Taquicardia: Definição, Causas, Tipos e Tratamento! [Sem Mitos]

A taquicardia é o termo médico usado quando uma frequência cardíaca que excede o intervalo normal. De forma geral, uma freqüência cardíaca em repouso mais de 100 batimentos por minuto é aceito como taquicardia. A Taquicardia pode ser causada por vários fatores que muitas vezes são benignos (sem maior gravidade). No entanto, a taquicardia pode ser perigosa, dependendo da velocidade do tipo de ritmo que o coração está.

Taquicardia

Taquicardia – Fonte: Wikipedia

Você já dever ter passado por um momento de taquicardia – é óbvio. 1)Wikipedia.eng Você percebe que seus batimentos estão acelerados, coloca a mão sobre seu pulso (tentando contá-los), tira a mão do pulso e a coloca sobre o peito… Se você tiver um perfil ansioso, já entra em desespero… Será que é grave? Devo procurar um médico? Está normal? Lendo esse artigo, você irá tirar todas as suas dúvidas.

 

O quê é Taquicardia?

Como disse acima, de forma geral, uma freqüência cardíaca 2)Wikipedia.eng em repouso mais de 100 batimentos por minuto é aceito como taquicardia. 3)Wikipedia Esses valores, entretanto, variam com a idade do paciente. É muito comum vermos mães ansiosas ao verem o coração de seus filhos “acelerados”, quando na verdade, elas estão comparando o coração delas (adulta) com o do seu filho (uma criança pequena). Portanto é importante fazer a avaliação baseado na idade do cliente.

  • 1 – 2 dias: taquicardia > 159 (bpm).
  • 3 – 6 dias: taquicardia > 166 bpm.
  • 1 – 3 semanas: taquicardia > 182 bpm
  • 1 – 2 meses: taquicardia > 179 bpm
  • 3 – 5 meses: taquicardia > 186 bpm
  • 6-11 meses: taquicardia > 169 bpm
  • 1 – 2 anos: taquicardia > 151 bpm
  • 3 – 4 anos: taquicardia > 137 bpm
  • 5 – 7 anos: taquicardia > 133 bpm
  • 8 – 11 anos: Taquicardia > 130 bpm
  • 12 – 15 anos: taquicardia > 119 bpm
  • > 15 anos adultos: taquicardia > 100 * bpm

* Esses valores não são absolutos e pequenas variações podem ocorrer.

 

A Taquicardia é medida em Repouso?

É importante frisar e destacar que a taquicardia se refere a um ritmo cardíaco anormalmente rápido em REPOUSO – geralmente pelo menos 100 batimentos por minuto; e, como dissemos acima, o limite de um ritmo normal do coração (pulso) baseia-se geralmente com a idade da pessoa. Apesar de ser geralmente benigna, a taquicardia pode ser perigosa, dependendo da presença de doenças no seu coração, com a insuficiência cardíaca e a Angina.

Eu fiz questão de colocar um parágrafo especial para discutir esse tema, pois não podemos que uma pessoa que esteja praticando exercícios está com taquicardia. Não! A taquicardia, por definição é quando uma pessoa (em repouso) tem batimentos por minuto acima dos limites normais (descritos acima).

Bradicardia Sinusal:

Trata-se de situação definida quando a freqüência cardíaca for inferior a 50 bpm. 4)Diretriz de interpretação de eletrocardiograma de repouso Muitos ainda confundem achando que bradicardia é quando a FC está abaixo de 60bpm – NÃO, isso já mudou, conforme você pode ler nas Diretrizes de Interpretação do ECG.

 

Taquicardia Sinusal:

Esta situação é definida quando a FC for superior a 100 bpm. 5)Diretriz de interpretação de eletrocardiograma de repouso

 

O quê a Taquicardia Sinusal provoca no coração?

Em corações normais, NADA – apenas a percepção de que os batimentos estão anormalmente rápidos – e essa é também chamado de palpitações, que falamos sobre elas aqui, aqui e aqui.

Entretanto, quando o coração é doente e bate além dos limites normais, ele bombeia com menor eficiência e fornece menos fluxo de sangue para o resto do corpo, incluindo próprio coração. O aumento da freqüência cardíaca também leva ao aumento do trabalho e da demanda de oxigênio pelo coração, que pode levar à isquemia relacionada à frequência cardíaca. Enfim, em corações alterados (com Insuficiência cardíaca ou Isquemia) – Confira o Livro Tratado de Medicina Interna:

  • A taquicardia faz o coração bombear com menos eficiência.
  • O fluxo de sangue para os órgãos diminui.
  • A oxigenação do coração fica prejudicada.
  • Pode ocorrer angina provocada por taquicardia.

 

Quais as causas de Taquicardia?

Há diversas situações e problemas que podem causar a taquicardia, dentre elas:

Causas Não-Cardiológicas de Taquicardia:

  • Febre;
  • Ansiedade;
  • Sustos;
  • Queda de pressão arterial;
  • Elevação da pressão arterial;
  • Hipertireoidismo;
  • Hipovolemia por desidratação ou choque;
  • Sepse e infecções;
  • Café em excesso;
  • Álcool em excesso;
  • Tabagismo;
  • Drogas de abuso (cocaína, heroína etc);
  • Energéticos;
  • Guaraná em pó;
  • Dor;
  • Distúrbios hidro-eletrolíticos (baixa de sódio, elevação ou baixa de potássio, etc).
  • Taquicardia medicamentosa, como Medicações para Hipertensão (Amlodipina e outros bloqueadores dos canais de cálcio); Medicações para os pulmões (Berotec, principalmente – usado na micronebulização), Aminofilina, Antidepressivos, Anticoncepcionais, dentre outros.
  • Etc. 6)MedicalNewsToday

Como você vê, várias situações não cardiológicas podem provocar a Taquicardia.

