Insuficiência Tricúspide: Sintomas e Tratamento!

A Insuficiência tricúspide (ou Regurgitação tricúspide) é uma doença pouco comum na prática da cardiologia mas merece atenção de médicos e dos pacientes. Ela provoca sopro no coração, uma série de sintomas do coração e algumas vezes, levando o paciente para uma cirurgia de troca valvar. O problema maior é que algumas vezes, os sintomas são silenciosos e o paciente pode ser surpreendido com sintomas já na fase mais avançada da doença. Confira.

estenose pulmonarLeia também:

Insuficiência MitralInsuficiência AórticaInsuficiência Tricúspide Insuficiência Pulmonar. As Estenoses: Estenose MitralEstenose AórticaEstenose PulmonarEstenose Tricúspide.

A regurgitação tricúspide é o vazamento de sangue para trás através da válvula tricúspide cada vez que os contratos de ventrículo direito.

É muito comum, mas muito comum mesmo que os pacientes leiam Insuficiência tricúspide ou Regurgitação tricúspide no laudo do ecocardiograma. Como o avanço dos novos aparelhos de Ecocardiograma, é praticamente impossível que um paciente não tenha regurgitação discreta em seu laudo.

O que é a Regurgitação tricúspide?

A regurgitação tricúspide é o vazamento de sangue através da válvula tricúspide em cada vez que o ventrículo direito se contrai.

O que acontece durante Regurgitação tricúspide (insuficiência tricúspide)?

O ventrículo direito precisa bombear o sangue para a artéria pulmonar, em direção aos pulmões… quando há a Insuficiência tricúspide (regurgitação tricúspide) o sangue retorna para o átrio direito aumentando o volume atrial direito. Como resultado, o átrio direito pode aumentar, o que pode alterar a pressão nas câmaras vizinhas e vasos sanguíneos. 1)Heart.org

Entretanto, o aumento das câmaras está diretamente proporcional ao grau da Insuficiência. Costuma ser RARO em insuficiência tricúspide discreta/leve e muito frequente em regurgitação tricúspide moderada ou importante.

Insuficiência tricúspide

Insuficiência tricúspide

Qual a causa da Regurgitação tricúspide?

A insuficiência tricúspide resulta, muitas vezes, de uma dilatação do ventrículo direito.

Outras doenças também podem afetar a regurgitação tricúspide (insuficiência tricúspide):

  • endocardite infecciosa mais comumente (infecção da válvula), e menos comumente,
  • síndrome de Marfan,
  • a artrite reumatóide,
  • a febre reumática,
  • lesão cardíaca direta,
  • tumores carcinóides, e
  • degeneração mixomatosa.

Um risco importante para regurgitação tricúspide é a utilização da substância dietética chamado “Fen-Phen” (fentermina e fenfluramina) ou dexfenfluramina.

Insuficiência tricúspide em grau leve – devo me preocupar?

Não, absolutamente, não!

A insuficiência tricúspide em grau leve, também descrita como Regurgitação tricúspide em grau leve ou discreta é uma alteração que é sempre vista no exame do ecocardiograma. Raramente um médico faz um ecocardiograma sem ver a presença de Regurgitação tricúspide.

regurgitação tricúspide

regurgitação tricúspide

Quais são os sintomas de insuficiência tricúspide?

A regurgitação tricúspide pode não ter quaisquer sintomas ou apresentar sintomas vagos, como fraqueza e fadiga, que se desenvolvem quando o coração não consegue bombear sangue suficiente para permitir que o corpo para receber o oxigênio necessário.

Outros sintomas podem incluir:

  • Veias do pescoço pulsante.
  • Aumento do fígado (hepatomegalia)
  • Fadiga ou fraqueza
  • Inchaço abdominal
  • Inchaço nas pernas, tornozelos e / ou pés

 

Tratamento par Regurgitação tricúspide:

O tratamento da regurgitação tricúspide pode não ser necessário se os sintomas não são importante.

A meta do tratamento é o tratamento das lesões associadas, como enfisema pulmonar ou estenose pulmonar; sintomas tais como inchaço pode ser controlada com diuréticos.

