Então, o seu médico lhe solicitou um Teste Ergométrico, não é mesmo? Se você chegou nesta página, imagino duas situações: Ainda não realizou o Teste ergométrico e gostaria de informações sobre como funciona e quais os riscos; ou você já está com o resultado em mãos e tem muitas dúvidas sobre o resultado! Não é isso? Então, leia esse artigo até o fim e fique por dentro.

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

O quê é o teste ergométrico?

Um teste de estresse, também chamado de um teste ergométrico, teste de esteira ou teste de esforço, reúne informações sobre como funciona o seu coração durante a atividade física. O exercício faz seu coração bater mais forte e mais rápido do que o habitual, e um teste ergométrico pode revelar problemas cardíacos que só serão detectados durante o esforço e que nunca seriam diagnosticados durante o repouso. 1)MayoClínic

O Teste ergométrico é um dos exames do coração que são realizados com o auxílio do estresse físico 2)Wikipedia 3)Medscape, assim como a Cintilografia Miocárdica de Esforços e o Ecocardiograma de Estresse físico ou Farmacológico.

Resposta Cronotrópica Deprimida Teste ergométrico!

Para quê serve o Teste ergométrico?

Seu médico pode recomendar um teste ergométrico quando ele suspeitar que você tem a doença arterial coronariana ou um ritmo cardíaco irregular (arritmia). O teste pode também ser utilizado para orientar o seu tratamento, se você foi diagnosticado com uma doença cardíaca:

 

Para Diagnosticar a doença arterial coronariana.

Suas artérias coronárias são os vasos sanguíneos que fornecem o coração com sangue, oxigênio e nutrientes. A Doença arterial coronariana se desenvolve quando estas artérias tornam-se danificadas ou doentes geralmente devido a um acúmulo de depósitos que contêm colesterol outras substâncias (placas). 

Nessa situação, o seu médico pode achar, criar uma hipótese, de que você possa estar com obstrução nas artérias coronárias.

 

Para Diagnosticar problemas do ritmo cardíaco (arritmias).

As Arritmias cardíacas ocorrem quando os impulsos elétricos que coordenam o seu ritmo cardíaco não funcionam corretamente, o teu coração começa a bater muito rápido, muito devagar ou de forma irregular.

Algumas dessas arritmias são desencadeadas pelo esforço físico e o seu médico pode estar querendo saber como o seu coração se desenvolve durante o esforço físico e como o ritmo cardíaco se comporta com uma carga maior de adrenalina.

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

Para Guiartratamento de doenças do coração.

Muitas vezes, o médico já fez o diagnóstico de uma doença cardíaca, e um teste ergométrico pode ajudá-lo a descobrir como anda o tratamento e se ele está funcionando adequadamente. O Teste ergométrico também pode ser usado para ajudar a estabelecer o plano de tratamento para você, mostrando quanto exercício seu coração pode realizar.

Em alguns casos, testes de estresse pode ser utilizados para ajudar a determinar momento da cirurgia cardíaca, tais como a substituição da válvula ou uma ponte de safena. Em algumas pessoas com insuficiência cardíaca, resultados de um teste de estresse podem ajudar o médico a avaliar a necessidade de transplante de coração ou outro avançado de terapias.

Resposta Cronotrópica Deprimida Teste ergométrico!

Para liberá-lo para atividades físicas.

Um dos principais objetivos do Teste ergométrico (tanto em Esteira ou Bicicleta ergométrica) é determinar se você esta apto para realizar atividades físicas que exijam um esforço maior e também guiar o educador físico para uma melhor adaptação do seu treino na academia.

Resposta Cronotrópica Deprimida Teste ergométrico!

Outras Situações importantes:

  • Detectar Isquemia coronariana;
  • Reconhecer Arritmias cardíacas;
  • Reconhecer distúrbios hemodinâmicos durante o exercício;
  • Avaliar a Capacidade funcional e condição aeróbica do paciente;
  • Estabelecer prognóstico de doenças cardíacas;
  • Para prescrever exercícios;
  • Para avaliar o resultado de tratamentos realizados;
  • Demonstra ao paciente as suas reais condições físicas;
  • Fornecer dados para perícia médica; 4)Diretrizes de Ergometria – Sociedade Brasileira de Cardiologia

Como o Teste Ergométrico é feito?