Causas Cardiológicas de Taquicardia:

 

O Diagnóstico da Taquicardia Sinusal!

O diagnóstico da taquicardia sinusal é uma das tarefas mais simples da cardiologia e da medicina em geral. E até mesmo o próprio paciente pode fazer o diagnóstico dessa situação clínica. Para isso, basta ter um relógio e usar as suas mãos (dedos, na verdade).

Se a Frequência for maior que o limite descrito no início desse artigo, há uma taquicardia.

  • Acima de 100 bpm: Taquicardia.
  • Abaixo de 60 bpm: Bradicardia.

 

Qual é a sua Frequência cardíaca Máxima?

Não existe uma resposta 100% correta para descobrir qual é a FC máxima de uma pessoa, mas existem algumas fórmulas experimentais que dão uma ESTIMATIVA desse valor. Mas antes de chegar a ela, é importante você saber o seguinte:

  • A FC máxima NÃO É o limite para dizer se o paciente está ou não em Taquicardia.
  • A FC máxima é uma medida do exercício e não do repouso.
  • A FC máxima NÃO É um limite máximo para o seu coração.
  • Não quer dizer que se sua FC máxima for 180 bpm, que se você estiver em 181 bpm você está próximo da morte.
  • Não quer dizer que seu coração não possa ultrapassar o valor máximo (sem riscos).
  • A FC máxima é uma medida de esforço, e não de repouso.

Se a Frequência for maior que o limite descrito no início desse artigo, há uma taquicardia.

 

Qual é a Fórmula para Cálculo da Frequência Cardíaca Máxima?

É simples, a fórmula é: 220 (menos) a sua idade. Vamos a exemplos:

  • Pessoa com 40 anos: FC máxima: 220 – 40 = 180 bpm.
  • Pessoa com 30 anos: FC máxima: 220 – 30 = 190 bpm.
  • Pessoa com 60 anos: FC máxima: 220 – 60 = 160 bpm.

A frequência cardíaca do repouso, normalmente é um valor que está abaixo do limite da FC descrito no início desse artigo e não costuma ter relação com a FC máxima.

 

FC de Repouso: Faça suas próprias estimativas:

Não existe uma fórmula mágica e para que você tenha uma noção aproximada, faça várias medidas da sua pulsação ao longo de um dia ou de uma semana, em um momento em que você estiver tranquilo, calmo, sem estar realizando nenhum esforço físico.

No geral, a média dos valores será sua FC de repouso.

  • Pessoa com 30 anos: FC de Repouso: 220 – 30 = 190 bpm.
  • Pessoa com 60 anos: FC de Repouso: 220 – 60 = 160 bpm.

 

FC Mínima: Durante a madrugada, em sono profundo…

Não será possível você fazer a medida da sua FC mínima, pois ela deve ser medida quando você estiver dormindo, em sono profundo. Normalmente, A FC mínima é descoberta durante o exame de HOLTER de 24 horas, pois ele faz um eletrocardiograma de 24 horas e percebe qual foi a sua FC mínima daquele dia.

 

Como medir sua Pulsação?

Medir sua pulsação (ou “pulso”, mas a palavra correta é “pulsação”) pode lhe ajudar a determinar a sua frequência cardíaca sem nenhum equipamento especial. Isto pode ser útil se você estiver se exercitando ou se tiver problemas do coração. Depois de ter dominado a técnica, ensine-a a sua família e amigos! 7)Fonte: WikiHow

Taquicardia

Use os dedos para encontrar a pulsação. Não use o polegar ao medir a pulsação pois ele já tem pulsação própria, o que pode fazer com que você se confunda.

  • Verifique a pulsação radial. Esta é a pulsação medida na parte de dentro do pulso. Ponha as pontas de três dedos abaixo do pulso, na base do polegar. Pressione até sentir a pulsação, ou mova os dedos para encontrá-la.
  • Confira a pulsação da artéria carótida. Para sentir a pulsação do lado de dentro do pescoço, coloque dois dedos, de preferência o indicador e o médio no espaço entre a traquéia e o músculo do pescoço. Pressione levemente até sentir a pulsação.

Taquicardia

Preste atenção no ritmo e intensidade da pulsação, além de anotar o número de batidas por minuto. Use um relógio que tenha o ponteiro dos segundos. Repare se o seu batimento é constante ou irregular, e se a pulsação é forte ou fraca.

  • Se não tiver um relógio por perto, recomenda-se contar as batidas por 15 segundos e multiplicar o resultado por 4 para obter o número de batimentos cardíacos por minuto:
  • Sua pulsação é: (batimentos em 15 segundos) X 4 = F (sua frequência cardíaca). Você pode também contar os batimentos cardíacos por 30 segundos e multiplicar o resultado por 2.

Taquicardia

Determine a sua frequência cardíaca normal. Em adultos, a pulsação normal em repouso fica entre 60 a 100 batimentos por minuto. Para menores de 18 anos, a frequência normal gira entre 70 a 100 batimentos por minuto. Essa é a sua frequência quando você está em repouso. Determine o número de batimentos por minuto seguindo os passos abaixo.

