Quais os tipos de diabetes: Tipo 1

Quais tipos de diabetes existem?

Diabetes tipo 1

São pacientes com diabetes do tipo 1 (DM1) indivíduos que apresentam deficiência absoluta de insulina no corpo. O fato ocorre como forma de autoimunidade, porque o organismo identifica o hormônio insulina produzido pelo pâncreas – controlador do nível de glicose no sangue – como corpo estranho e destrói as células beta produtoras do hormônio. Acontece principalmente na infância e na adolescência, embora possa ocorrer em adultos que estejam vivenciando situação de estresse importante. Pertencem a esse grupo de 5% a 15% dos diabéticos, frequentemente indivíduos com história de diabetes na família.

.

Assista aos vídeos: O quê é diabetes? e Como cuidar da diabetes muito mais.

.

A razão para o desenvolvimento do DM1 não se acha totalmente esclarecida. Existem algumas teorias que procuram explicar a sua existência. Acredita-se que o diabetes possa ser resultante de lesão infecciosa, tóxica ou inflamatória. Grandes quantidades de anticorpos circulantes contra as células produtoras do hormônio insulina foram encontradas em indivíduos com DM1. Esses autoanticorpos podem atacar as próprias células que produzem insulina.

Os sintomas ocorrem de forma abrupta. Devido à hiperglicemia (alta taxa de glicose no sangue), pessoas com diabetes do tipo 1 costumam apresentar perda de peso, fraqueza, visão embaçada, má cicatrização, alterações no humor, náusea, vômitos, sede e fome constantes, além de vontade de urinar com frequência. O tratamento de diabetes do tipo 1 é feito por meio do uso de insulina. São necessárias injeções diárias do hormônio para que a glicose seja regularizada no metabolismo e, em geral, os pacientes se adaptam bem a essa condição. A insulina permite que a glicose chegue às células, onde é transformada em energia ou armazenada para o uso quando necessário.

Evitar hábitos prejudiciais como o consumo de álcool, o tabagismo e o sedentarismo são também formas de tratamento da doença.  Somado a isso, regularizar o estado nutricional é importante, sendo que a dieta deve ser adaptada caso a caso. Alimentos que contenham açúcar devem ser evitados.

A consciência e a educação sobre o diabetes, assim como o envolvimento e o suporte da família são essenciais no tratamento.

FONTE
Kupfer, Dra. Rosane. Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Tipos de Diabetes.
Disponível em:
 http://www.diabetes.org.br/para-o-publico/tudo-sobre-diabetes/tipos-de-diabetes
Acesso em: 25 ago 2011.

Mancini, Márcio C. et al. Revista Brasileira de Medicina (RBM).
Diabetes Mellitus, Como Diagnosticar e Tratar.
Disponível em:
 http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=394
Acesso em: 25 ago 2011.

Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e International Diabetes Federation.
Dia Mundial do Diabetes.
Disponível em:
 http://www.diamundialdodiabetes.org.br/sinais-e-sintomas/
Acesso em: 25 ago 2011.

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes.
CRMMG: 33.669 – Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!