Remédios para Pressão Alta – Nomes, Doses…Tudo!

Sabe quais são os Remédios para Pressão Alta? Existem dezenas de diferentes medicamentos para tratar a pressão arterial alta. Eles são conhecidas como anti-hipertensivos. Se você tem Hipertensão arterial, possivelmente estará utilizando um dos medicamentos dessa lista. Confira.

Como escolher seu Medidor de Pressão?

 

Remédios para Pressão Alta – Hipertensão Arterial

remedios para pressão alta

remedios para pressão alta

Os Remédios para Pressão Alta são divididos em 11 categorias com base na forma como eles funcionam dentro do seu organismo. Cada um tem seu próprio benefício e seus efeitos colaterais. Com tantas opções disponíveis, encontrar o medicamento mais adequado para o tratamento da sua pressão alta pode ser uma tarefa árdua e difícil e exige paciência dos médicos e dos pacientes.

Não espere que seu médico acerte sua medicação já na primeira vez que você utiliza um novo medicamento. Vale a pena fazer um esforço uma vez que os riscos para a sua saúde são tão altos. 1)Medications for High Blood Pressure

Converse com seu médico para que ele encontre o melhor plano de tratamento para o seu caso.

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Remédio para Pressão Alta – Diuréticos

Dos remédios para pressão alta, os Diuréticos ajudam os rins se livrar do excesso de água e sal (sódio). Isto reduz o volume de sangue que tem de passar através dos vasos sanguíneos e, como consequência, e a pressão sanguínea abaixa.

Quais os tipos de Diuréticos?

Dentre os Diuréticos (medicamentos para pressão alta), há três tipos principais, que são definidos pela forma como eles funcionam:

  • Diuréticos tiazídicos.
  • Diuréticos de alça
  • Diuréticos poupadores de potássio.

Os diuréticos do grupo tiazídicos têm geralmente menos efeitos colaterais que os outros, especialmente quando usados em doses baixas, que são as doses que geralmente são utilizadas no tratamento da pressão arterial alta.

Remedios para Pressão Alta - diuréticos

Remedios para Pressão Alta – diuréticos

Os diuréticos tiazídicos incluem:

Os diuréticos poupadores de potássio incluem:

  • Cloridrato de amilorida
  • Espironolactona (Aldactone)
  • Triamtereno

Os diuréticos de alça incluem:

  • bumetanida (Bumex)
  • furosemida (Lasix)
  • Piretanida

Os diuréticos em combinação incluem:

  • Cloridrato de amiloride + hidroclorotiazida (Moduretic)
  • Espironolactona + hidroclorotiazida (Aldactazide)
  • Triamtereno + hidroclorotiazida (Dyazide, Maxzide)

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Beta-Bloqueadores- Medicamentos para Hipertensão Arterial:

Outro grupo de Remédios para Pressão alta são os Beta-bloqueadores que ajudar o coração bater com menos velocidade e força. O coração bombeia menos sangue através dos vasos sanguíneos com cada batida e pressão arterial diminui. Eles atuam reduzindo a frequência cardíaca e também são utilizados para redução de taquicardia e de arritmias cardíacas. Esses incluem:

  • atenolol (Ablok)
  • bisoprolol fumarato (Concor)
  • bisoprolol + hidroclorotiazida (Biconcor)
  • tartarato de metoprolol (Lopressor)
  • succinato de metoprolol (Selozok)
  • nadolol (Corgard)
  • pindolol (Visken)
  • cloridrato de propranolol (Inderal)
  • cloridrato solotol (Sotacor)
  • maleato de timolol

 

Remédios para Hipertensão – Inibidores da ECA

Também chamados de IECA – Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina, os inibidores da ECA bloqueando a transformação da angiotensina I em II no sangue e nos tecidos.

Benefícios dos IECA’S

São eficazes no tratamento da HAS, reduzindo a morbidade e a mortalidade cardiovasculares nos hipertensos, pacientes com insuficiência cardíaca, com infarto agudo do miocárdio, em especial quando os pacientes apresentam baixa fração de ejeção, naqueles de alto risco para doença aterosclerótica, sendo também úteis na prevenção secundária do acidente vascular encefálico. Quando administrados a longo prazo, os IECAs retardam o declínio da função renal em pacientes com nefropatia diabética ou de outras etiologias. 2)Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial

Principais Reações Adversas e Efeitos Colaterais:

Tosse seca, alteração do paladar e, mais raramente, reações de hipersensibilidade com erupção cutânea e edema angioneurótico.

Eles incluem:

  • cloridrato de benazepril (Lotensin)
  • captopril (Capoten)
  • maleato de enalapril (Vasopril)
  • fosinopril de sódio (Monopril)
  • lisinopril (Prinivil, Zestril)
  • perindopril (Hipertil)
  • cloridrato de quinapril (Accupril)
  • ramipril (Naprix)
  • trandolapril (Mavik)

 

Medicamentos para Hipertensão – Inibidores dos Receptores da Angiotensina II

Esta classe de drogas também chamados de BRA’s, protegem os vasos sanguíneos a partir da angiotensina II. Eles promovem uma dilatação das artérias reduzindo a pressão arterial. Tem uma ação muito próxima da ação dos IECA (listados acima).