  • Vale lembrar que você pode determinar a sua frequência cardíaca contando os batimentos por 15 segundos e multiplicando o resultado por 4.

 

O Diagnóstico Diferencial da Taquicardia Sinusal!

Até o momento, nós falamos da Taquicardia Sinusal que é uma situação BENIGNA e que tem pouca ou nenhuma repercussão sobre o coração. Por outro lado, há situações que parecem que o paciente está com uma taquicardia (benigna) mas que na verdade é uma doença cardíaca, uma arritmia, como a Fibrilação Atrial ou as Extra-sístoles.

Taquicardia Atrial:

É uma arritmia cardíaca iniciada nos átrios que provoca uma taquicardia no paciente, mas que difere da taquicardia normal, benigna. O diagnóstico é feito pelo eletrocardiograma. 8)Medscape

Taquicardia Atrial Paroxística:

É uma arritmia cardíaca atípica, que se inicia e termina abruptamente é que costuma ser diagnosticada o Holter de 24 horas.

Extra-sístoles:

É uma arritmia cardíaca que se manifesta com palpitações frequentes em intervalos irregulares – muitas vezes benignas e de tratamento difícil. Você pode ser mais sobre elas nesse artigo.

Fibrilação Atrial:

É uma arritmia cardíaca complexa, que representa uma doença relativamente grave no coração, que pode causar Acidente vascular cerebral e até mesmo insuficiência cardíaca, se não for tratada. Seus sintomas podem ser semelhantes à taquicardia benigna, mas com complicações significativamente mais graves – como pode ser lido nesse artigo.

Taquicardia Ventricular e Fibrilação Ventricular:

É uma arritmia cardíaca extremamente grave cuja única semelhança com a taquicardia (benigna) está no início do nome. Esta é grave, causa desmaios, síncope e morte súbita: normalmente, anda junto com a Fibrilação Ventricular. Mas é muito importante NÃO CONFUNDIR Taquicardia benigna, com Taquicardia ventricular. 9)Medtronic

Taquicardia Paroxística Supra-Ventricular – TPSV:

É uma arritmia cardíaca também grave, que causa grandes sintomas ao paciente, mas que não costuma casuar morte súbita como a Fibrilação Ventricular. Merece acompanhamento e tratamento médico específico. Leia mais nesse artigo.

Outras:

Diversas outras taquicardias podem causar confusão com a Taquicardia. Entretanto, a Taquicardia benigna não costuma estar acompanhada de sintomas, enquanto as outras tem sintomas graves e que causam muito incômodo aos pacientes.

 

Se a Taquicardia sinusal é benigna, para quê tratar?

No geral, a taquicardia benigna NÃO NECESSITA DE TRATAMENTO.

Mas há situações já listadas no início desse artigo, como Insuficiência Cardíaca e na Doença coronariana que o paciente necessita utilizar medicações para tornar a FC mais lenta, favorecendo um bom desempenho do coração.

Quando essas duas situações não estão presentes, o paciente costuma ser orientado para controlar sua ansiedade ou tratar as causas não cardíacas que costumam estar presentes.

 

Minha FC era 65 bpm, agora está 90 bpm – Preciso tratar?

É muito comum que um paciente de 23 anos venha ao consultório com esta queixa. No geral, muito ansioso, ele leu e releu esse artigo e aprendeu a medir a sua pulsação. Comprou uma caderneta e anota a sua FC. Com o passar do tempo, ele percebe que sua FC média passou de 65 bpm para 90 bpm ou 95bpm e entra em pânico.

Eu lhe pergunto: Ele está em taquicardia?

Resposta 1: “oficialmente” NÃO.

Resposta 2: “baseado na sua média”: também NÃO.

Pois para sermos fieis à definição, a taquicardia ocorre quando a FC está acima de 100 bpm, em repouso. Por outro lado, podemos perceber que esse paciente está “tornando-se taquicárdico”, pois essa FC de 90 bpm não era o SEU normal, o SEU habitual.

 

O quê pode ter acontecido?

Várias situações podem ter ocorrido para que a FC do paciente esteja mais elevada, ainda dentro do limite normal.

  • Ele praticava atividade física e agora está sedentário.
  • Ele está passando por uma situação de estresse emocional.
  • Ele está com febre.
  • Ele está com infecção.
  • Ele está com problemas de tireoide.
  • Ele isso… Ele aquilo… Ele “aquiloutro”…

Ou seja, todas as situações que eu listei no início desse artigo podem estar acontecendo.

Mas há situações já listadas no início desse artigo, como Insuficiência Cardíaca e na Doença coronariana que o paciente necessita utilizar medicações para tornar a FC mais lenta, favorecendo um bom desempenho do coração.

 

Há algo que eu possa fazer para reduzir minha FC?

Sim, você pode tentar algumas dessas opções:

  • Respire fundo.
  • Durma melhor.
  • Retire / Reduza o seu estresse.
  • Se tornou-se sedentário, volte a praticar exercícios (com liberação do seu médico).
  • Observe se alguma bebida está causando a taquicardia – atenção para o excesso de café, energéticos e refrigerantes à base de cola.
  • Exercite-se mais!
  • Pare de fumar.

Fiz o ECG quando estava ansioso e tive taquicardia!

A realização do ECG deve ser em repouso físico e emocional, portanto, ansiedade acelera o coração e provoca taquicardia.