A plastia cirúrgica ou troca da válvula é uma opção tardia e pouco utilizada. Pacientes com Insuficiência tricúspide grave podem enfrentar um mau prognóstico, a partir da própria doença da válvula ou por causa das complicações da doença subjacente que causaram o problema de válvula.

References   [ + ]

1. Heart.org

Author: Dr. Leonardo Alves Cardiologista

Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni,

Share This Post On

39 Comments

  1. Parabéns pelo trabalho com a difusão da informação! Excelente!

    Post a Reply
  2. Bom dia completei 40 aos e fiz o eco e deu o seguinte: insuficiência valval tricuspide grau moderado.
    Aumento moderado do Vd e leve moderado do AD.. Gostaria de saber se tem tratamento e se impede de fazer uma cirurgia na mama para retirar o nodulo???????

    Post a Reply
    • Olá, Maria.
      Alguma coisa de errado está acontecendo em seu coração… pois o lado direito do seu coração (ventrículo e átrio estão aumentados). Seu médico saberá direcionar seu acompanhamento.
      Abraços.

      Post a Reply
  3. tenho espessamento dos folhetos mitro-aórticos. regurgitação mitral e tricúspide.regurgitação psap estimada 42mmhg

    Post a Reply
  4. Olá, Dr. Leonardo.
    A insuficiência tricúspide discreta pode-se tornar grave??
    Gostaria de saber também se pacientes que possuem esse tipo
    de insuficiência sentem os sintomas citados no artigo??

    Post a Reply
    • Ei, Sandra.
      Insuficiência tricúspide discreta e leve não estão associadas a sintomas e normalmente não se tornam graves.
      Tranquilize-se com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  5. No meu diagnóstico do eco deu Insuficiência triscupede leve. O cardiologista falo que nao preciso de remedio mas como posso saber se isso vai me dar algum problema ?to com medo me responda por favor

    Post a Reply
    • Simone.
      Insuficiência tricúspide leve está presente em praticamente todos os exames… Sem maiores complicações ou necessidade de tratamento, como seu médico disse.
      Abraços.

      Post a Reply
      • Dr. No meu ecocardiograma apresentou a insuficiência tricuspide discreta , tenho 43 anos e jogo futebol ainda, isso irá me impedir de fazer esforços físicos ??

        Post a Reply
        • Alexandre.
          95% das pessoas normais tem essa “alteração”.
          Ou seja é mais normal ter do que não ter.
          Abraços.

          Post a Reply
  6. muito bom seu comentario,fiz a pesquisa porque estou com este problema e fiquei satisfeita com as explicacoe.obrigada

    Post a Reply
  7. Tenho insuficiência da vulva truspide de grau discreto o médico cardiologista falou que não de remédios mas ando mim sentido mal com uns apertos no peito sinto o coração acelerado o que faço tou muito preocupada

    Post a Reply
    • Nadine.
      Insuficiêncai tricúspide em grau discreto não provoca sintomas… a causa dos seus problemas deve ser outra.
      Abraços.

      Post a Reply
  8. Dr. Insuficiencia mitral e tricuspide discreta e aneurisma do septo interatrial sem repercussao hemodinamica é grave? Devo me preocupar?

    Post a Reply
  9. DRO MINHA FILHA TEM 24 ANOS E NO ECO DELA DEU PROLAPSO DA VALVA MITRAL
    INSUFICIENCIA MITRAL DE GRAU DISCRETO
    INSUFICIENCIA TRICUSPIDE DE GRAU MINIMO .

    DEVEMOS NOS PREOCUPAR COM ESSE LAUDO DRO ?

    Post a Reply
    • Olá, Fabiana.
      Não, não deve, pois isso é praticamente NADA… mas leve ao médico para ele avaliar o exame por completo.

      Não atrase a ida ao seu médico de confiança… Fique atento à dores no peito… meu comentário não é uma consulta médica – agende com seu cardiologista.
      Abraços.

      Post a Reply
  10. Olá Dr.

    Meu nome é Stefane, tenho 19 anos.
    Sofro com a febre reumática e fibromialgia.
    No meu penúltimo eco, constou que minha valva Mitral estava espessada 4 centímetros a mais do que deveria (isso foi em agosto do ano passado), agora na semana passada fiz outro eco, constou um centímetro a mais na valva mitral e acusou uma insuficiência na Tricúspide.
    Devo me preocupar?