No tratamento da hipertensão arterial, especialmente em populações de alto risco cardiovascular ou com Comorbidades proporcionam redução da morbidade e mortalidade cardiovascular. Estudos também comprovam seu efeito benéfico em insuficiência cardíaca Congestiva e são úteis na prevenção do acidente vascular cerebral. São nefroprotetores no paciente com diabetes melitus tipo 2 com nefropatia estabelecida e incipiente. Metanálise recente aponta equivalência entre BRA II e IECA na redução de eventos coronarianos e superioridade dos BRA II na proteção cerebrovascular. Tratamento com BRA II, assim como o uso de IECA, vem sendo associado a uma menor incidência de novos casos de diabetes melito tipo 2.

Principais reações adversas dos BRA’S

Os bloqueadores do receptor AT1 apresentam bom perfil de tolerabilidade.

Foram relatadas tontura e, raramente, reação de hipersensibilidade cutânea (“rash”). As precauções para seu uso são semelhantes às descritas para os IECA.

Estes medicamentos incluem:

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Medicamentos para Pressão – Bloqueadores dos Canais de Cálcio

Outro grupo importante de Remédios para Pressão Alta são os Bloqueadores dos canais de cálcio. O movimento do cálcio para dentro e para fora das células musculares é necessária para todas as contrações musculares. Estas drogas bloqueiam a entrada de cálcio nas células musculares lisas dos vasos sanguíneos e do coração. Isto faz o coração bater com menos força e ajuda a relaxar os vasos sanguíneos. Como resultado, a pressão arterial diminui.

Apesar do mecanismo final comum, esse grupo é dividido em três subgrupos, com características químicas e farmacológicas diferentes: fenilalquilaminas, benzotiazepinas e diidropiridinas.

São anti-hipertensivos eficazes e reduzem a morbidade e mortalidade cardiovasculares.

Principais reações adversas

Cefaleia, tontura, rubor facial – mais frequente com diidropiridínicos de curta ação – e edema de extremidades,
sobretudo maleolar. Esses efeitos adversos são, em geral, dose-dependentes. Mais raramente, podem induzir a
hipertrofia gengival. Os diidropiridínicos de ação curta provocam importante estimulação simpática reflexa, sabidamente deletéria para o sistema cardiovascular.

Verapamil e diltiazem podem provocar depressão miocárdica e bloqueio atrioventricular. Obstipação intestinal é observada, particularmente, com verapamil.

Eles incluem:

  • besilato de amlodipina (Norvasc, Pressat)
  • cloridrato de diltiazem (Cardizem CD, Cardizem SR, Dilacor XR)
  • Felodipina (Plendil)
  • Isradipino
  • lacidipino
  • lercanidipino (Zanidip)
  • Manidipinno
  • nitrendipino
  • nicardipina (SR Cardene)
  • nifedipina (Adalat CC)
  • nisoldipina (SULAR)
  • cloridrato de verapamil (Calan SR, Covera HS, Isoptin SR, Verelan)

 

Remédios para Pressão Alta – Alpha Bloqueadores

Seu corpo produz um tipo de hormônio chamado uma catecolamina quando está presente em situações de estresse ou cronicamente em alguns estados de doença. Esses hormônios, incluindo noradrenalina e adrenalina, fazer com que o coração bata mais rápido e com mais força e promovem a constrição dos vasos sanguíneos, os quais aumenta a pressão sanguínea.

Estes efeitos ocorrem quando esses hormônios se ligam a um receptor. Os músculos em torno de alguns vasos sanguíneos têm o que são conhecidos como receptores alfa-adrenérgicos. Quando uma catecolamina se liga a um receptor alfa, o músculo se contrai, o vaso sanguíneo se contrai e a pressão sanguínea aumenta. Estes fármacos bloqueiam a ligação aos receptores alfa, assim, o sangue pode fluir através dos vasos sanguíneos mais livremente, e a pressão sanguínea reduz.

Principais ações:

Apresentam efeito hipotensor discreto a longo prazo como monoterapia, devendo, portanto, ser associados com outros anti-hipertensivos. Podem induzir ao aparecimento de tolerância, o que exige o uso de doses gradativamente crescentes.

Têm a vantagem de propiciar melhora discreta no metabolismo lipídico e glicídico e nos sintomas de pacientes com hipertrofia prostática benigna.

Principais reações adversas

Hipotensão postural, mais evidente com a primeira dose, sobretudo se a dose inicial for alta, palpitações e, eventualmente, astenia.