Deve-se acalmar! Talvez realizar um novo eletrocardiograma.

E então, o quê devo fazer?

Depois de ter lido esse artigo? Compartilhe-o com seus amigos.

Mas se você estiver sentindo / achando / julgando que você está com taquicardia, procure o seu médico de confiança.

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes.
CRMMG: 33.669 – Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

71 Comments

  1. Olá, doutor!
    Estou na fase fianl de um concurso e passarei pela avaliação médica oficial. Fiz alguns exames e todos estão dentro da normalidade. Mas, como costumo ficar ansioso na frente do médico ou outro profissional da saúde, ao realizar o eletrocardiograma, os meus batimentos chegaram a 101 por minuto e, por isso, acusou uma taquicardia sinusal. Posso ser retido no dia da perícia por causa da frequência cardíaca? Ou o médico compreenderá esse meu perfil ansioso?
    Desde já agradeço pela sua atenção

    Post a Reply
      • Olá doutor, parabéns pelo site e pelo ótimo trabalho e atenciosidade!

        Tenho 27 anos, e durante muito tempo estive preocupado com minha saúde cardíaca, por sentir dores no peito, etc. Mas fiz uns 2-3 eletros, e um ecodoppler, que nunca acusaram nada.

        Mas as vezes sinto algo, tipo sinto uma repentina pressão no peito como se o coração tivesse dado uma batida mais forte, e uma leve falta de ar que as vezes me faz tossir. Mas não é nada prolongado, coisa de menos de um segundo.

        Faço academia com alguma frequência e alguma atividade física, não bebo nem fumo, sou muito ansioso (tenho fobia social), enfim, queria uma opinião profissional, caso possível.

        Abraços, Wallace S.

        Post a Reply
        • Ei, Wallace.
          Obrigado por gostar do blog.

          Quando você diz:
          “Mas as vezes sinto algo, tipo sinto uma repentina pressão no peito como se o coração tivesse dado uma batida mais forte, e uma leve falta de ar que as vezes me faz tossir. Mas não é nada prolongado, coisa de menos de um segundo.”

          A batida mais forte é a palpitação e pode ser causada pela extra-sístoles… veja aqui.
          Faça um check-up com seu médico.
          Abraços.

          Post a Reply
  2. tenho arritimia a des anos agora meu coraçao ao deitar bate que nao consigo contar de tao rapidoe nao tenho pressao sinto muito mal o que fazer

    Post a Reply
    • Conceição.
      Seu médico saberá o motivo da taquicardia.
      Como viu no artigo, há várias causas.
      Abraços.

      Post a Reply
  3. Olá doutor.
    Quando tinha 16 anos tive uma paralisia facial e consequentemente tive arritmia sinusal e fiz um exame chamado aslo que deu alterado e o médico me tratou com uma possivel febre reumatica.Fiz tratamento e sempre fazia eletro que não acusava mas nada ,fiz eco e não acusou nada.Qnd engravidei com 25 anos fiz acompanhamento com outro medico e ele contatou que possivelmente nunca tive febre reumatica que somente a alteração do aslo não seria o suficiente para diagnostica-la (nunca tive sintomas ,nem dificilmente tenho ou tinha garganta inflamada ) …Bom fiz exames na gravidez e todos normais.Agora com 27 anos tive um abalo emocional,e tive efeitos colaterais do anteconcepcional,fiz ele e acusou taquicardia sinusal 120 bpm.Bom a pergunta é , fui a médica e ela me examinou falou q nao tenho sinais de sopro,e q possivelmente seja estresse.Mediu a frequencia estava em 120 bpm.Mas quando estamos ativos qual seria a frequencia cardiaca normal?? Bom tenho sensação de palpitações pelo menos 1 vez no mês e não temho nenhum sintoma fora a palpitação.O anteconcepcional pode ter influencia nessa taquicardia? Ela é benigna??

    Post a Reply
    • Bia,
      “Mas quando estamos ativos qual seria a frequencia cardiaca normal?? ” – o NORMAL é acima de 100 bpm (pois está em exercícios)
      O máximo estimado, seria 220 menos a sua idade.

      “Mas quando estamos ativos qual seria a frequencia cardiaca normal?? ”
      Pode sim, alguns.

      “É benigna?”
      Normalmente, SIM.

      Abraços.

      Post a Reply
  4. Olá, doutor!
    Para evitar os sintomas da Síndrome do Jaleco Branco, antes de um exame pré-admissional tomei um comprimido de Propranolol 40mg em jejum, duas horas antes da avaliação médica. O resultado foi desastroso. Apesar de ter me sentido muito tranquilo durante a aferição da pressão, o resultado não foi o que eu esperava, a pressão estava alta (17 por 10) e a glicose 150 e frequência cardíaca 65 bpm.
    Eu tive a sorte de não ser retido na perícia, mas passei por uma situação embaraçosa.
    O que pode ter acontecido, doutor?

    Post a Reply
    • Sérgio.
      Com esses valores de pressão alta… você já tinha (provavelmente) hipertensão arterial antes da consulta…
      A glicemia de 150mg é, realmente, muito alta, mas não foi causada pelo Propranolol.
      O que pode ter acontecido… seu médico avaliará melhor, mas sugiro que mantenha um peso ótimo e faça exercícios regulares para emagrecer (se for o caso).
      Isso lhe ajudará muito.
      Faça o tratamento da sua pressão alta.
      Abraços.

