Muitos pacientes tem a triste percepção de que as Palpitações não melhoram. Eles vão aos médicos, algumas vezes vão em vários médicos, fazem exames diversos … mas… mas… as palpitações não melhoram! E então? O quê fazer nestes casos?

palpitações

palpitações

enter “Minhas palpitações não melhoram!”

Já tive alguns pacientes que reclamam muito das buy Lyrica online europe palpitações! 1)Heart Palpitations Eu inicio as medicações indicadas para o caso, mas estes pacientes permanecem queixando que as enter site palpitações não melhoraram por completo! E isso não é raro de acontecer, não mesmo. Por quê isso acontece?

 

Palpitações: é a PERCEPÇÃO de uma Extra-sístole.

A palavra chave é: PERCEPÇÃO!

A palpitação é a percepção que o paciente tem da ocorrência de uma EXTRA-SÍSTOLE – dessa forma, é o SINTOMA da ocorrência de uma Extra-Sístole. Quando estas extra-sístoles ocorrem, o paciente costuma queixar-se de palpitações, pausas, pontadas, paradas no coração, dentre outros sintomas.

Guia completo: Extra-sístole – o principal causador da palpitação.

O quê são Extra-Sístole?

É fundamental que você saiba exatamente o quê significam estes termos para poder definir, adequadamente, o quê são EXTRA-SÍSTOLES. O batimento do coração é composto de uma SÍSTOLE e de uma DIÁSTOLE. Vamos às definições preliminares.

Sístole:

É o movimento de CONTRAÇÃO do coração: É quando o coração se contrai.

Diástole:

É o movimento de RELAXAMENTO do coração: É quando o coração se relaxa, após um batimento.

Extra-Sístole: um batimento extra (a mais)

Partindo da definição de que sístole é igual à contração do coração e diástole, o seu relaxamento, a EXTRA-sístole nada mais é que um batimento EXTRA.

Como os pacientes referem-se às palpitações? 

Há várias formas nas quais os paciente se queixam das palpitações, vejam algumas:

Olá boa noite, venho sentindo isso também amigo, eu sou atleta amador de academia, da tipo um pulinho quase todo dia e depois volta ao normal, inclusive tenho refluxo e esofagite gastrointestinais, há muito tempo não sentia isso, tenho um pouco de medo de ir ha academia, e quando eu vou só acompanhado do personal. (Fred Carlos)

Outro,

Pulinhos no coração!

Olá boa noite, sinto um pulinho no coração, tenho refluxo, mas ha tempo não sentia isso, em 2014 fiz exames do coração tudo normal, agora depois de um tempo venho praticando academia e tomando suplementos com acompanhamento de profissional para ter ganho de massa muscular, mas agora de uns dias pra cá me sinto um pouco fora do normal, já tive síndrome do mal, tenho esofagite e refluxo gastrite, tenho dormido muito tarde e acordado super tarde, até minha alimentação que era boa agora não consigo me alimentar normalmente, fiz exames atestou colesterol um pouco acima do normal, pode ser por conta dos suplementos, noites mal dormidas, está com uma semana que não vou ha academia, me sinto um pouco com medo sei lá, me ajude com algumas dicas algo assim, Deus abençoe. (Fred)

Outro,

Sensação de morte!

Olá Dr. Me chamo Nayara, tenho 22 anos, sofro com essa “temidas extrasístoles”. Tudo começou com uma pequena arritmia, onde o cardiologista me receitou o Atenolol 25. No início melhorei da arrítmia a velocidade dos meus batimentos diminuiram, mas ocorreu o apare cimento dessas extrasístoles. Diminuiu os batimento e aumentou as pausas. Parei de tomar o Atenolol e fiquei sem tomar nada por alguns anos. Comecei a sentir me desfalecer ao ocorrer as palsas e fui para o cardio que me receitou o Selozok 50, não me senti muito bem com a segunda medicação e as extrasístoles só aumentaram, não entendia pq o medicamento era um beta bloqueador que me me causava mais extrassistoles? Mudaram novamente e agora só tomo 20 mg de propanolol/dia, mas as extrasístoles permanece, sinto dores de cabeça em pontada no momento das pausas compensatórias e um cansaço. Exames todos normais. Tbm elas aumenta depois que me alimento e tudo me deixa ansiosa. Até calma elas me aparecem o que me deixa bastante triste. Realmente quem sente tem essa sensação de morte. O que fazer? (Nayara)

 

Como um médico avalia sua palpitação?

