aumento da ingestão proporcional de ambas as proteínas (120 g / dia ou 30% da energia) e gorduras insaturadas (incluindo peixes, nozes e óleos de oliva e canola, 30% da energia) e um aumento na quantidade de fibras dietética, pode ser benéfico nesses pacientes 36)Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study.

Essa dieta está associada com a redução de ácido úrico, dos níveis de insulina, do LDL-Colesterol e os níveis de triglicerídeos e, consequentemente, reduziu o risco de doença coronariana.

A restrição de ingestão de álcool é fundamental para um bom controle desses pacientes. 37)Alcohol and response to treatment of gout

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

Ácido úrico elevado e os Fatores Genéticos:

genética e ácido úrico elevado

genética e ácido úrico elevado

Além de influências ambientais (excesso de calorias, excesso de purinas e álcool), os fatores genéticos desempenham um papel importante, mas mal compreendida no desenvolvimento de ácido úrico alto (hiperuricemia) e gota.

Uma ocorrência familiar de ácido úrico elevado é observada em cerca de 40% de indivíduos com gota primária, mas a anomalia genética exata, se renal, metabólica, ou ambos, ainda não foi totalmente esclarecida.

Os possíveis mecanismos genéticos seriam:

  • Produção excessiva de ácido úrico;
  • A redução na excreção renal ácido úrico.

Há evidências recentes para indicar um padrão autossômico de herança com baixa penetração entre esses indivíduos 38)Complex segregation and linkage analysis of familial gout in Taiwanese aborigines..

 

Mude seu Estilo de Vida e Controle o seu Ácido Úrico Alto!

A medicina preventiva já sabe que o corpo humano é complexo e responde a predisposições genéticas e a fatores ambientais. O interessante é que menos de 20% dos pacientes que procuram aconselhamento médico estão preparados para fazer uma mudança de vida sustentada.

No entanto, no tratamento de pacientes com resistência à insulina e gota, a redução de peso, modificação da dieta e exercício são de fundamental importância, embora muitos desses indivíduos podem necessitar de terapia adicional para corrigir diabetes tipo 2 mellitus, dislipidemia e hipertensão, e, consequentemente, reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

Esse artigo foi adaptado do artigo original do Dr. ADEL G. FAM, MD, FRCPC, Professor Emerito de Medicina, Divisão de Reumatologia, Universidade de Toronto. ((Gout: Excess Calories, Purines, and Alcohol Intake and Beyond. Response to a Urate-Lowering Diet

 

Você tem Ácido Úrico Elevado? Conte-nos!

E então, se você chegou ao final desse artigo, é por que tem muito interesse em aprender mais sobre a sua saúde. Isso é ótimo! Deixe o seu comentário e conte-nos se você conseguiu baixar o seu ácido úrico elevado. Conte-nos o que você fez, qual foi a sua estratégia!

Enriqueça esse artigo com seus comentário!

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

References   [ + ]

1. A very short history of diets for gout
2, 18. Uric acid and diet–insights into the epidemic of cardiovascular disease
3. Ancient anti-gout diet still works
4. Consumption of cherries lowers plasma urate in healthy women
5. Consumption of cherries lowers plasma urate in healthy women.
6. Xanthine oxidase inhibitory activity of northeastern North American plant remedies used for gout
7. Milestones in the treatment of gout.
8. Uric Acid and Diet — Insights into the Epidemic of Cardiovascular Disease
9. Ancient anti-gout diet still works.
10. Wikipedia
11. Gout: Excess Calories, Purines, and Alcohol Intake and Beyond. Response to a Urate-Lowering Diet
12. Gout and Hyperuricemia
13. Hyperuricemia and gout. In: Rakel RE, Bope ET, editors. Conn’s current therapy. Philadelphia: W.B. Saunders (Elsevier)
14. Gout: diet and uric acid revisited
15, 16, 17. Gout, Diet, and the Insulin Resistance Syndrome
19. Intake of purine-rich foods, protein, and dairy products and relationship to serum levels of uric acid: the Third National Health and Nutrition Examination Survey.
20. The Filipino and gout.
21. Purine-Rich Foods, Dairy and Protein Intake, and the Risk of Gout in Men)

Outro estudo revelou que níveis mais elevados de consumo de carne e frutos do mar tanto em homens quanto em mulheres estão associados a ácido úrico elevados no sangue. Em contrapartida, o consumo de produtos lácteos mostrou estar associado a níveis mais baixos de ácido úrico no sangue. ((Intake of purine-rich foods, protein, and dairy products and relationship to serum levels of uric acid: the Third National Health and Nutrition Examination Survey

22. Intake of purine-rich foods, protein, and dairy products and relationship to serum levels of uric acid: the Third National Health and Nutrition Examination Survey O consumo de alimentos ricos em purinas, especialmente carnes, também demonstraram o aumento do risco de ataques de gota de repetição ((Consumption of purine-rich foods especially meats, increases the risk of repeat gout attacks. The online case-crossover gout study [abstract]
23. Consumption of purine-rich foods especially meats, increases the risk of repeat gout attacks. The online case-crossover gout study [abstract]

