Teste ergométrico limítrofe para isquemia costuma ser uma alteração comum em pacientes que realizam o teste ergométrico e os pacientes ficam bastante confusos! Confira o motivo desse laudo!

Pergunte ao Cardiologista!

A dúvida de hoje foi feita pela Hildete na página de perguntas.

Boa noite, a 1 mês fiz um exame de teste ergométrico que deu resultado alterado. A conclusão foi assim: teste ergométrico com alterações eletrocardiográficas limítrofes para avaliação de resposta isquemia miocárdica esforço induzida.

Presença de extrassístoles supraventriculares isoladas durante exame. Ausência de sintomas clínicos.resposta cronotrópica fisiológica,resposta pressórica fisiológica. Presença de artefatos no traçado durante exame.

Qual é a dúvida?

A dúvida da Hildete é a seguinte:

  • O que são Alterações limítrofes para avaliação de resposta isquemia miocárdica?

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

Infradesnível do Segmento ST e o Teste Ergométrico

Teste ergométrico, o que é?

De acordo com a Wikipedia, “Teste Ergométrico, Prova de esforço ou Teste sob estresse físico é um exame complementar de diagnóstico em Medicina, realizado por profissional médico cardiologista habilitado, que consiste em submeter o indivíduo a uma determinada modalidade de esforço físico graduado e monitorado com eletrocardiograma, objetivando aumentar sua demanda metabólica global e em especial a demanda metabólica do coração, podendo assim avaliar, entre outras variáveis, a aptidão cardio-respiratória global do indivíduo e a presença de isquemia no músculo cardíaco.”

É o resultado do teste ergométrico pode ser:

Teste Ergométrico com Isquemia: o quê significa?

O quê é Isquemia?

Isquemia é o termo utilizado pelos médicos para indicar que o coração está com sua oxigenação reduzida e que o músculo cardíaco não está recebendo a oxigenação necessária ou que ele precisa para realizar a sua principal função – que é a contração. 1)Consenso de Teste ergométrico

O que Isquemia pode significar?

Há uma grande possibilidade de que a isquemia signifique que haja uma obstrução nas artérias do seu coração. Do ponto de vista prático, o médico deseja saber se há obstrução em uma grande artéria que irriga o coração – que são as artérias coronárias.

Mas isquemia é uma alteração celular e a presença ou ausência de isquemia indica a presença de uma alteração microscópica – é isso que o teste ergométrico indica.

Teste ergométrico limítrofe para isquemia!

Não vou entrar em detalhe sobre os critérios de isquemia, mas vamos ser didáticos para seu melhor entendimento – imagine que hajam 4 critérios para classificar um teste ergométrico como isquêmico:

  • Critério A
  • Critério B
  • Critério C
  • Critério D

Se o exame do paciente apresenta todos os 4 critérios: ele é um teste ergométrico isquêmico.

Se o exame do paciente apresenta todos os 2 critérios: ele é um teste ergométrico com resposta isquêmica limítrofe

Se o exame do paciente apresenta todos os 1 ou nenhum critério: ele é um teste ergométrico negativo para isquemia.

Infradesnível do Segmento ST e o Teste Ergométrico

Teste ergométrico limítrofe para isquemia: o que fazer?

Seu médico analisará seu teste ergométrico e, juntamente com outros fatores determinará o que fazer:

  • Ajustará suas medicações para um melhor controle clínico.
  • Solicitará um exame adicional: cintilografia ou ecocardiograma de estresse
  • Solicitará um cateterismo cardíaco (menos comum).

Só seu médico poderá dizê-lo e tomar a decisão mais acertada.

Teste ergométrico falso-positivo é ausência de isquemia?

Não, não é ausência de isquemia. Mas é ausência de obstruções coronarianas macroscópicas, visíveis a olho nu e passíveis de tratamento cirúrgico.

Precisamos entender melhor, pois a resposta verdadeira é: teste ergométrico falso-positivo pode indicar algumas situações diversas:

  1. O médico usou um critério de isquemia incorreto: O laudo do teste ergométrico não seguiu aos padrões de isquemia indicados pelas diretrizes ou foi interpretado com um maior rigor (aumentando o número de pacientes falsamente isquêmicos.
  2. O médico interpretou corretamente, o teste realmente demonstra isquemia, mas o cateterismo não mostra obstruções NAS GRANDES ARTÉRIAS. Aqui, vale uma questão, o cateterismo NÃO MOSTRA obstruções nas pequenas artérias e esse pode ser o real motivo do teste dizer que há isquemia.
  3. Isquemia é um termo que indica uma alteração a nível celular/microscópica e o cateterismo não mostra nenhuma informação a nível celular/microscópica.
  4. Cateterismo cardíaco normal indica que as grandes coronárias (as principais) não tem obstruções passíveis de tratamento por cirurgia ou angioplastia.
  5. Cateterismo cardíaco normal NÃO INDICA e não fala nada ao nível de isquemia/celular (essa é uma função do eletrocardiograma (ou da cintilografia).

Alguma dúvida?

Deixe seu comentário.

References   [ + ]

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!