No geral, quando eu me deparo com um paciente queixando-se de palpitações, eu preciso determinar, inicialmente:

  • Esse paciente tem alguma doença cardíaca estrutural?
  • O seu coração é doente?
  • Ele tem alguma disfunção ventricular, a força de contração está diminuída?

Diante desses questionamento, eu preciso obter respostas que dirão os caminhos que iremos seguir na avaliação total e completa do paciente.

Tudo Começa na Consulta médica!

A consulta médica é o início de tudo.

Nela, na anamnese/conversa, avaliamos:

  • Como as palpitações começaram?
  • O que piora as palpitações?
  • O que melhora as palpitações?
  • Em qual horário elas ocorrem mais? ou menos?
  • Quais os fatores desencadeantes?
  • Quais os fatores que são atenuantes?
  • Quais as medicações o paciente está em uso!
  • Quê outras doenças podem estar associadas ou causando palpitações?
  • Qual a relação com alimentação ou hábitos de vida?
  • O paciente é ansioso? tem síndrome do pânico?

Depois da conversa, o exame físico nos trará várias outras informações:

Depois da anamnese e do exame físico, o médico lança mão de alguns exames para detalhar melhor a doença, o problema.

Hipertensão arterial e Pressão alta! Tudo sobre!

Quais exames avaliam as palpitações?

Os exames mais utilizados são o:

Eletrocardiograma e as Palpitações:

Um eletrocardiograma (Eletro ou ECG) é um exame cardiológico que verifica problemas com a atividade elétrica do seu coração.

Eletrocardiograma, ECG – Seu guia Completo!

Ecocardiograma transtorácico e as Palpitações?

O ecocardiograma é um exame muito importante na prática diária do cardiologista e de todos que trabalham com doenças do coração. Para quê serve este exame? O quê ele vê, analisa? O quê é o Ecocardiograma Transtorácico do coração: O ecocardiograma nada mais é do que um ultrasom do coração. Isso mesmo, nada mais é do que um exame de ultrasonografia do coração, semelhante aos demais ultra-sons, mas é da mesma família de exames.

Ecocardiograma transtorácico, Ecodoppler ou Eco! Seu Guia!

Holter de 24 horas e as palpitações:

O quê é um Holter normal? Quando um médico solicita um holter, ele está preocupado com alguns aspectos que vem no resultado deste exame. Confira! Leia Também: 1) Holter 24 h Holter – esclarecendo as Arritmias cardíacas Arritmias cardíacas. Extra-sístoles – o principal causador das Palpitações.

Holter normal? Como é o Resultado!

Você sente palpitações? Percebe pausas nos seus batimentos cardíacos? Notou que esses sintomas dificilmente ocorrem na presença do seu médico e precisa de uma solução? Conheça o Holter 24 horas, um exame que monitora seus batimentos cardíacos e esclarece grande parte dos sintomas relacionados ao ritmo do seu coração.

Holter 24 horas – Esclarecendo os Sintomas das Arritmias Cardíacas

Teste ergométrico computadorizado e as Palpitações.

Quando o médico solicita o Teste ergométrico, ele tem interesse em descobrir o comportamento do seu coração durante o exercício. Ele é muito importante na avaliação das palpitações.

Teste ergométrico – Do exame ao Resultado – Tudo que vc precisa saber!

Outros exames podem ser solicitados, mas no geral, o médico fica apenas com esses exames iniciais.

O quê é um coração normal?

Há várias maneiras do médico avaliar se o paciente tem um coração normal. O coração normal é aquele que se apresenta sem alterações estruturais, que seu ritmo cardíaco é normal, que não tem mau funcionamento das válvulas cardíacas, dentre outros fatores.

Arritmia cardíaca – o quê é, causas, tratamento: Tudo!

Durante a consulta?

E aquele coração no qual o médico não detecta sopro cardíaco, não observa alterações no ritmo dos batimentos e que tem uma pressão arterial normal.

Pelo Eletrocardiograma:

O Eletrocardiograma mostra-se normal, sem arritmias, com ritmo sinusal normal, sem sobrecargas, sem sinais de isquemia.