Teste ErgométricoO Teste ergométrico pode ser realizado em um Esteira ergométrica ou Bicicleta ergométrica onde você realizará seu esforço físico para que o médico faça a avaliação de todos os parâmetros do seu coração durante a atividade física, como:

O Teste Ergométrico (Teste de esforço) é feito em uma clínica médica ou hospital.  O técnico ou a secretária vai colocar 10 eletrodos no seu peito e eles serão ligados a um monitor de ECG (eletrocardiograma) que irá monitorar a atividade elétrica do coração durante o teste. 5)MedLine Plus

 

Esteira ou Bicicleta?

No teste ergométrico, o paciente é submetido a uma prova de esforço físico sobre uma esteira ergométrica (antigos aparelhos de teste ergométrico faziam este exame em uma bicicleta ergométrica, mas hoje, a bicicleta ergométrica quase não é utilizada).

No teste de esforço, o paciente é monitorado e liga-se nele diversos eletrodos como se ele fosse realizar um eletrocardiograma. Na verdade, resumidamente, o teste ergométrico é um eletrocardiograma de esforço. Durante toda a prova o médico vê no monitor o ritmo do coração avaliando-o continuamente, até o final da prova.

 

O Protocolo: Mais velocidade e Mais inclinação.

No geral, após você iniciar a sua caminhada, a cada 3 minutos o software para Teste ergométrico irá aumentar a carga de esforço para que você ande mais rápido. Você também terá que andar em um ângulo mais íngreme (ou pedalar com mais resistência)Será como andar rápido (ou correr) em uma ladeira acima ou até mesmo.

Alguns protocolos de Realização do Teste ergométrico:

  • Bruce: O protocolo mais utilizado, com aumento de cargas (velocidade e inclinação) a cada 3 minutos, até exaustão ou a critério médico.
  • Ellestad: Usado para pessoas melhor condicionadas, com aumento de cargas (velocidade e inclinação) a cada 3 minutos, até exaustão ou a critério médico – é uma prova mais intensa e usado para atletas.
  • Rampa: Aumento progressivo de cargas de forma contínua e progressiva – vem sendo utilizado com mais frequência.
  • Bruce Modificado: a primeira fase não tem inclinação e o aumento de cargas (velocidade e inclinação) a cada 3 minutos, até exaustão ou a critério médico.
  • Naugton: Um protocolo mais lento e representa uma caminhada bastante lenta, para pacientes menos condicionados ou doentes de coração.

 

Terá um médico na sala. ao meu lado?

Sim, durante todo o exame, um médico deverá estar na sala de exames para acompanhar o seu exame e observar atentamente o seu ritmo cardíaco.

Quanto tempo irei correr ou Andar?

No início do esforço, o médico irá estimar uma frequência cardíaca na qual ele ficará satisfeito com seu esforço. Portanto, você deve atingir uma meta de freqüência cardíaca.

Qual é a minha Frequência Cardíaca?

A conta que o médico faz é a seguinte: você deverá atingir a Frequência Cardíaca Submáxima, que corresponde a 85% da sua frequência cardíaca máxima. (Desvio Padrão = 11 bpm].

FC Máxima: 220 menos a sua idade. Se você tem 40 anos, a sua FC máxima é de 220 – 40 = 180 bpm.

FC Submáxima: 180 bpm x 85% = 153 bpm.

Assim, o médico precisará fazer com que seu coração acelera até 153 batimentos por minuto.

Como me preparar para o Teste ergométrico?

