Tenho Pressão alta e dor no peito e estou com problemas para ajustar as medicações. Como devo proceder? Pode ser grave? O que eu devo fazer para evitar angina e abaixar a pressão alta?

Pergunte ao Cardiologista!

A dúvida de hoje é de um membro que preferiu não se identificar, nesse artigo.

Tenho 70 anos e Ha mais de 10 anos tomo 100 mg de losartana e 25 mg de atenolol, pela manhã, a mais ou menos 20 dias minha pressão está oscilando entre 17×9 a 15×8,5, tenho sentido dor de cabeça e um aperto/dor no peito (não chega ser uma dor forte) tentei marcar um médico (Unimed) só consegui para daqui a 35 dias (absurdo). Como devo proceder?

Qual é a dúvida?

A principal dúvida do Membro tem relação ao controle da pressão.

  • Como ajustar as medicações de pressão alta?
  • Aperto/dor no peito pode ser grave?
  • Pressão alta e dor no peito: o que fazer?

Como controlar a Pressão Alta?

Há muitas maneiras de se controlar a pressão arterial e todos os pacientes devem receber as orientações adequadas. Dentre elas:

  1. Mudança do estilo de vida.
  2. Uso de medicamentos para pressão alta.

Ao final desse artigo, falaremos sobre Pressão alta e dor no peito: o que fazer!

Antes de aumentar medicações…

Como visto no paciente acima, ele já utiliza medicações de pressão arterial.

  • Losartana 100mg – dose máxima.
  • Atenolol 25mg – dose mínima.

Antes de aumentar as medicações para pressão alta, seria interessante o paciente fazer uma revisão do que ele poderia estar fazendo de errado, como por exemplo:

  • muito sal na dieta.
  • falta de exercícios físicos.
  • excesso de produtos industrializados na alimentação.
  • suspensão do uso das medicações prescritas
  • sobrepeso e obesidade
  • uso de medicamentos genéricos falsos (difícil saber)

Qualquer mudança em qualquer um desses itens acima já poderá ajudar no controle da pressão arterial e isso, já seguindo as orientações do seu médico.

Ao final desse artigo, falaremos sobre Pressão alta e dor no peito: o que fazer!

Quando é preciso aumentar as medicações?

Mas entretanto, da lista de critérios acima, nenhum deles oferece um benefício rápido no controle da pressão. Emagrecer não é rápido e seus efeitos sobre a pressão arterial podem demorar.

Nessa situação, seu médico precisará ajustar as suas medicações.

  1. Quando a pressão está acima de 180/100 mmHg – surge uma urgência.
  2. Quando a pressão está abaixo de 160/100 mmhg – é possível aguardar uma consulta no consultório (desde que o paciente esteja sem sintomas)

Ao final desse artigo, falaremos sobre Pressão alta e dor no peito: o que fazer!

Como aumentar as medicações?

Somente seu médico poderá dizer qual medicação deverá ser aumentada, mas, no geral, segue-se um critério.

  1. Medicação A está na dose média: aumenta-se a dose até o máximo possível ou tolerável pelo paciente.
  2. Medicação A está na dose máxima: inicia-se uma nova medicação ou ajusta a dose de uma medicação B
  3. Medicação A está na dose máxima e a medicação B está na dose mínima: Aumenta-se a dose da medicação B.

Esta terceira opção pode ser uma boa para o leitor que postou a sua dúvida, entretanto, somente seu médico será capaz de dizer ou fazer qualquer mudança nas suas receitas e medicações.

Ao final desse artigo, falaremos sobre Pressão alta e dor no peito: o que fazer!

Os riscos da automedicação!

Quando o paciente tenta aumentar sua medicação sem o auxílio do seu médico, muitos problemas podem ocorrer:

  • Ele pode sofrer um efeito colateral indesejado.
  • A medicação já poderia estar na sua dose máxima tolerada pelo paciente (mesmo que não seja a dose máxima possível de ser prescrita).

Vamos a um exemplo:

No caso do paciente acima, mesmo que o atenolol esteja na dose de 25 mg (tida como dose mínima), sua frequência cardíaca já pode estar em torno de 50 bpm (o que inviabilizaria a possibilidade de se aumentar o uso do atenolol).

Nesse caso, seu médico teria que lançar mão de outra medicação ou substituir todas as medicações que o paciente esteja utilizando.

Como Baixar a Pressão Arterial Rápido? (por Cardiologista)

Pressão alta e dor no peito: o que fazer?

Nos casos em que o paciente está com dores no peito, faz-se necessário fazer uma imediata avaliação do tipo de dor no peito: Seria angina? Seria uma dor atípica?

Pressão alta e dor no peito merece muita atenção, pois se a dor no perito for angina, o tratamento deve ser imediato.

Como Baixar a Pressão Arterial Rápido? (por Cardiologista)

Meu médico não está disponível! o que fazer?

Se seu médico não estiver disponível, vá a um pronto socorro e seja atendido pelo médico do plantão, que ajustará suas medicações e o encaminhará para seu médico, para que ele faça ajustes finos.

Alguma dúvida?

Se continua com alguma dúvida, deixe o seu comentário

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!