Pelo Ecocardiograma:

O Ecocardiograma mostra um laudo com as seguintes informações: Função sistólica biventricular preservada; Câmaras cardíacas de dimensões normais; Relaxamento diastólico normal; ausência de alteração estrutural cardíaca.

Pelo Teste ergométrico:

O teste ergométrico apresenta-se com os termos Comportamento normal durante o exercício e ausência de isquemia induzida pelo esforço.

Pelo Holter de 24 horas:

O holter de 24 horas mostra ritmo sinusal e nenhum ou quase nenhuma arritmia presente no laudo.

Holter 24 horas – Esclarecendo os Sintomas das Arritmias Cardíacas

Depois que você fez um ou mais desses exames, é importante que seu médico lhe diga se o seu coração tem algum problema estrutural, se há alguma válvula com problema ou se ele detectou alguma arritmia perigosa ou que lhe traga problemas.

Pergunte ao seu médico e não saia da consulta sem essa informação!

“Se meu coração é normal, por quê as palpitações não param!”

As extra-sístoles e as palpitações ocorrem muitas vezes em corações estruturalmente normais (corações que estão de um tamanho normal e sem problemas nas válvulas). Isso intriga muito aos pacientes – mas é assim mesmo. A grande maioria das palpitações acontecem em corações normais… Eu disse coração normal, não disse paciente normal.

A maior queixa dos pacientes e o que mais lhes intrigam é o fato de ter um coração normal (dito, normal) mas com tantos sintomas, vejam:

Um coração é normal em um paciente é bastante ansioso.

Gosto sempre de lembrar que uma causa bastante comum para as palpitações é a ANSIEDADE e a síndrome do pânico. São doenças e problemas psicológicos que manifestam-se no coração sob a forma de palpitações e extra-sístoles. Neste caso, o tratamento deve estar focado na ansiedade, que é a causa básica.

Vou sentir palpitações a minha vida toda? 

Pois bem. Alguns pacientes, como disse, permanecem com palpitações apesar de terem feito tudo o que a cardiologia indica, todos os exames, repetir exames…

Alguns pacientes permanecem a vida toda sentindo estas palpitações… Muitos vem a falecer aos 95 anos de idade e relatam que durante toda a vida sentiram palpitações, e que acabaram acostumando-se com elas. Muitos dizem que já se assustaram muito quando eram mais jovens, mas que agora… “nem ligo mais para elas”.

“Quanto mais preocupado, mais elas ocorrem.”

Vamos entender bem esta frase. Quanto mais o paciente se preocupa com as palpitações… e quanto mais ele fica preocupado com a data e a hora em que elas vão ocorrer novamente, maior é a chance de que elas venham a ocorrer, mesmo. Muitos pacientes ficam por um bom período da sua vida preocupado com as palpitações que acabem deixando de viver a vida… Ficam ansiosos demais que entram em pânico e ansiedade generalizada que acabam piorando e provocando (inconscientemente) a ocorrência de novas palpitações.

Depois de uma avaliação médica cuidadosa, os pacientes precisam relaxar e tentar tratar a ansiedade, um dos alimentadores das palpitações. Destaco: Depois de uma avaliação médica cuidadosa. Não dá para ler este post e achar que é só para relaxar, que não precisa ir ao médico e pronto… Não, não! Vá ao seu médico de confiança e peça uma avaliação criteriosa dele. Se este médico lhe disse para relaxar, procure confiar nele. Se foi a outro médico e ele também pediu para você relaxar, confie nele também.

Estou relaxando, mas as extra-sístoles não param!

Bem. Vamos dividir e não fazer confusões. Extra-sístoles é uma coisa e Palpitação é outra! Palpitação=sintoma de extra-sístoles.

Se você ficar olhando o laudo de holter… praticamente em 100% das vezes encontrará as extra-sístoles… Irá encontrá-las com vários nomes e apelidos: monomórficas, polimórficas, dimórficas, aos pares, isoladas, etc…

Algumas vezes, o tratamento melhora as PALPITAÇÕES (que é a percepção das extra-sístoles) mas as extra-sístoles continuam lá (no holter) e não causarão (na grande maioria das vezes, nenhum problema para o coração dos pacientes).

Como Tratar as Extra-Sístoles?

Há diversas formas de se tratar as extra-sístoles como forma de reduzir os sintomas de Palpitação.

References   [ + ]

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!