    Post a Reply
    • Olá, Stefane.
      A sua preocupação deve ser repetir os exames de acordo com as solicitações do seu médico.
      Insuficiência tricúspide, praticamente todo mundo tem, não é doença, principalmente quando for leve ou leve a moderada.
      Abraços.

      Post a Reply
  11. Dr.
    Aumrnto de refluxo tricúspide de PSVD em 28 mmHg para PSDV em 48 mmHg em apenas 10 dias, associado à Miocardipatia hipertrófica, é preocupante?

    Post a Reply
    • Sonia.
      É a PSAP: pressão sistólica da artéria pulmonar…
      Pode haver variações entre exames de ecocardiograma, mas não tanto.
      Verifique com seus médicos para checar esses números.
      Abraços.

      Post a Reply
  12. Aumento de 28 para 48 do refluxo tricúspide em 10 dias, associado à uma miocardiopatia hipertrófica, é preocupante?

    Post a Reply
  13. Insuficiência tricúspide em grau leve quem tem pode praticar esporte ou existe restrições?

    Post a Reply
    • Sandra;
      Insuficiência tricúspide em grau leve – devo me preocupar?

      Não, absolutamente, não!
      A insuficiência tricúspide em grau leve, também descrita como Regurgitação tricúspide em grau leve ou discreta é uma alteração que é sempre vista no exame do ecocardiograma. Raramente um médico faz um ecocardiograma sem ver a presença de Regurgitação tricúspide.
      Fique tranquila.

      Post a Reply
  14. Dr. Leonardo, boa tarde, minhas esposa possui insuficiência leve na válvula Mitral, e insuficiência “moderada” na válvula aórtica e tricúspide, tanto que já não consegue mais dormir de ambos os lados, somente de costas, existe tratamento uma vez que a substituição das válvulas segundo informação é impossível por serem as três.A única opção que lhe foi dada é manter o peso corporal por volta dos 50 kg, mas é difícil chagar lá, está com 60 kg.

    Post a Reply
    • Ronaldo, vamos com calma.
      – Insuficiência mitral leve: NÃO há necessidade de tratar.
      – Insuficiência moderada da valva aórtica: não está na hora de tratar.
      – Insuficiência moderada tricúspide: NÃO há necessidade de tratar.
      Então, sugiro ficar mais tranquilo.
      Abraços.

      Post a Reply
  15. Dr. recebi o meu ecocardiograma e ví que estou com, AUMENTO DISCRETO DO ÁTRIO ESQUERDO, HIPERTROFIA CONCÊNTRICA DO VE DE GRAU DISCRETO, COM FUNÇÃO SISTÓLICA GLOBAL PRESERVADA., INSUFICIÊNCIAS VALVARES MITRAL,AÓRTICA TRICUSPIDE DE GRAU DISCRETO., DISCRETA DILATAÇÃO DA AORTA ASCENDENTE., HAP DISCRETA. OBS: tenho 61 anos, muita tranpiração do peito a cabeça, principalmente a cabeça, muita falta de ar a noite a ponto de ter que me sentar na cama!!! att: tenho DPOC misto!!! qual a real situação do coração? obrigado!!!

    Post a Reply
  16. Meu filho tem cinão meses nasceu com astenose bivalvular moderado estou muito preocupada ele é uma criança normal não tem sintomas

    Post a Reply
    • Olá, Ana.
      Seu filho tem 5 meses?
      Ele tem estenose moderada da valva tricúspide ou da aorta?
      Se ele não tem sintomas, fique mais tranquila… mas precisará de acompanhamento regular e frequente com o cardiologista…

      Abraços.

      Post a Reply
  17. Insuficiência e refluxo é a mesma coisa?

    Post a Reply
      • Fui operada de C. I. A. há 4 anos e desde então não apareceu isso no meu exame. Porém, este ano apareceu um refluxo leve a moderado na tricuspide e um leve na mitral. Teria relação com o sopro? Seria ele abrindo novamente?!

        Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!