  • Você não deve comer, fumar ou beber bebidas que contenham cafeína ou álcool por 3 horas (ou mais) antes do teste
  • Use sapatos confortáveis e roupas folgadas que não atrapalhem você fazer exercícios.
  • Pergunte a seu médico se você deve levar algum dos seus medicamentos no dia do teste. Alguns medicamentos podem interferir com os resultados do teste, principalmente os Betabloqueadores (normalmente, terminados em “ol”, tipo atenolol, carvedilol, metoprolol, propranolol. Entretanto, NUNCA pare de tomar qualquer medicamento sem primeiro falar com seu médico
  • Informe o seu médico se você estiver a tomar citrato de sildenafil (Viagra), tadalafil (Cialis) ou vardenafil (Levitra) e ter tomado uma dose nas últimas 24 a 48 horas.
  • Evite cafeína nas 24 horas antes do teste. Isto inclui:
    • Chá e café 
    • Todos os refrigerantes, mesmo aqueles que são rotulados de cafeína
    • Chocolates
    • Alguns analgésicos que contenham cafeína

 

O Resultado do Teste Ergométrico

Existem três principais critérios para o médico dizer que o seu teste é um exame normal ou anormal. Veja como um é descrito:

O Teste Ergométrico Normal:

  1. Presença de Sintomas: Ausência de sintomas de dor ou angina.
  2. Presença ou Ausência de Isquemia: Ausência de isquemia durante a prova de esforço.
  3. Pressão arterial: Comportamento normal da pressão arterial durante o esforço.
  4. Arritmia Cardíaca: Ausência de Arritmias durante a prova de esforço.

O Teste Ergométrico Normal:

  1. Presença de Sintomas: Presença de dor torácica sugestiva de isquemia ou angina.
  2. Presença ou Ausência de Isquemia: Presença de isquemia durante a prova de esforço.
  3. Pressão arterial: Comportamento anormal da pressão arterial durante o esforço. Hipertensão reacional diastólica ou Sistólica;
  4. Arritmia Cardíaca: Presença de Arritmias [descrição do tipo de arritmia] durante a prova de esforço.

Resposta isquêmica Intermediária – o que é?

Uma das principais funções do teste ergométrico é dizer se há ou não ISQUEMIA.
– o que seu laudo diz é que não dá para afirmar que HÁ ISQUEMIA e nem dá para afastar a possibilidade de isquemia.

Dependendo do resultado, o seu médico irá ajustar os medicamentos ou irá encaminhar o paciente para outros exames adicionais que possam ajudará a complementar o diagnóstico mais adequado.

Nessas situações, o seu médico avaliará se é necessário outro exame complementar.

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

Teste Ergométrico com Exacerbação da Frequência cardíaca

A elevação exacerbada da FC, desproporcional à carga de trabalho, é usualmente encontrada em

  • sedentários,
  • em pacientes com elevado grau de ansiedade,
  • na distonia neurovegetativa,
  • no hipertiroidismo,
  • nas condições que reduzem o volume vascular ou a resistência perifé­rica,
  • na anemia,
  • nas alterações metabó­licas, além de outras.
  • Esse achado pode estar presente em testes precoces realizados em pacientes após infarto e/ou cirurgia de revascularização.

 

Teste Ergométrico com Déficit Cronotrópico (Incompetência cronotrópica)?

a Incompetência cronotrópica ou Défcit cronotrópico ocorre quando há uma redução do aumento da frequência cardíaca frente ao esforço. Pode ser resultante de:

  • do treinamento fí­sico (pessoas bem condicionadas),
  • aumento do volume sistó­lico,
  • doenças que afetam o nó sinusal,
  • hipotiroidismo,
  • doença de Chagas,
  • e pelo uso de drogas como os betabloqueadores, bloqueadores do canal de cálcio, amiodarona e outras.

Descartadas as situações possí­veis de reduzir a elevação da frequência cardíaca, esse comportamento deve ser considerado como anormal e preditor de eventos futuros.

