Tive infarto! Posso infartar novamente?

Os pacientes que sofrem um infarto do coração costumam ficar bastante assustados e com medo de infartar novamente. Alguns deles ficam bastante preocupados e outros entram em depressão achando que “morreram para a vida”. E então? O quê uma pessoa que teve um infarto pode fazer para melhorar a sua saúde e voltar a ter uma vida normal? Aliás, o quê é ter uma vida normal após ter infartado?

Só quem teve um infarto ou uma angina é que sabe como esta doença é grave e perigosa. Ninguém quer passar novamente pela mesma situação. Mas a pessoa pode ter uma vida praticamente normal após ter tido um infarto.

Quando voltar às atividades físicas?

Médico-Cuidado-palpitaçãoEsta resposta depende muito… depende principalmente da opinião do seu médico. Tudo dependerá das consequências que o infarto causou no seu coração. Mas, independente da lesão provocada, você precisará retornar às suas atividades físicas, iniciando pela caminhada e aumentando a intensidade com o passar do tempo e na dependência da ausência de sintomas.

 

O seu médico, provavelmente, lhe orientará sobre isso e pedirá para você exames que ajudarão a medir o nível de esforço que você poderá fazer. Alguns colegas médicos solicitam o teste ergométrico de controle pós infarto para medir o nível de esforço em que você deve chegar durante as suas atividades físicas.

 

Vida normal após o infarto:

Qualquer pessoa que teve um infarto pode infartar novamente, isso é importante frisar. Entretanto, um paciente que teve um infarto pode praticamente eliminar/reduzir a chance de ter um infarto novamente desde que inicie uma vida normal… Eu disse VIDA NORMAL.

Vida normal, na definição de um cardiologista e de todos que pensam na saúde do paciente é: ATIVIDADE FÍSICA REGULAR + ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL + CONTROLE DOS FATORES DE RISCO PARA O INFARTO + ELIMINAÇÃO DO ESTRESSE.

 

Certa vez falei com o paciente para voltar a ter vida normal, ele agradeceu, virou para a esposa e disse: “Tá vendo o que o médico disse? Já estou liberado para voltar ao meu churrasquinho.” (rs). Portanto, vida normal é vida normal indicada pelo cardiologista e não a “vida normal” que o paciente tinha antes de infartar. Atenção.

 

Entendido?

Ainda com dúvidas? Pergunte!

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

5 Comments

    • Muito bem colocado as palavras do Dr. Leonardo Alves, tenho 41 anos e a exato 1 ano tive um Infarto e realmente após ter infartado fiquei muito assustado e com medo de se repetir, mas temos é que procurar levar a vida normal dentro das indicações do médico e procurar esquecer o trauma, dentro de cada orientação médica fazer as a atividades físicas, ter uma alimentação saudável e uma vida um tanto longe do estresse. Segui à risca as orientações da minha médica e hoje levo uma vida normal.

      Post a Reply
  1. Dr. Meu marido sofreu um infarto em set/11 ele tem 41 anos e atualmente toma atrovastatina, enalapril, caverdilol (3 x ao dia) e espirolactona. Todos os médicos que ele passa e mostra os exames dizem que é um milagre ele estar vivo. Num ultimo exame que fez (estresse induzido) mostrou que o coração dele está abaixo de 40% do normal. Ele abusa na cerveja, churrascos, e vinho isso sem falar no estresse diário no trabalho. Ele corre risco de sofrer um novo infarto?? Eu receio que sim…. estou correta???

    Obrigada!

    Post a Reply
    • Olá, Daniele.
      A pessoa que sofre um infarto PRECISA MUDAR O SEU ESTILO DE VIDA.
      Continuar no mesmo modo ou no caminho que provocou o infarto… é bastante complicado…
      Folhas verdes, caminhadas, atividade física é uma caminho mais adequado.
      Redução de estresse, dentre outras.
      Milagres acontecem… mas não é bom ficar colocando à prova… Um milagre é uma oportunidade de mudança e uma ajuda com o objetivo de que o paciente mude seu estilo de vida – não é para abusar, entende?
      Fale com ele para seguir as orientações dos médicos e levar uma vida mais saudável…
      Leonardo.

      Post a Reply
  2. olá,me chamo simone tenho 43 anos eu enfartei o ano passado
    hoje tenho muito medo de enfarta na da lembro passei mal dorminho.gostaria de saber
    posso beber . pq vejo pessoas com a mesma doença que a minha e bebe
    meu medico falou que eu não posso.pq o pessoal bebe então . eu fumava muito por isso enfartei
    .graça adeus eu parei .desse mal não vou morrer

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!