 

Alimentos ricos em purinas

Manter uma alimentação com baixos teores de purinas é a principal orientação para o controle do excesso de ácido úrico, sobretudo diante das crises de gota. De forma geral, os principais alimentos ricos em purinas também apresentam grandes quantidades de proteína. Dessa forma podemos enumerar entre os principais grupos alimentares que devem ser evitados nessa condição: ((Natue

24. Natue

Carnes e miúdos: As carnes vermelhas, como bovina, suína e de cordeiro, embutidos – linguiça, mortadela, salame e bacon –, além de aves como o frango, peru e pato possuem alto teor de purinas. Adicionalmente, o fígado e miúdos desses animais apresentam-se como grandes fontes desse componente. Portanto, é recomendável limitar a quantidade de carne ingerida em cada refeição ou até evitar o seu consumo em caso de maior necessidade de restrição. O controle de consumo de purinas vale também diante de preparações que levem extratos ou caldos de carne.

Peixes e frutos do mar: apesar de saudáveis, os peixes de forma geral, especialmente a sardinha e a anchova, são ricos em purinas. O mesmo ocorre com frutos do mar a exemplo do camarão, mexilhões e moluscos, como polvo e lula.

Bebidas alcoólicas: as bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja – em virtude da ação de leveduras – é uma grande fonte de purinas e seu consumo deve ser evitado para limitar o consumo de purinas.

Alimentos como cogumelos, chocolate, oleaginosas – nozes, amendoim, castanhas, pistache e avelã –, leguminosas como o feijão, lentilha e ervilhas, vegetais como a couve-flor, brócolis, acelga, aspargo e espinafre, além de cereais como a aveia também contêm purinas.

Dieta para Reduzir Ácido Úrico Alto – Dieta do Mediterrâneo

Em contraste, uma dieta de tipo mediterrâneo (menos carne vermelha, mais peixe, e abundância de alimentos de origem vegetal, óleo de oliva como a principal fonte de gordura, e o consumo moderado de vinho) está associado com uma menor incidência destas desordens.

Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

Ácido Úrico Alto e Uso de Álcool (bebidas alcoólicas)

álcool e ácido urico alto

álcool e ácido úrico alto

A conexão de gota com épocas de consumo excessivo de álcool é conhecida desde os tempos antigos e algumas evidência científicas apoiam a associação entre álcool e Gota e Ácido Úrico Alto: ((A case-control study of alcohol consumption and drinking behaviour in patients with acute gout.

25. A case-control study of alcohol consumption and drinking behaviour in patients with acute gout.

26. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • A ingestão de álcool em homens é fortemente associada com um risco aumentado de gota.
  • O risco de gota foi 2,5 vezes maior entre os homens que consumiram 50 g ou mais de álcool por dia em comparação com aqueles que se abstiveram de álcoo l((Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • 27. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..
  • A magnitude da associação aumentou com o aumento da ingestão de álcool, e variou de acordo com o tipo de bebida alcoólica. ((Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • 28. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • A cerveja parece estar mais fortemente ligada à gota do que outras bebidas destiladas.
  • O Consumo moderado de vinho (2 copos / dia) não parecem aumentar o risco de gota ((Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
  • 29. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..

    Como o Álcool leva ao Ácido Úrico Elevado?

    O álcool induz Ácido Úrico elevado (hiperuricemia) por uma série de mecanismos ((Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.

    30. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study., dentre eles:

    • O álcool é convertido em ácido láctico e o ácido lático reduz a eliminação (excreção) renal de ácido úrico.
    • O consumo crônico de etanol aumenta purina e a produção de ácido úrico.
    • Os maiores efeitos hiperuricêmicos de cerveja, em comparação com outras bebidas alcoólicas, são atribuídos ao seu grande teor de purina, predominantemente guanosina ((Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study.
    31. Alcohol intake and risk of incident gout in men: a prospective study..

     

    Colesterol Alto e Ácido Úrico Elevado – qual a relação?

    A Dislipidemia (colesterol alto), normalmente a que eleva os triglicérides (hipertrigliceridemia), tem sido relatada em 25-60% dos doentes de gota ((Hyperlipidaemia in hyperuricaemia and gout

    32. Hyperlipidaemia in hyperuricaemia and gout.

    colesterol alto 2

    colesterol alto

    A causa dessa associação é atribuída a fatores genéticos e ambientais (dieta, obesidade, ingestão de álcool e falta de exercício). O que se notou é que essa associação  entre gota e triglicérides elevado faz parte da síndrome metabólica ou da Resistência à insulina.