Ela pode ser definida quando:

  • 1) A FC atingida está abaixo de dois desvios padrão da FC máxima prevista 6)Impaired Chronotropic Response to Exercise Stress Testing as a Predictor of Mortality 7)Impaired Heart Rate Response to Graded Exercise;
  • 2) Não se atinge 85% da FC prevista pela idade 8)Impaired Chronotropic Response to Exercise Stress Testing as a Predictor of Mortality 9)nejm.org.
  • 3) O índice cronotrópico for inferior a 0,80, definido pela fórmula 10)Circulation. 11)Diretriz Brasileira de Ergometria

 

Teste Ergométrico com Isquemia: o quê significa?

Só o seu médico poderá fazer a perfeita interpretação do resultado do seu exame.

O quê é Isquemia?

Mas a Isquemia é o termo utilizado pelos médicos para indicar que o coração está com sua oxigenação reduzida e que o músculo cardíaco não está recebendo a oxigenação necessária ou que ele precisa.

Isquemia é igual a obstrução coronariana?

Não. Isquemia é uma alteração a nível CELULAR, uma informação que diz que o músculo está com falta de oxigênio. E essa isquemia pode ser devido a uma obstrução em uma grande artéria (que indica a necessidade de ponte de safena) ou de pequenas artérias (que não tem necessidade de cirurgia cardíaca).

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

O que é teste ergométrico Ineficaz?

Como disse acima, há uma frequência cardíaca mínima (a submáxima) que você deve atingir para que o teste possa ser confiável… Só com um coração acelerado a um nível mínimo que o médico pode tirar conclusões.

Assim, Teste ergométrico ineficaz significa que seu coração não acelerou de forma suficiente para tirarmos uma conclusão verdadeira.
Seu médico avaliará a necessidade de repetir o exame. (Obrigado Vanessa, pela dúvida)

O Teste Ergométrico sempre diz a verdade?

Existem muitas informações no laudo do teste ergométrico e todas elas devem ser avaliadas adequadamente pelo seu médico. Mas a informação mais importante é a presença ou ausência de isquemia. E para isso, o exame pode se mostrar ineficiente em alguns pacientes ou “mentiroso” em outros pacientes. Veja dois exemplos:

  1. O exame não indicou isquemia, mas o paciente apresenta uma dor (angina) muito característica de doença coronariana. O médico pensa que o exame não “pegou” a doença – é um exame FALSO-NEGATIVO.
  2. O exame disse que o paciente tem isquemia, mas o paciente (após outros exames) se mostrou normal, sem doença – é o famoso exame FALSO-POSITIVO.

Sensibilidade do Teste: ele só “pega” 67% dos pacientes com isquemia.

A Sensibilidade do Teste ergométrico, na média, é de 67% (mínimo de 50% e máximo de 72%) 12)Diretrizes de Ergometria – Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Ou seja, o Teste ergométrico NÃO IRÁ DETECTAR 33% dos pacientes que realmente tem isquemia.

[Definição técnica] A sensibilidade é a capacidade do exame de Teste ergométrico (ou de qualquer exame) de detectar a presença de isquemia (e um exame alterado) em um grupo de pacientes que tenha isquemia.

[Definição menos técnica] Se existem 100 pacientes que sabidamente tenham isquemia, a sensibilidade é o percentual de exames que terão seus resultados positivos para isquemia. O melhor exame, a sensibilidade deveria ser de 100% (ou seja, o teste teria que dar positivo para isquemia em todos os pacientes.

Especificidade do Teste: ele só “fala a verdade” em 71% das vezes.

A especificidade do Teste ergométrico, na média, é de 71% (mínimo de 69% e máximo de 74%) 13)Diretrizes de Ergometria – Sociedade Brasileira de Cardiologia. Isso quer dizer que quando um teste ergométrico diz que o paciente tem isquemia, somente em 74% das vezes ele está dizendo a verdade.

[Definição técnica] A especificidade é a capacidade do exame de Teste ergométrico que teve resultado positivo de efetivamente ser positivo para a presença de isquemia (comparado a um exame de maior eficiência).