      Post a Reply
  5. Ola doutor tenho 22 anos .fiz um ECG e meus batimetos chegaram a 104 BPM.o resultado foi tarquicardia sinusial.porém fiquei muinto preocupado a final eu corro riscos maiores? Tem cura?sou muinto ancioso!

    Post a Reply
    • Flávio, Tudo ok?
      A ansiedade é uma das causas de taquicardia… e 102bpm está quase normal (limite 100bpm)…
      Provavelmente, por culpa da ansiedade.
      Mostre para seu médico e faça controle / tratamento da sua ansiedade.
      Abraços.

      Post a Reply
  6. Olá boa tarde
    Tirei a tiróide em Maio de 2015 e nessa altura a minha tensão arterial era baixa, na ordem dos 100/50 e o pulso cerca dos 55 a 65. Agora, desde Janeiro, a tensão tem estado igual, mas o pulso subiu para os 95 e já tive dias com 112.
    Devo ficar preocupada?
    Obrigado pela atenção

    Post a Reply
    • Olá, Carla.
      Quando se tira a tireoide (Tireoidectomia) é necessário utilizar hormônios … Você precisa fazer o controle do seu TSH…
      Muitas vezes, as medicações podem estar com dose mais elevada e você estar com mais hormônios (vindos dos comprimidos que utiliza) que deveria.. Veja com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  7. Olá doutor
    O meu filho de 24 anos Com difice de hormonas de crescimento, varias neoplasias ,hidrocefalia,diabetes, epilepsia e mais una tantos problemas, HOJE,acordou Com fortes dores de cabeça e 110 Em repouso.
    Liguei para o neurologista pois às ausencias e voltaram e cada dia que passa mais parado está.
    Após o deitar e reavaliar o seu ritmo cardiaco assustei-me, varia entre 105 e 133.
    Já não sei o que fazer. O que poderá estar a originar isto?

    Ao fazermos umá ecografia descobrimos uma sequela do cateter ventricular pelo qual fazia os tratamentos de quimioterapia, estava a arteria calcionada. Pode ter algo Em comum?

    Obrigada pela atenção
    Cumprimentos

    Post a Reply
    • Oi, Vera.
      “Após o deitar e reavaliar o seu ritmo cardiaco assustei-me, varia entre 105 e 133.” Assustar por estar 133bpm?
      Não, não! Acalme-se.
      A taquicardia é um estado dinâmico – ocorre e deixa de ocorrer, por ansiedade, por dor, etc… Não há necessidade de tratar taquicardia.
      Abraços.

      Post a Reply
  8. Bom dia doutor, tenho37 anos de uns 20 dias pra cá meu coração anda muito acelerado chegando a bater 140 por minuto, fui ao meu cardiologista e ele passou exame de sanguem e holter 24 horas. Porem ele falou que não tinha necessidade de fazer outros exames cardiológicos, e falou que com esse exames já dá para saber oque está avendo,e se não der nada pode ser sistema nervoso, a pergunta que eu faço e que realmente isso e correto? Com esse batimentos a 140 tenho chances de ter um infarto fuminante ? Porque sinto muitas dores no lado esquerdo do peito, porém em outra ocasião fiz exames do coração e não deu nada, ai fiz para a coluna e descobri que eu tenho 4 hérnias de disco na cervical e que a dor pode estar radiando para o meu peito quando está em crise.. Desde já grato pela atenção.

    Post a Reply
    • Davison.
      140bpm, em pacientes saudáveis não é fator de risco para infarto.
      Quantos anos você tem? O risco de infarto é determinado pela presença de colestero, pressão alta, diabetes, etc – NÃO PELA TAQUICARDIA.
      Abraços.

      Post a Reply
  9. Boa noite.
    Tenho bradicardia sinusal, mas nunca tomei nenhum medicamento por causa dos sintomas que não eram tão acentuados como de alguns meses pra cá, não procurei médico pelo fato de me “acostumar” com os sintomas.Mas de alguns dias pra cá sinto um pouco de tontura do nada, fraqueza, vontade apenas de dormir,sinto que posso desmaiar a qualquer momento por causa da fraqueza,mesmo me alimentando e dormindo bem.Mas a última vez que fui ao cardiologista ele me disse que pela minha idade, 27 na época, não teria a necessidade do marca-passo,mas devido aos sintomas me deixarem com medo de passar mal a qualquer momento, estou sem saber o que fazer.Me auxilie por favor doutor.
    Desde á agradeço e aguardo resposta.
    Obrigada.
    Janaína.

    Post a Reply
    • Janaína.
      Deve-se associar ou afastar a bradicardia com os sintomas de tontura.
      Bradicardia com sintomas (normalmente) em idosos pode ser perigosa e significar a doença do nó sinusal.
      Mas em jovens, não costuma ser problema.
      Abraços.

      Post a Reply
  10. estou preocupada com meu filho , ele tem 7 anos e já pela 4 vezes ele disse que o coração de esta batendo muito rápido, a ultima vez ele disse q estava doendo; falei com pediatra dele ele disse que estava tudo normal pq ele e uma criança q não pratica esporte.

    Post a Reply
    • Mirlene.
      Quase todas as mães reclamam disso, sentem o coração batendo e se assustam…
      Se o médico avaliou e está tudo normal, ÓTIMO.
      Relaxe.