Eles incluem:
  • mesilato de doxazosina
  • cloridrato de prazosina
  • cloridrato de terazosina

 

Remédio para Pressão alta – Alpha-Beta-bloqueadores

Dos Remédios para Pressão Alta, os bloqueadores alfa-beta tem um efeito combinado. Eles bloqueiam a ligação das hormonas catecolaminas para ambos os receptores alfa e beta. Portanto, eles podem diminuir a constrição dos vasos sanguíneos, como bloqueadores alfa, e abrandar o ritmo e a força dos batimentos cardíacos como beta-bloqueadores.

Eles incluem o:

  • carvedilol (Coreg) e
  • cloridrato de labetolol).

 

Remédio para Pressão Alta – Alfa-2 Agonistas do Receptor

Estas drogas reduzem a atividade no sistema nervoso simpático, assim como outros bloqueadores alfa, o que diminui a pressão sanguínea. A principal diferença biológica entre eles e outros bloqueadores alfa é que eles alvo apenas um tipo de receptor alfa.

Seu efeito hipotensor como monoterapia é, em geral, discreto (B). Entretanto, podem ser úteis em associação com
medicamentos de outros grupos, particularmente quando há evidência de hiperatividade simpática.

Eles são um tratamento de primeira escolha durante a gravidez, porque eles geralmente apresentam poucos riscos para a mãe ou o feto.  A experiência favorável em relação à segurança do binômio materno-fetal recomenda a alfametildopa como agente de escolha para tratamento da hipertensão das grávidas.

Um exemplo é:

  • metildopa (Aldomet).

 

Remédio para Pressão Alta – Agonistas centrais

Estes medicamentos impedem o cérebro de enviar mensagens para o sistema nervoso para liberar catecolaminas e, assim, acelerar o ritmo cardíaco e contrair os vasos sanguíneos. O coração, assim, não bombeia sangue com tanta forma e o sangue flui mais facilmente, assim a pressão arterial diminui.

Esses incluem:

  • alfa metildopa (Aldomet)
  • cloridrato de clonidina (Catapres)
  • acetato de guanabenz (Wytensin)
  • cloridrato guanfacine (Tenex)

 

Remédios para Pressão Alta – Inibidores adrenérgicos periféricos

Dos Remédios para pressão alta, este grupo de drogas trabalham para bloquear certos mensageiros químicos dentro do cérebro. Isso impedem que os músculos lisos (os músculos das artérias) enviem a mensagem para a constrição. Estes medicamentos são geralmente utilizados apenas em casos especiais, se outros medicamentos não são eficazes.

  • guanadrel (Hylorel)
  • guanetidina monosulfate (Ismelin)
  • reserpina (Serpasil)

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Remédios para Pressão alta – Vasodilatores diretos

Os Vasodilatadores relaxam os músculos nas paredes dos vasos sanguíneos, especialmente as pequenas artérias chamados arteríolas. Isto alarga os vasos sanguíneos e permite que o sangue flua através deles mais facilmente. Como resultado, a pressão sanguínea cai.

Este grupo inclui:

  • cloridrato de hidralazina (Apresoline) e
  • minoxidil (Loniten).

 

Planos de Tratamento para Pressão Alta

A sociedade Brasileira de Hipertensão arterial recomenda uma abordagem progressiva e atenciosa ao se iniciar o tratamento da Hipertensão, seguindo a um esquema/organograma bem estruturado.

Tratamento da Pressão Alta

Tratamento da Pressão Alta

O medicamento de primeira escolha para a pressão arterial elevada são geralmente um diurético tiazídico. Para algumas pessoas, um diurético por si só é suficiente para controlar a pressão arterial. No entanto, em muitos casos, o diurético é combinado com outro medicamento em uma das seguintes categorias, pois eles podem potencializar o efeito um do outro e atingir um melhor controle da hipertensão arterial.

  • bloqueador beta
  • inibidor da ECA
  • II bloqueador do receptor de angiotensina (BRA)
  • bloqueador do canal de cálcio

Quando usar uma Combinação?

Adição de um segundo medicamento pode reduzir a pressão arterial mais rapidamente do que um diurético sozinho.

Ele também permite que você tome menos de cada medicação, que pode reduzir os efeitos colaterais. A escolha de uma medicação adicional da pressão arterial é muitas vezes influenciada por outros problemas de saúde que possa ter. Por exemplo, um paciente com doença arterial coronariana pode receber um bloqueador beta, devido à sua redução da pressão arterial propriedades e porque diminui o risco geral de morte. Se você tem diabetes, além de pressão arterial elevada, o seu médico pode escolher um inibidor da ECA ou BRA, a fim de proteger os rins de danos diabética e ajudar a controlar a pressão arterial.

Se estes tipos de medicação não forem suficientes para baixar a sua pressão arterial, você pode ser um caso de Hipertensão arterial resistente ou de uma Hipertensão Secundária (a irmã da pressão alta). Converse com o seu médico sobre o seu caso.

 

Você usa algum desses medicamentos?

Conte-nos a sua experiência com os medicamentos para pressão alta. Já está utilizando algum? Sentiu algum efeito colateral?

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes. CRMMG: 33.669 - Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

2 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!