[Definição menos técnica] Se existem 100 pacientes que tiveram resultado positivo no exame, quantos EFETIVAMENTE realmente tem isquemia (se fizerem um exame de maior eficiência)? O melhor exame tem uma , especificidade de 100% (ou seja, ele diz que tem isquemia e realmente tem isquemia).

 

Precisarei de outros exames?

Se o seu resultado for negativo, no geral, não precisará de outros exames. Mas a presença de isquemia fará com que o seu médico solicite outros exames ou ajuste as medicações para melhor controle de sua doença.

Cintilografia miocárdica:

Esse é uma dos exames que o médico costuma solicitar para avaliar um teste ergométrico que seja positivo ou que o médico tenha dúvidas.

Ecocardiograma de estresse:

Esse é um Ecocardiograma que é realizado com o coração acelerado, seja por um esforço físico ou por uma medicação (dobutamina).

Cateterismo Cardíaco:

É a palavra final para dizer se o paciente tem obstrução nas artérias do coração. É um exame que vê se o paciente tem ou não obstrução coronariana e costuma ter grande importância para dizer se o paciente deve fazer uma Angioplastia ou Ponte de Safena.

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

O Teste ergométrico para acompanhamento da isquemia:

Uma questão importante levantada pela Paula (leitora):

Só pra explicar direito que acho que fui confusa, claro que vamos levar os resultados ao medico, mas a isquemia que pode aparecer no exame de esforço pode ser tratar de uma isquemia pré-existente, inclusive já ate tratadas, já que uma vez que ocorre a isquemia aquele tecido não volta mais, né?! Ou seja não e necessariamente uma nova isquemia?

 

Essa é uma excelente questão:

Os médicos podem utilizar o Teste ergométrico para acompanhamento de uma isquemia…
O teste também é utilizado para pacientes que já tem isquemia e já estão em tratamento para isquemia há tempos…

Veja esse exemplo: A ideia é acompanhar o paciente.
– Paciente teve isquemia aos 5 minutos do esforço – é o segundo exame do paciente.
Depois de um ano de tratamento…
– Paciente teve isquemia aos 7 minutos do esforço – é o terceiro exame do paciente – Já melhorou bastante.
Depois de outro ano de tratamento…
– Paciente teve isquemia aos 9 minutos do esforço – é o quarto exame do paciente – mais uma melhora importante.

Ou seja, o tratamento está indo muito bem. Há situações em que o tratamento não está indo bem e o teste ergométrico pode indicar o contrário…

Devo repetir o Teste ergométrico Anualmente?

Veja esta dúvida: Por Larissa

Uma pessoa de 33 anos, fez o teste ergométrico ano passado e este ano precisa dele para renovação de um documento, essa pessoa terá que fazer o teste novamente ou pode apresentar o do ano passado?

*Obs: Estamos falando de uma pessoa saudavel no caso…

  • ogadores profissionais de futebol fazem exames de teste ergométrico ANUALMENTE, no início da temporada… São atletas, sabidamente saudáveis e fazem anualmente.
  • Se seu novo serviço ou documento exigir esforço físico, costuma indicar a repetição do exame.
  • Pilotos de avião: atividade que não exige esforço – mas a empresa EXIGE teste ergométrico anualmente…

Assim, tudo depende do seu médico e da exigência que foi feita a você.

Teste isquêmico por Resposta Paradoxal da Pressão arterial

A Resposta paradoxal da Pressão arterial no Teste ergométrico é um indicador de resposta isquêmica do miocárdio no exame de Teste ergométrico. O que fazer?

Resposta paradoxal da Pressão arterial

E então, ainda tem dúvidas?

Se você ainda tem alguma dúvida, deixe a sua pergunta nos comentários. Qual foi a sua experiência com o Teste ergométrico?

Leia mais sobre o Teste Ergométrico:

References   [ + ]

Quer me fazer uma pergunta?

Vamos lá! Coloque seu melhor E-mail no campo cina e veja como me perguntar! Não fique na dúvida!

Veja seu E-mail: Sua inscrição foi um Sucesso!

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!