      Post a Reply
  11. Olá Drº Leonardo…quando estou em repouso sinto que meu coração treme forte e sinto um aperto no torax e como se estivesse alguma coisa presa na garganta…quando sinto isso meus batimentos aumenta as vezes a PA também. Meu ECG de janeiro desse ano foi normal…Fiz uma endoscopia constatou gastrite nervosa e exames de sangue para tireoides esta normal…o que pode ser Doutor? Estou tomando clonazepam gts pra dormir pq estava com insonia mas as vezes acordo no meio da noite com os mesmos sintomas.

    Post a Reply
    • Leili
      A insônia por provocar um cansaço durante o dia que causa taquicardia.
      Mas o que você queixa são palpitações e sensação de que o coração está acelerado… Veja aqui.
      Só fazendo a consulta para saber.
      Abraços.

      Post a Reply
  12. Excelente informação que deve haver transmitido tranquilidade e conhecimento a numero infinito de pessoas. Para mim , foi muito útil. Agradeço de coração

    Post a Reply
  13. Ola Dr eu tenho 21 anos tive pre eclampsia com 37 semanas de gravidez antes disso descobri que estava com anemia muito forte a medica disse que podia ate me dar uma taquicardia emfim eu ganhei minha bebe não tive eclampsia não fiquei com problema no rim etc … la no hospital meus batimentos cardiacos aceleravam mais ninguem me falava nada depois que vim pra casa piorou estou em repouso ele dispara chega ate 127 ou 130 dura 3 ou 5 minutos ai começa diminuir mais continua rapido uns 90 ou 80 bpm quando meu coração dispara sinto bastante canceira e um pouco de tontura não sinto falta de ar ou dor gostaria de saber se isso pode ser porcausa da anemia e se eu trata-la isto some ?

    Post a Reply
    • Daniela.
      É a típica taquicardia da ansiedade de consultório.
      Deve fazer exercícios e acalmar-se.
      Abraços.

      Post a Reply
  14. Dr preciso muito de uma informação meu coração bate acelerado maior parte do dia não o dia todo mais chega as vezes ate 120 fiz um eletro deu taquicardia sinusal e tudo normal eu tenho anemia forte estou tratando vou fazer um exame da tireoide também e estou controlando a pressão com remédios porque tive pre eclampsia a dois messes enfim minha duvida é se eu tratar a anemia e a tireoide (não sei ainda se tenho problema de tireoide ) controlar a pressão certinho meu coração voltara bater no ritmo normal ??
    obs tenho 21 anos e ninguém próximo da minha família teve problema de coração um irmão do meu avô morreu de infarto acho não tenho certeza

    Post a Reply
    • Daniela.
      Tireóide descontrolada aumenta a frequência.
      Mas principalmente a ansiedade causa taquicardia.
      Não há relação nenhuma com doenças do coração ou doenças na sua família.
      Abraços.

      Post a Reply
  15. Olá doutor.
    Quando tinha 9 anos realizei a seguinte cirurgia: ouvido,nariz e garganta. Hoje aos 19 terei que operar novamente o mesmo. Porém aos 9 tive duas paradas cardíacas.
    Há algum risco?
    E atualmente sinto meu coração acelerar ao dormir e ainda desconforto após isto ocorrer,com tonturas,dor de cabeça.
    O que pode ser?
    Obrigada.

    Post a Reply
    • Ju.
      Se você teve 2 paradas cardíacas, há algum problema em seu coração… e precisa de acompanhamento do seu cardiologista.
      Mas taquicardia não causa parada cardíaca.
      E necessário a avaliação da Tontura em quem já teve parada cardíaca – fale com seu médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  16. Boa noite , Doutor.

    Minha neta de 3 anos, ao passar no pediatra de rotina,foi diagnosticada
    com taquicardia,pois seus batimentos estavam 250 a 300 por minutos.
    Ele pegou ate um aparelho para verificar melhor,e confirmou, pediu vários exames.
    Pediu para a mãe ficar observando e se notar batimentos mais forte levar para o
    pronto socorro,mas nos já tínhamos notado os batimentos muito forte , da para ver
    a blusinha dela mexer ,falta de ar e ao falar dificuldade e a veia do pescoço muito elevada.
    Ao perguntar para a pediatra anterior,ela dizia que era normal para idade dela,e o que ela tinha era bronquite.estamos muito preocupadas,pode ser algo grave..E quanto ao observar batimentos mais fortes, se os batimentos dela ja acusam 250,300…O que fazer… obrigada..

    Post a Reply
    • Leonora
      Acima de 220bpm não costuma ser taquicardia sinusal.
      Deveria ter feito um eletrocardiograma no momento… para melhora avaliação.
      Abraços.

      Post a Reply
  17. Olá, doutor gostaria de algumas informações, pois fiz um eletrocardiograma e acusou taquicardia ,porém minutos antes de entrar na sala eu estava muito nervosa , meu coração estava muito acélerado medo de da alguma coisa no exame , fiquei muito nervosa . O que pode sr .. mostrei pra um cardiologista mais ele não me ajudou muito .. fui mal atendida inclusive. Preciso de ajuda tô muito preocupada . .. sou muito anciosa

    Post a Reply
    • Kelen
      ECG de repouso precisa ser em repouso FÍSICO e EMOCIONAL…
      Diga para seu médico que estava ansiosa e ele entenderá a taquicardia…
      Mas, por isso, não há problemas.
      Abraços.

