Tudo sobre Indapamida – Mais que a Bula – Completo!

Tudo sobre Indapamida – Você precisa de Mais que a Bula traz! Quais os Riscos, Complicações e os benefícios de se usar o Indapamida uma medicação para hipertensão arterial e outras doenças  – Em uma linguagem Simples!

Como escolher seu Medidor de Pressão?

Para que a Indapamida é indicada?

A indapamida é indicado no tratamento da hipertensão arterial essencial.

Como a Indapamida Funciona?

A indapamida é  um  comprimido  de  liberação  prolongada  que  contém  indapamida  como  seu  princípio ativo. Ele é  um  diurético.  A  maioria  dos  diuréticos  aumenta  a  quantidade  de  urina  produzida  pelos rins.

Entretanto,  ela é  diferente  dos  outros diuréticos,  de  maneira  que  ela  causa  apenas  um  sutil aumento na quantidade de urina produzida. Ela age no controle da pressão arterial, através de um mecanismo vascular, com sua manutenção dentro dos limites fisiológicos. A atividade anti-hipertensiva de indapamida, é máxima na primeira hora após a administração de uma dose única e é mantida por no mínimo 24 horas. as 1)Medications for High Blood Pressure 2)Anvisa 3)Bulário Anvisa

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

Quando não devo usar o Indapamida?

A indapamida não deve ser utilizado nos casos de:

  • Hipersensibilidade  a  indapamida  ou  a  qualquer  outro  tipo  de  sulfonamidas  ou  a  qualquer  componente  da fórmula;
  • Se você possui doença renal severa;
  • Se  você  tem  doença  hepática  severa  ou  sofre  de  uma  condição  chamada  encefalopatia  hepática  (doença degenerativa cerebral);
  • Hipocalemia (níveis baixos de potássio no sangue).
  • Este medicamento é contraindicado para uso em crianças.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Devido a presença da lactose, este medicamento não deve ser utilizado em casos de galactosemia, síndrome de má absorção de glicose e galactose ou d eficiência de lactase (doenças metabólicas raras).

Atenção: Este medicamento contém açúcar (lactose), portanto deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

 

O quê devo saber antes de usar a Indapamida?

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES:

  • Se você possui problemas no fígado;
  • Se você é diabético;
  • Se você sofre de gota;
  • Se você possui algum problema de ritmo cardíaco ou problemas com seus rins;
  • Se você necessita realizar um exame para verificar a eficácia da sua glândula paratireoide.

Você deve informar ao seu médico se teve reações de fotossensibilidade.

Seu médico pode passar exames de sangue para verificar baixa nos níveis de sódio ou e potássio ou elevação dos níveis de cálcio.

Se você acha que alguma dessas situações pode se aplicar ao seu caso ou se possui dúvidas para tomar o medicamento, você deve consultar seu médico ou farmacêutico.

Atletas devem estar cientes que Indapamida contém substância ativa que pode dar reação positiva em testes de doping.

O uso deste medicamento não é recomendado em pacientes com problemas de intolerância a galactose,deficiência a lactose ou má absorção glicose-galactose (doenças hereditárias graves).

Em  caso  de  insuficiência  hepática,  os  diuréticos  tiazídicos,  como  indapamida podem causar  uma  encefalopatia  hepática.  Neste  caso,  a  administração  desta droga deve  ser suspensa imediatamente.

Indapamida e Pacientes idosos:

A  ampla  experiência  clínica  desde  1977,  quando  a  indapamida foi  lançada  no  mercado,  confirma  que  o produto,  é  muito  bem  tolerado  clínica  e  metabolicamente.  Esta  excelente  segurança  é  o  maior  critério  de escolha  para  pacientes  idosos,  caracterizados  por  sua  maior  suscetibilidade  a  efeitos  adversos.  A  melhor tolerabilidade  com  relação  a  parâmetros  hidroeletrolíticos  é  resultado  da  baixa  dose  do  princípio  ativo  Indapamida.

Como  qualquer  outro  tratamento  com  diuréticos  utilizados  neste  tipo  de  paciente,  é  essencial  adaptar  o monitoramento ao estado clínico inicial e a doenças intercorrentes.

Efeitos na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas:

Este  medicamento pode causar efeitos  colaterais  devido  a diminuição da pressão arterial tais como  tonteiras ou cansaço (veja o item 8). Esses efeitos são mais comuns de ocorrer no início do tratamento e quando se tem aumento da dose. Se isto ocorrer, você deve abster-se de mergulhar ou realizar outras atividades que requerem estado de alerta. No entanto, sob controle adequado, estes efeitos colaterais dificilmente ocorrem.

Devido a presença da lactose, este medicamento não deve ser utilizado em casos de galactosemia, síndrome de má absorção de glicose e galactose ou deficiência de lactase (doenças metabólicas raras).

Leia mais sobre Hipertensão Arterial:

References   [ + ]

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista que entende que a internet pode e deve ser uma fonte inesgotável de informações para os pacientes.
CRMMG: 33.669 – Trabalha na Clínica Cardiovasc, em Teófilo Otoni, MG

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This

Compartilhe!

Compartilhe esse artigo com amigos!