    O defeito básico da síndrome metabólica é a resistência à insulina, a qual pode ser detectada anos antes do início do diabetes mellitus tipo 2. A junção ente excesso de calorias e pouca atividade física pode levar a obesidade geral com a deposição de gordura na região da barriga. A gordura abdominal, por sua vez, é um potente estímulo para aumento dos níveis plasmáticos de insulina ((Increased visceral fat accumulation further aggravates the risks of insulin resistance in gout.

    33. Increased visceral fat accumulation further aggravates the risks of insulin resistance in gout..

    Dieta de 3 Semanas para Baixar Ácido Úrico:

    Uma dieta de 3 semana, que tinha 1200 calorias, promoveu a redução de peso nos pacientes com Triglicérides elevado e Ácido Úrico elevado e resultou em tanto uma redução dos níveis de triglicéridos no soro e com em um aumento da excreção renal Ácido úrico, com redução dos níveis de ácido úrico no sangue. ((Dietary alterations in plasma very low density lipoprotein levels modify renal excretion of urates in hyperuricemic-hypertriglyceridemic patients.

    34. Dietary alterations in plasma very low density lipoprotein levels modify renal excretion of urates in hyperuricemic-hypertriglyceridemic patients.No entanto, os efeitos foram revertidos quando as calorias foram novamente aumentadas.

    A resistência à insulina e o Ácido úrico elevado:

    A resistência à insulina ocorre em cerca de 75-95% de pacientes com gota primária ((Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study

    35. Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study.

    Assim, um nível de ácido úrico elevado no sangue podem servir como um marcador substituto para a Resistência à insulina e, portanto, um indicador de risco de doenças cardiovasculares. O exercício e a mudança na dieta são  fortemente recomendados nestes indivíduos.

     

    Dieta para Reduzir Ácido úrico!

    Há fortes indícios de que a restrição calórica (cerca de 1600 cal/dia), com baixo teor de carboidratos (40% da energia), e com um aumento da ingestão proporcional de ambas as proteínas (120 g / dia ou 30% da energia) e gorduras insaturadas (incluindo peixes, nozes e óleos de oliva e canola, 30% da energia) e um aumento na quantidade de fibras dietética, pode ser benéfico nesses pacientes ((Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study

    36. Beneficial effects of weight loss associated with moderate calorie/carbohydrate restriction, and increased proportional intake of protein and unsaturated fat on serum urate and lipoprotein levels in gout: a pilot study.

    Essa dieta está associada com a redução de ácido úrico, dos níveis de insulina, do LDL-Colesterol e os níveis de triglicerídeos e, consequentemente, reduziu o risco de doença coronariana.

    A restrição de ingestão de álcool é fundamental para um bom controle desses pacientes. ((Alcohol and response to treatment of gout

    37. Alcohol and response to treatment of gout

    Leia mais sobre Gota e ácido úrico alto:

    Ácido úrico elevado e os Fatores Genéticos:

    genética e ácido úrico elevado

    genética e ácido úrico elevado

    Além de influências ambientais (excesso de calorias, excesso de purinas e álcool), os fatores genéticos desempenham um papel importante, mas mal compreendida no desenvolvimento de ácido úrico alto (hiperuricemia) e gota.

    Uma ocorrência familiar de ácido úrico elevado é observada em cerca de 40% de indivíduos com gota primária, mas a anomalia genética exata, se renal, metabólica, ou ambos, ainda não foi totalmente esclarecida.

    Os possíveis mecanismos genéticos seriam:

    • Produção excessiva de ácido úrico;
    • A redução na excreção renal ácido úrico.

    Há evidências recentes para indicar um padrão autossômico de herança com baixa penetração entre esses indivíduos ((Complex segregation and linkage analysis of familial gout in Taiwanese aborigines.

    38. Complex segregation and linkage analysis of familial gout in Taiwanese aborigines..

     

    Mude seu Estilo de Vida e Controle o seu Ácido Úrico Alto!

    A medicina preventiva já sabe que o corpo humano é complexo e responde a predisposições genéticas e a fatores ambientais. O interessante é que menos de 20% dos pacientes que procuram aconselhamento médico estão preparados para fazer uma mudança de vida sustentada.

    No entanto, no tratamento de pacientes com resistência à insulina e gota, a redução de peso, modificação da dieta e exercício são de fundamental importância, embora muitos desses indivíduos podem necessitar de terapia adicional para corrigir diabetes tipo 2 mellitus, dislipidemia e hipertensão, e, consequentemente, reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

    Esse artigo foi adaptado do artigo original do Dr. ADEL G. FAM, MD, FRCPC, Professor Emerito de Medicina, Divisão de Reumatologia, Universidade de Toronto. ((Gout: Excess Calories, Purines, and Alcohol Intake and Beyond. Response to a Urate-Lowering Diet

    Author: Dr. Leonardo Alves

    Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes.
    CRMMG: 33.669 – Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

    Share This Post On

    Submit a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Share This

    Compartilhe!

    Compartilhe esse artigo com amigos!