      Post a Reply
  18. Olá,bom dia!Tenho taquicardia sinusal,e ansiedade.Faço controle da taquicardia com Cloridrato de sotalol meio comprimido pela manhã, e para ansiedade Valeriane um comprimido após o jantar.sentia o coração acelerado e um mau estar,acompanhado pela falta de ar.Pensei que depois de medicada a falta de ar me abandonaria…Será que se tornou psicológico?Meu nome é Helemir,tenho 42 anos,e não sou sedentária…mas não fico sem café!É meu único vício!Aguardo resposta.Obrigado!!

    Post a Reply
    • Helemir.
      Taquicardia é um sinal de alarme, uma reação de alerta do corpo.
      Ansiedade causa taquicardia, sim.
      Café, no momento ou logo após o uso, também.
      Abraços.

      Post a Reply
  19. Olá dr!
    Meu filho, 16 anos, está apresentando esta quadro de taquicardia…
    Gostaria de saber se existe algo natural que se possa fazer para previnir ansiedade… Tratamento só com remédio?

    Post a Reply
    • Karla.
      O exercício é a maneira mais natural de conter a ansiedade… Verdade!
      Além disso, melhora a taquicardia.
      Não se usa remédio para taquicardia… Usa-se para arritmia.
      Abraços.

      Post a Reply
  20. Olá doutor, meu nome é Pedro, tenho 18 anos, e hoje (23/11/2016) eu acordei com uma taquicardia.. A uns 2, 3 meses eu tenho sentido dor no peito, na região do coração, das costas, e palpitações estranhas alem de sentir falta de ar.. E hoje chegou nesse ponto. Obs: Eu tenho sopro no coração, passei no medico a uns anos atras e ele diagnosticou isso, na época me disse que o meu caso não precisava se preocupar porque não era algo que me mataria… isso pode ter vindo se manifestar agora ou algo do tipo? Outra coisa é que nesse mês eu fumei alguns cigarros de tabaco, isso pode ter desencadeado uma arritmia mesmo em pouca quantidade? O que pode ter acontecido Doutor?

    Post a Reply
  21. Olá Dr, tenho uma deficiência na enzima ALDH2, não metabolismo o álcool corretamente e acumula acetaldeido em meu corpo; por consequência tenho rubor facial e batimentos acelerados, apenas uma lata de cerveja já acontece; uma pergunta: se eu prosseguir bebendo (5 latas, não bebo mais que isso) posso morrer? Obs: sou muito ancioso. Agradeceria se me respondesse. Obrigado

    Post a Reply
  22. OLA BOA TARDE,TENHO TAQUIARDIA SINUSAL E PRESSÃO ALTA TOMO VARIOS MEDICAMENTOS,TOMO CONCOR HTC 2X AO DIA ,BENICAR HTC,PROCORALAN,ALDACTONE,MESMO ASSIM MEUS BATIMENTOS CONTINUAM SEMPRE ACIMA DE 90 NORMALMENTE DE 90 A 120 E A PRESSÃO ACIMA DE 14/9 O QUE DEVO FAZER JA QUE ESTOU SENDO MEDICADA

    Post a Reply
    • Olá, Ana Mara.
      A melhor forma de reduzir os batimentos cardíacos é fazendo exercícios moderados e manter a atividade física.
      Abraços.

      Post a Reply
  23. Dr o meu FC varia de 65 90 pois tenho a sensação de que estou com os batimentos mais rápido só que a maioria das vezes lado direito mais não tenho sintomas nenhum só que me emcomoda e acabo ficando com medo de morrer.

    Post a Reply
  24. Dr, sou extremamente ansiosa e a aproximadamente 5 anos atrás fiz o Exame Eletrofisiológico,
    pois diariamente meu coração acelerava, cheguei a passar uma tarde inteira com ele acelerado,
    tomando AMIODARONA E BETABLOQUEADOR, porém os sintomas continuavam. Procurei um especialista
    na área da arritmia e fizemos o exame Eletrofisiológico que não acusou nada, não foi encontrado foco de arritmia.
    Fui diagnosticada com Síndrome do Pânico, mas hoje, 5 anos depois continuo sentindo todos os sintomas, alguns períodos mais intensos outros não. Minha dúvida é: o Exame eletrofisiológico e 100% seguro, ou pode ter passado algum foco de arritmia despercebido. Normalmente minha frequência cardíaca é sempre mais elevada durante o dia.

    Post a Reply
  25. Boa noite doutor. A minha mãe descobriu muito recentemente que tem hipertensão, foi fazer o eletrocardiograma e obteve os seguintes resultados: PR= 0.12; QRS = 0.08 e QT = 0,28, estão valores são normais?

    Post a Reply
  26. OLÁ, BOA TARDE! TENHO UMA FILHA DE 5 ANOS QUE DEVE SER SUBMETIDA A CIRURGIA DE ADENOIDE. MAS RECENTEMENTE DESCOBRIMOS NOS EXAMES PRÉ OPERATÓRIO QUE O LAUDO DO ECG DEU TAQUICARDIA SINUSAL PADRÃO INFANTIL DA REPOLARIZAÇÃO VENTRICULAR. PRECISO SABER SE É GRAVE? SE ELA CORRE RISCO E TRATAMENTO …? OBRIGADA.

    Post a Reply
  27. Olá Dr. Tenho 24 anos, sou sedentário e trabalho sentado para ajudar. No dia de hoje fui brincar de bola com meu sobrinho e fiz bem pouco esforço, mas cansei rápido. Parei e depois de 15 minutos comecei a suar e fui verificar meu pulso e esta à 169bpm, fiquei muito assustado, pois achei que se aumentasse mais eu poderia ter uma parada cardíaca. Uma taquicardia pode acontecer desse jeito? Com uma frequência tão alta assim? (NÃO SENTI MAL ESTAR, APENAS O SUOR E FIQUEI MUITO PÁLIDO NA HORA) os batimentos baixaram para 110 após uns 10min.

    Post a Reply
    • Oi, Diego.
      A frequencia cardíaca máxima é 220 menos a sua idade: se tem 20 anos, a Freq. cardíaca máxima seriam 200bpm … e não há risco de parada cardíaca.
      Abraços.

      Post a Reply
  28. Ola fiz hoje o ECG para fazer colonoscopia em julho,descobri a pouco que tenho DII, no ECG veio :
    812 Taquicardia Sinusial
    *ECG Normal*, fico nervosa com exames rs preciso me preocupar?
    Minha Consulta vai demorar um pouco.
    Agradeço.

    Post a Reply
    • Patrícia.
      ficar nervosa durante o exame acelera o coração, mas não indica problema.
      É ansiedade.
      Abraços.

      Post a Reply
  29. Bom dia doutor. fiz o exame de holter e constou maior taquicardia de 147 bpm e 2 SupraVentriculares isoladas e Ventriculares isoladas de 863 e trigeminadas 1 isso é normal?

    Post a Reply
  30. Boa tarde Dr. Pode-se considerar um paciente como sendo bradicárdico e Taquicárdico quando seus batimentos cardíacos estiverem quanto?

    Post a Reply
  31. Olá Dr°, faz uma semana onde aconteceu um aceleramento brusco dos meus batimentos, eu estava tranquilo conversando com um amigo,estava um dia frio e comecei a suar na lombar e peito, quando passei a mão no peito, senti meus batimentos acelerados. Fui na farmácia medir a pressão e os batimentos estavam 172, o farmacêutico fez a ausculta para confirmar novamente. Fui para casa e apos uns 15min começou baixar para uns 130bpm. Tenho 24anos e lhe pergunto, isso foi uma taquicardia violenta? Poderia ser fatal ? O que poderia ter acontecido para meus batimentos terem acelerados tanto em um momento comum?
    Agradeço se puder me responder!

    Post a Reply
  32. Olá Dr,tenho 33 anos e meu BPM está em 110…até 116 em repouso…faço academia…parei de.fumar a 1 mês,fumei por uns 17 anos,o ritmo sinusal normal mais sempre acelerado.

    Post a Reply
  33. Olá Dr o meu coração chegou a 172 BPM no Holter e a minha cardiologista disse que eu tenho arritmia supraventricular o meu coração é a celerado fiz o eletrocardiograma num deu nada mais fiz o Holter deu arritmia supraventricular e o meu coração bate 150 BPM e tenho falta de ar palpitação cárdico e eu tenho 12 anos

    Post a Reply
    • Guilherme.
      Qual o tipo de arritmia supraventricular? há alguns nomes e tipos.
      Se for taquicardia sinusal: esta não é doença.
      Abraços.

      Post a Reply
  34. Olá Doutor, faz 2 semanas que comecei com uma Taquicardia, constaram que é a Sinusal, cheguei ao hospital com 173 de FC, fiz o eletro tomei um remédio para diminuir a FC e deu certo, no mesmo dia que sai do hospital voltei horas depois com 16.8 de presão sendo que nunca tive presão alta, eles me deram diasepam e tudo certo, desde de que tudo isso começou fazem 2 semanas, eu sempre venho tendo episódios de coração acelerado, vou ao médico eles fazem tudo igual o elétron , dão remédio e está tudo certo, marquei consulta com o cardio estou esperado meus resultados ficarem pronto para ele ver, e me encaminharam para o psiquiatra e ele me passou um remédio Antidepressivo para tomar para controlar a ansiedade, e me disse que isso é síndrome do pânico que eu estou, porém tomei o remédio ontem comecei ontem 18/08/17 e passei super mal com os efeitos colaterais e não vou mais tomar ele vou ter que remarcar a consulta com o psiquiatra, essa noite parei no hospital de novo com os mesmos episódios, enfim nunca tive essas coisas na vida tenho 24 anos e estou com muito medo, confesso que isso está tirando minha paz, Doutor isso tem cura? Me ajude por favor pq fico com o pensamento que vou morrer sabe?
    A única hora que parece que tenho paz é quando consigo dormir, por favor me mande uma mensagem 😓

    Post a Reply
    • Ollá,
      A taquicardia sinusal NÃO É doença…
      Deve acalmar-se, tratar o pãnico e entender que seu coração está apenas acelerado pela taquicardia.
      visite seu médico, ajuste as medicações e melhore.
      Abraços.

      Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Síndrome de Wolff-Parkinson-White - W-P-W - Absolutamente Tudo! - […] W-P-W é uma condição clínica que pode levar a períodos de aumento da freqüência cardíaca (taquicardia). A Síndrome de Wolff-Parkinson-White…
  2. Arritmia Cardíaca - O quê é? Causas, Sintomas, Tratamentos e Riscos. - […] A Arritmia Cardíaca ocorre quando o coração MUDA a forma com bate. Nesse caso, ACELERANDO. São as famosas TAQUICARDIAS. […]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!